Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Artigos sobre ‘Vitória’

O Campeonato Gaúcho é o mais tradicional do Brasil

February 12th, 2017 | 2 Comments | Filed in América, América-MG, Atlético-GO, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Botafogo-SP, Chapecoense, Clubes, CO, Corinthians, Coritiba, Criciúma, Criciúma, Cruzeiro, Estaduais, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Friburguense, Futebol, Goiás, Grêmio, INTERIOR, Internacional, Ituano, Ituano, Linense, MG, Náutico, Números, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, PR, PR, RJ, RJ, RS, RS, Santa Cruz, Santo André, Santos, São Paulo, SC, SC, SP, SP, Sport, Tupi, Vasco, Vitória

Os campeonatos estaduais começaram e uma pergunta não saía do cabeça do uma pessoa do Brasil: qual estadual é o mais tradicional do Brasil?
Pelo sistema de datas, fica fácil demais: o Campeonato Paulista é o mais antigo, de 1902. Mas o que seria dos campeonatos se fossem considerados os times ATUAIS que o disputam, considerando a fundação de cada um, qual seria o campeonato mais tradicional do Brasil, a saber, o que possui os TIMES mais tradicionais? Daí foi ir às contas. Como critério, usei estaduais que tenham, em 2017, que é o ano que nos interessa, um time a menos na Série A do Brasileirão.

Rio de Janeiro:

Bangu 1904
Boavista 2004
Bonsucesso 1913
Botafogo 1904 *
Cabofriense 1997
Campos 1912
Flamengo 1895/1912
Fluminense 1902
Macaé 1990
Madureira 1914
Nova Iguaçu 1990
Portuguesa-RJ 1924
Resende 1909
Tigres do Brasil 2004
Vasco da Gama 1898/1915
Volta Redonda 1976

O Carioca é um dos campeonatos mais tradicionais e um dos mais complexos de fazer a conta. Devido à fundação dos clubes no remo diferir (e estar bem documentada) da do futebol, podemos usar datas de fundação do futebol, como 1911 para o Flamengo, 1918 para o Vasco, etc. Porém, muitos outros clubes no Brasil apresentam datas de fundação controversas, anos no amadorismo, de desfiliação, etc. Portanto, resolvi usar as daas oficiais, menos para o Botafogo, que diferentemente dos co-irmãos cariocas, não apenas introduziu o futebol mais tarde como o fez a partir de um clube associado e posterior fusão.

Média de idade de fundação: 1939,75

São Paulo

Audax 2013*
Botafogo 1918
Corinthians 1910
Ferroviária 1950
Ituano 1947
Linense 1927
Mirassol 1925
Grêmio Novorizontino 2010
Palmeiras 1914
Ponte Preta 1900
Red Bull Brasil 2007
Santos 1912
São Bento 1913
São Bernardo 2004
São Paulo 1935
Santo André 1967

*Foi usado o mesmo critério que com o Botafogo carioca. O Audax foi comprado e passou a mandar os jogos na cidade de Osasco, usando um escudo parecido com o “irmão de fusão” Grêmio Osasco. Creio que foram muitas mudanças para se considerar a continuidade do clube.

Média da idade de fundação: 1949,5

Minas Gerais

América-MG 1912
América-TO 1936
Atlético-MG 1908
Caldense 1925
Cruzeiro 1921
Democrata-GV 1932
Tombense 1914
Tricordiano 2007
Tupi 1912
Uberlândia 1922
URT 1939
Villa Nova 1908

Média: 1928

O tradicionalismo dos times do campeonato mineiro é impressionante. Apenas o Tricordiano destoa, sendo todos os clubes que não ele fundados antes de 1940!

Pernambuco

Afogados 2013
América-PE 1914
Atlético-PE 2006
Belo Jardim 2005
Central 1919
Flamengo de Arcoverde 1959
Náutico 1901
Salgueiro 1972
Santa Cruz 1914
serra Talhada 2011
Sport 1905
Vitória de Santo Antão 2008

Média 1960,583

O Náutico, como o próprio nome indica, entra na mesma situação dos cariocas. A diferença é pouca, já que o Timbu introduziu o futebol em 1905. No entanto, foi considerado o ano de sua fundação global como com seus pares do remo pelo Brasil.

Goiás

Anápolis 1946
Aparecidense 1985
Atlético-GO 1937
CRAC 1931
Goianésia 1955
Goiás 1943
Iporá 2000
Itumbiara 1970
Rio Verde 1963
Villa Nova 1943

Média da idade de fundação: 1957,3

Santa Catarina

Atlético Tubarão 2005
Almirante Barroso 1919*
Avaí 1923
Brusque 1987
Chapecoense 1973
Criciúma 1947
Figueirense 1921
Inter de Lages 1949
Joinville 1976
Metropolitano 2002

Média da idade de fundação: 1960,2

*O Almirante Barroso recebeu o mesmo tratamento dos demais clubes náuticos do Brasil.

Bahia

Atlântico 2000
Bahia 1931
Bahia de Feira 1937
Flamengo de Guanambi 2009
Fluminense de Feira 1941
Galícia 1933
Jacobina 1993
Jacuipense 1965
Juazeirense 2006
Vitória 1899*
Vitória da Conquista 2005

Média: 1965,364

*Vitória com o mesmo tratamento dos clubes de remo cariocas, catarinenses, pernambucanos, etc.

***
Rio Grande do Sul

Brasil 1911
Caxias 1935
Cruzeiro 1913
Grêmio 1903
Internacional 1909
Juventude 1913
Novo Hamburgo 1911
Passo Fundo 1986
São José 1913
São Paulo-RS 1908
Veranópolis 1992
Ypiranga 1924

Média: 1926,5

Por muito pouco, a média de idade de fundação dos clubes gaúchos supera a dos mineiros em pioneirismo e assim sendo, o Gauchão é o campeonato com os times mais tradicionais do Brasil em 2017. MG e RS se destacam nesta conta, podendo variar a “liderança” a depender dos clubes que sobem ou descem. Vemos que este ano apenas Passo Fundo e o incaível Veranópolis destoam da grande tradição dos outros clubes do Rio Grande do Sul.

E o menos tradicional?

Analisando as médias dos campeonatos segundo o critério de possuir um representante ao menos na Série A, vemos que o campeonato “menos tradicional” é o Paranaense, com uma média de 1974,67, apesar da grande tradição de clubes como o Coritiba, o primeiro verdão do Brasil, a grande quantidade de clubes montados no século XXI, que costumam muitas vezes ser taxados de “clubes-empresa”, acaba subindo a média paranaense. Dos participantes de 2017, mais de 50% foram fundados após 1990.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

3ª FFC do BR14: Somos Todos Gado

May 3rd, 2014 | 11 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2014, Estrutura, Fluminense, Vitória

Ingresso comprado pela internet.

Exigências eram que o mesmo deveria ser retirado na bilheteria do estádio apresentando-se cartão de crédito com que foi comprado, identidade do comprador e uma merda de um papel impresso e assinado pelo próprio. Em 2014 no Rio de Janeiro.

Chegando com mais de 1 hora de antecedência, uma fila cavalar para retirada de ingressos, e outra para ingressos vendendo na hora do jogo.

Fiquei na minha fila até o momento em que já tinha dados o suficiente para mensurar que só entraria no intervalo, mesmo tendo comprado o ingresso (com taxa de conveniência) alguns dias antes, e estando em 2014 quando qualquer catraca escrota lê a merda de um cartão de crédito.

Dei uma volta ouvindo os preços dos cambistas, que só pelo fato de existirem quando a bilheteria ainda tem ingressos disponíveis já mostra o non-sense da coisa, e piquei a mula de volta para casa.

Ainda deu tempo de ver o serviço pago da Sky pelo iPad não funcionar, mas ligar pelos subterrâneos piratas da internet e ver o Vitória fazer seu segundo gol e um impedido Wagner diminuir para o Fluminense.

O Fluminense perdeu hoje para o Flamengo porque sou rancoroso e roguei praga para que perdesse mesmo. Na próxima rodada, contudo, acatarei a vocação para gado que tem o Brasileiro e o Torcedor de time de futebol por aqui permitindo que o time de Cristóvão volte a sua programação de vitórias sobre os Flamengos até a confirmação do título de campeão brasileiro de 2014, que ocorreu há uma rodada atrás com o futebol esplendoroso jogado contra o Flamengo Italiano no Pacaembu.

Saudações Tricolores (quem não gostar que entre na fila e aguarde para reclamar)

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Solução Cartola para o Fluminense

October 29th, 2013 | 1 Comment | Filed in Campeonato Brasileiro 2013, Fluminense, Vitória
É o que resta depois que LELÊ EUZÉBIO reveza na centroavância com Edinho

É o que resta depois que LELÊ EUZÉBIO reveza na centroavância com Edinho

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Copa do Brasil 2012: Quartas de Final

May 16th, 2012 | 31 Comments | Filed in Atlético-PR, Bahia, Copa do Brasil 2012, Coritiba, Goiás, Grêmio, Palmeiras, São Paulo, Vitória

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Copa do Brasil 2012: Oitavas de Final

April 25th, 2012 | 94 Comments | Filed in Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Copa do Brasil 2012, Coritiba, Cruzeiro, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Palmeiras, Paraná, Paysandu, Ponte Preta, Portuguesa, São Paulo, Vitória

Dispute-se igualmente.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Botafogo 1X0 Vitória – invicto há nove rodadas

October 24th, 2010 | 49 Comments | Filed in Botafogo, Campeonato Brasileiro 2010, Vitória

Longe de fazer uma apresentação à altura de outras (onde jogou bem melhor mas só conseguiu empatar – por uma razão ou por outra), o Botafogo quebrou ontem o jejum de vitórias contra o Vitória (hahaha, sem trocadilho) e deu o primeiro passo de verdade rumo à #ArrancadaFinal.

Assisti alguns flashes do primeiro tempo pois estava dando uma força ao sem-televisionamento e criciumense Michel Contessi, que alucinadamente torcia pelo seu tricolor catarinense em partida que poderia levar o Tigre de volta à Série B do Campeonato Brasileiro (o agora aliviado Michel ficou inclusive de elaborar texto para publicação sobre a campanha e classificação de seu Criciúma, a ser postado por aqui). Às 19:15h, o movimento #VamosSubirTigre sagrou-se então #JáSubiuTigre e pude enfim trocar de canal de forma definitiva.

Até então, twittadas davam conta da pressão victoriana sobre a defesa do Botafogo, inclusive uma cobrança de falta do Ramon (o Paulo Baier do Vitória) que obrigou o goleiro da seleção brasileira JEEEEEEEFERSOOOOOOOON a fazer defesa sensacional (que tive a sorte de testemunhar em uma das zapeadas).

No final da primeira etapa, Somália sofreu falta na entrada da área e LF deixou para Marcelo Cordeiro a chance e a categoria para cobrá-la, abrindo o placar de forma belíssima. Uma pintura de cobrança.

Destaques:

  • Público: 10.041 (pagantes) / 13.000 (presentes) – Renda: R$ 224.360,00
  • Mais uma vez vaiado por uma parte da torcida e aplaudido por outra, Lúcio Flávio falou em tom de despedida após o jogo. O fato é que foi fundamental para a vitória do time pois conduziu o meio campo alvinegro na primeira etapa e sentiu que o momento do Marcelo Cordeiro poderia ser melhor que o seu para a cobrança da falta. Errou muitos passes no segundo tempo e a torcida começou a pegar no pé. Verdade que já foi dita aqui, é um jogador necessário ao Botafogo, porém é inegável que não tem mais clima para continuar no clube. Uma lástima e uma falta a ser sentida em 2011;
  • MUITO pior do que LF – só que desse ninguém falou nada – foi o miserável do Edno. Fominha, salto alto, mascarado e todos os pejorativos afins para esse crack na partida de ontem. Edno quis resolver tudo sozinho, mesmo de forma totalmente displicente – em determinado lance, perdeu a bola no ataque depois de tentar drible ridículo no marcador e quase ofereceu contra-ataque fulminante ao rubro-negro baiano, impedido apenas pela eficiente marcação de Marcelo Mattos. Durante a semana, essa mula disse que pretende voltar ao curintias em 2011, por julgar que tem espaço na equipe. Que vá e não volte. Deu o que tinha que dar;
  • O criciumense (então feliz) levantou a bola aqui em casa e sugeriu até enquete: porque ninguém passa bola para o Loco Abreu, mesmo em situações onde o ÍDOLO se encontra CLARAMENTE em posição TOTALMENTE VANTAJOSA para a conclusão das jogadas? Foi assim com Somália (como sempre um leão na defesa e uma mula no ataque), com Jobson (infinitas vezes) e com a besta-mor do Edno. O uruguaio nem reclama mais e a torcida não entende o que acontece;
  • Alessandro fez novamente boa partida na defesa, porém quase faz nova falta bizarra na entrada da área botafoguense, daquelas que só o seu poder mutante para chutar a cara dos adversários sem querer permite. Catingoria pura;
  • Embora não estivesse em campo, Caio fez grande partida pela equipe Sub-23 e ajudou o Botafogo na vitória de 4×3 contra o Vasco, colocando o alvinegro na disputa pelo título da categoria. Jogou muito e parecia um veterano, muito diferente do CaiCaio que volta e meia deixa a torcida enlouquecida.

Nove partidas invicto, restam ao Botafogo os seguintes confrontos em sua  #ArrancadaFinal: Atlético-MG (f), Atlético-GO (c), Avaí (f), Ceará (f), Inter B (c), Prudente (c) e Grêmio (f). E se eu disser que não sonho com título (apesar de oficial e pessoalmente ter dado adeus à disputa), estarei mentindo.

Que Joel ajude.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Muricy em ‘A Vida Como Ela É’

September 26th, 2010 | 4 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2010, Fluminense, Vitória

Enebriados com a reação do Fluminense em 2009 para fugir do rebaixamento, saindo da 18ª posição para a 16ª, torcedores tricolores ficaram ressabiados com a queda de rendimento da equipe nas últimas rodadas. Diga-se de passagem, não sem razão, pois mesmo normal, a luz amarela se acendeu.

Entretanto, assim como o revés é para ser levado em consideração, a retomada de rumo não está descartada como bem sabe Muricy, treinador que ao contrário da torcida do Fluminense é acostumado a ver e entender a tabela pela ótica de quem disputa por cima.

Sem Fred e Emerson, Muricy arrumou sua equipe com Washington e Ruimdriguinho. O atual camisa 10 da equipe ignora a existência de um companheiro no ataque fazendo com que o Tricolor entre em campo com dois atacantes independentes. Especificamente na partida contra o Vitória, Ruimdriguinho ainda jogava o 1º tempo como se Washington fosse, atuando como mais um pivô.

Muricy fez omelete sem ovos e exigiu que o reserva de Emerson  parasse de jogar de costas e assim colocou Conca e Deco na partida já que o Fluminense fazia sua parte em não deixar o jogo e o Vitória correr. Desta forma, Ruimdriguinho fez a única coisa que lhe resta em um time de futebol, mirar o gol. Partindo para dentro da área sofreu penalty fazendo Conca desencabaçar.

Aí, quando o Vitória empatou com Henrique rasgando contra Leandro Euzébio em mais uma falta mal defendida, o Abnegado praticamente obrigou Ruimdriguinho a desempatar como se o rubronegro baiano fosse carioca.

Ruimdriguinho e Conca comemoram gol da liderança Tricolor

Ainda que a torcida do Fluminense esteja ressabiada pelo pouco costume, Muricy sabe como funciona a vida lá de cima, e não por outro motivo o ambicioso Tricolor substituiu Cuca, além do esforço de manter seu comandante perante abordagem da Seleção Brasileira.

O time do técnico preferido pela CBF segue firme entre os ponteiro do campeonato brigando pelo título.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

O Vasco não é Carlos Alberto

August 8th, 2010 | 70 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2010, Vasco, Vitória

Questionado sobre quantos jogos por rodada no Brasileirão são bons, respondi sem titubear: 10 (aproveitei para espezinhar a fórmula do campeonato, que não condeno, mas busco entendê-la).

10.
Mas desses, só dá para ver no máximo 3 se você não for ao estádio.
Na derradeira rodada do campeonato, será apenas 1. Apenas duas torcidas verão o que decidirá o título caso este seja decidido na última rodada.

A exibição vascaína contra o Vitória no 2º tempo comprova isto. Qualquer jogo de futebol honesto é bom. Pode ser chato, mas é bom. Cada um tem sua história. Para aproveitá-los em sua plenitude, deve-se entender as regras tácitas do esporte e certamente, envolver-se de alguma forma com a partida em questão. Não é por falta de qualidade técnica que não gosto das partidas entre clubes europeus. Apenas não me envolvo.

O verdadeiro Vasco x Vitória começou quando Carlos Alberto, refugo de Fluminense, Porto, Corinthians, Fluminense de novo, Werder Bremen, São Paulo e Botafogo emporcalhou seu time com uma idiotice.

Emporcalhou não, porque o Vasco, sem este personagem do futebol carioca que daqui não sai pelas suas limitações técnicas e mentais, foi brioso e deu uma aula de como se defender por 45 minutos. O Vitória por mais que rondasse a área cruzmaltina não levou perigo.

PC Gusmão, que moldou um Ceará defensivamente forte, pelo visto implantará esta filosofia no Vasco. O bizarro capitão vascaíno propiciou uma bela amostra de que isto pode funcionar.

Destaca-se no 2º tempo a atuação de Fagner que pela direita desafogava o Vasco, e as alterações de PC colocando providencialmente Eder Luis e Fumagalli que foram bem sucedidos em fustigar a defesa adversária, inibindo os baianos de partirem para uma pressão desvairada e inconsequente ao final da partida.

Ainda que o Vasco tenha cortado um dobrado para conquistar 3 pontos nesta partida (o que a efusiva comemoração da torcida ao fim da partida corrobora), em médio e longo prazo a expulsão de Casalberto será benéfica ao time.

Pensando bem… em curto prazo também. Afinal, pelo que consta a regra, há suspensão automática de uma partida…

Estou feliz dele não jogar a próxima partida. Eu que já vi grandes craques que passaram pelo Vasco não consigo ver a torcida cruzmaltina apoiando-se neste limitado jogador (sem condições de dizer atleta) como tábua de salvação para falta de ídolos e títulos. Quanto menos ele jogar, melhor para o time da Colina.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Santos Campeão da Copa do Brasil 2010

August 5th, 2010 | 213 Comments | Filed in Copa do Brasil 2010, Santos, Vitória

Inapelavelmente, o Santos do 1º Semestre de 2010 está na História do clube e, óbvio, do futebol brasileiro. Conquistou os títulos paulista e da Copa do Brasil jogando um futebol esplendoroso nas duas competições.

Dando espetáculo quando o  adversário permitia e jogando competitivamente quando necessário. Sempre bem.

Desafia-se qualquer pessoa que se entenda sã, com as ressalvas que forem, a colocar uma vírgula sequer no título santista. Impossível.

Santos FC conquista Copa do Brasil pela primeira vez em sua história

Resta ao Santos do 2º Semestre de 2010 para entrar na História, vencer o desafio de igualar-se ao Palmeiras como o maior vencedor de títulos nacionais no País.

****

Um título de Campeão Brasileiro traria à tona a tal Tríplice Coroa. Ainda que cada campeonato tenha sua história, tal denominação é para se enfeitar o Pavão. Tiraria chinfra de verdade o clube brasileiro que no mesmo ano levar o Estadual, Libertadores, Brasileiro e Mundial. Fato que nenhum clube terá a primazia em 2010.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Eu também gasto mais com ração para o meu cachorro

August 2nd, 2010 | 47 Comments | Filed in Copa do Brasil 2010, Santos, Vitória

Não me surpreende que Felipe gaste mais com ração para o cachorro dele que um popular das interwebes. Se eu gasto mais com ração para meu cachorro do que eu ganho, não me espanta a troça do goleiro do Santos.

Mas vale cada centavo

Apesar do show de moralismo, os sub-moleques da Vila nada fizeram. É possível que a imprensa esteja irritada por chegar atrasada e perder monopólio e exclusividade da comunicação entre agentes a serem noticiados e público.

O Santos deveria adotar providência urgente: estampar logos da Seara, patrocinadora do clube, nos quartos da concentração. Apenas a Apple com sua maçãzinha no laptop de um anônimo moleque da Vila, que sossegadamente via as fotos das filhas de Bebeto, Romário e Tita no Blá blá Gol, teve exposição espontânea.

No aspecto resenhístico de ser, a Twitcam peixeira que trouxe à tona o que repórteres deveriam trazer deu de lambuja a pauta para mesa-redondistas se fartarem.

Alguém sentirá falta do Pedalada no Santos?
View Results

Com ou sem twitcam, Santos é favoritíssimo para levantar a Copa do Brasil e somar mais um torneio nacional à sua extensa lista de títulos. Dorival e diretoria não tem o que se preocupar pois antes da vaca ir para o brejo a Janela trará novos ares.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.