Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Gilvan explica 1º turno em Minas

October 7th, 2014 por | 3 Comentarios | Categorias: Política

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, não conseguiu ser eleito para deputado estadual no mandato 2015/2018. Segundo os números divulgados pelo site do Tribunal Superior Eleitoral, Gilvan teve apoio de 38.400 eleitores, 0,37% dos 10.346.814 votos válidos.

Gilvan é filiado ao Partido Verde (PV) desde outubro do ano passado, quando declarou a intenção de se candidatar a uma vaga na Assembleia Legislativa. Contudo, sua campanha nesta eleição não fora tão difundida, com pouquíssimos segundos nas propagandas da televisão.

Como portfólio Gilvan de Pinho Tavares apresentou a formação e manutenção de um time de ponta, mais barato e eficiente que concorrentes, elogiável condução administrativa, fomento dos sócios-torcedores com satisfatório alcance das metas e, por fim, excelente articulação com o Governo do Estado e Consórcio Minas Arena no acordo de uso do Mineirão dando uso produtivo ao aparelho público bem como auferindo ganhos evidentes para seu clube.

O povo mineiro o vetou nas urnas. Com mais presença na campanha talvez sobrasse tempo para oferecer o que o povo gosta ou acha que gosta: bolsas, vales, cestas e kits.

O mesmo JORNISMO que empunha o microfone para me passar as informações do portfólio justificando o dicampeonato cruzeirense comemorou a derrota do dirigente nas urnas, no que fazem certo. Afinal, manter o monopólio sobre as mentes dos torcedores é o mote de suas campanhas.

Desaprovados pelo Vale do Jequitinhonha

Desaprovados pelo Vale do Jequitinhonha

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Racistas autênticos ou racistas hipócritas

September 23rd, 2014 por | 2 Comentarios | Categorias: Grêmio, Sociologia

O Grêmio nasceu restrito e com o passar dos tempos modificou-se junto com a sociedade passando a ser aberto a um público mais generalizado. Não vejo como isso pode não ser digno tão somente de aplausos dos progressistas

A miscigenada torcida gremista é a prova cabal que o clube, bem como qualquer outro clube de massa no futebol brasileiro, muito bem fez pela integração dos brasileiros de todas as origens acolhendo-os democraticamente. Essa mesma torcida miscigenada é também prova que o Grêmio não trouxe consigo ranço de discriminação étnica… a não ser que se entenda que os gremistas não possuem capacidade para julgamento, que a meu ver por qualquer outro assunto é similar a de torcedores dos demais clubes grandes.

O Grêmio não é racista. Isso já está demonstrado. Não há qualquer evidência contrária a essa afirmação. A torcida do Grêmio, ao que tudo indica, também não é. Todavia em tendo predileções racistas, problema exclusivo dela desde que, pelas leis brasileiras, não segregue ninguém. Quem quiser interpretar o quiprocó da torcida gremista com Aranha como inclinações racistas dos gremistas fica ao menos com as informações bem expostas para delas fazer o melhor proveito possível.

Os que tomam os gremistas como racistas preferem manifestações autênticas ou hipócritas?

Até cariocas são bem-vindos

Até cariocas são bem-vindos

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Luxa aprovado e Alecgol com maior rejeição

September 17th, 2014 por | 12 Comentarios | Categorias: Campeonato Brasileiro 2014, Flamengo, Números

GE_curtidas jogadoresVoltando ao Brasil e à rotina, acesso o GE para dar uma olhada no que está rolando (claro que poderia ter acessado o GE lá de fora nesse mundo globalizado, mas não quis).

O que mais me chamou a atenção no novo layout das páginas dos times foi um quadro entitulado de “Próximo Jogo” que traz a “provável escalação” e, ao lado do nome de cada jogador, um curti e não curti para clicar (inclusive o técnico). Bem simples e rápido. Sem necessidade de cadastramento ou outra burocra a mais.

Claro que a maioria esmagadora que acessa a página do respectivo time no site do GE é torcedor desse time. Logo, o “curti” tem sempre superado o “não curti” e, apesar de um ou outro voto de zueira, temos ali um bom indicador do sentimento torcidal para cada jogador.

Tal “termômetro” parece ser bem volátil dependendo das recentes apresentações de cada jogador, atuação do técnico, resultado dos jogos e posição na tabela (times do Z4 têm índices de aprovação menores que times do G4. Nada mais natural.

No caso do Flamengo os dados coletados hoje por volta das 10 hs estão resumidos na tabela abaixo e ordenados por APROVAÇÃO (CURTE/TOTAL). Mostra a boa fase do Everton, o gol do Wallace que deu a vitória no último jogo, a regularidade do goleiro Paulo Victor, a recuperação do time evidenciada com o TÉCNICO em segundo, o marasmo do atual “ídolo” Léo Moura no meio da colocação e a atual decadência do Alecsandro.

GE_curtidas jogadores_resumo

Dados: GE. Elaboração: Blá Blá Gol

12 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Bom dia, UEFA Champions League 2014!

September 16th, 2014 por | 5 Comentarios | Categorias: UCL

Provando que há SIM vida no futebol pós-Copa das Copas!

Champions-League

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Piranha

September 5th, 2014 por | 9 Comentarios | Categorias: Copa do Brasil 2014, Justiça, Sociologia

“- Piranha! Piranha!”

Estou curioso em saber as repercussões pelo próximo gol mal anulado de um time da casa por uma Bandeirinha.

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Copa do Brasil 2014: Ceará 3X4 Botafogo

September 4th, 2014 por | 13 Comentarios | Categorias: Botafogo, Ceará, Copa do Brasil 2014

Por TAÍS LOUREIRO

Grande-Estrela-menor

Tem coisas que só acontecem com o Botafogo…

Um verdadeiro teste pra levantar defunto da tumba… Castelão mal assombrado, só pode!

Foi aquele mesmo time desajeitado de sempre, que nos irrita profundamente, parecendo preguiçoso, mole demais por conta do velho problema dos salários. Talvez a maior surpresa tenha sido justamente esta, esse time lutando até, literalmente, a última bola do jogo. Abrimos o placar e ganhamos esperanca, logo depois nos devolveram a realidade… quem é botafoguense sabe ao que me refiro… E quando já não esperávamos mais nada, surgem dois gols. Susto e incredulidade são boas sugestões para definir o momento em que a bomba do Andre Bahia estufa a rede.

Eu acredito no impossível. Eu sou Botafogo.

13 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Leitura Labial Torcidal

August 29th, 2014 por | 47 Comentarios | Categorias: Futebol

Boleirada só troca ideia tapando a boca para fugir da leitura labial. Chegou o dia em que TORCEDOR deve fazer o mesmo para exercer o sacrossanto dever de xingar o adversário.

A TV aviadou de vez o Futebol.

Ressalte-se, entretanto, que a boleirada se submete à privação consentidamente e ganhando para tanto ao vender seu direito de imagem. E o torcedor?

Nos torneios FIFA que tive a oportunidade de ir, constava no meu ingresso que eu cedia meus direitos de imagem, o ingresso era um contrato. Nos ruralitos não tem menção alguma, ou pelo menos nada explícito como nas Copas das Confererações e do Mundo.

Se, hipoteticamente, uma ESPN ficar me destacando xingando um adversário e utilizando minha imagem em sua transmissão, eu ainda que possa via a ser incriminado, poderia pleitear algo pelos direitos de imagem por ser atração de TV em um evento comercial tal qual, ou até mais, jogadores e técnicos?

47 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Fred cirúrgico

August 24th, 2014 por | 1 Comentario | Categorias: Campeonato Brasileiro 2014, Fluminense, Torcidas Organizadas

Fred é cirúrgico em escolher seu inimigo na mitologia futebolera. Organizadas são o que de mais pernicioso existe no futebol e são nessas que Fred, com toda razão, aponta sozinho suas armas.

Os caras são tão imbecis que conseguem a proeza de esvaziar a plausível corneta torcidal que inegavelmente ocorreria dentro do estádio pelos simples resultados recentes do time. Escória, e escória burra.

Bom dia, pessoal! Em nome de todo o grupo de jogadores, estou aqui para pedir um grande favor a vocês: apoiem o nosso time durante os 90 minutos hoje contra o Sport. Esse tipo de pressão que vem sendo feita não ajuda em nada a nossa equipe. Pelo contrário! Só atrapalha e muito. O nosso pedido é dedicado ao verdadeiro torcedor do Fluzão; aquele que comemora os títulos conquistados, mas também dá força nos momentos difíceis. E agora, mais do que nunca, estamos precisando dos gritos de incentivo vindos das “arquibancadas”. O jogo nada mais é do que a prática dos treinamentos realizados durante a semana. Então, como poderemos superar nossos adversários se não estamos tendo tranquilidade para realizar um trabalho bem-feito no dia a dia? Pensem nisso. A história demonstra que juntos somos muito mais fortes: 2009, 2010 e 2012 estão aí para confirmar o que digo. Cheguei aqui há pouco mais de cinco anos e, ao lado dos meus companheiros, contribuí para a fuga épica do rebaixamento, em 2009, além da conquista de dois títulos brasileiros, feitos que não ocorriam há quase 30 anos no clube. Por isso, acredito ter conquistado o carinho e o respeito de quase toda a nação tricolor. Digo quase toda a nação, porque sei que o respeito dos membros de algumas torcidas organizadas do clube nunca mais terei, tendo em vista que fui o maior responsável pelo corte dos subsídios (dinheiro e ingressos) repassados a essas facções. Contudo, o respeito dessas pessoas que utilizam a violência como forma de manifestação também não me interessa. Prefiro canalizar todo o meu carinho para o torcedor do bem, que, para mim, é o verdadeiro tricolor de coração. Venham pro Maraca de coração aberto, pois nosso Time de Guerreiros estará pronto para encarar mais uma batalha ao lado de vocês. Um abraço do Capitão!

Comentario Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Sobre o Tempo e as Obras de Arte

August 22nd, 2014 por | 13 Comentarios | Categorias: Copa do Brasil 2013, Cruzeiro, Flamengo, Futebol, Imagens

Um ano passa rápido, né? Ainda mais se você é aquela pessoa que, como eu, já venceu o 1º quarto de século. Você provavelmente tem trabalho, faculdade, um par de obrigações que fazem com que seu dia, sua semana, sua vida passe cada vez mais célere, quase como um Mayke quando encontra uma brecha pra atacar pela ponta direita.

Um ano passa rápido. Desde 21/08/2013 você, Cruzeirense como eu, viu uma eliminação na Copa do Brasil para o Flamengo, viu um título do Campeonato Brasileiro conquistado de forma indiscutível, viu um título estadual. Viu também uma Copa do Mundo que, dentro de campo, foi das melhores da história. Viu crises entre povos, viu a corrida para próximo Presidente do país começar e viu uma tragédia levar um candidato. E chega hoje, 21/08/2014, às vésperas de mais um importante jogo contra o Grêmio, no Mineirão.

Mas tudo isso são filigranas perto da arte. A arte, senhoras e senhores, é atemporal. Obras de arte ficam na memória por proporcionar, a quem lhes admira, uma sensação comum, independente do tempo ou da situação em que são admiradas. Esse sentimento pode ser de inquietação, felicidade, raiva, tristeza, êxtase, depende da vontade do artista.

Eram por volta das 23 horas e 11 minutos daquele 21 de agosto de 2013. Exatamente um ano atrás.

Quando a bola subiu, desceu e foi chutada com a violência de quem quer transformar seu nome em história para milhões, o que se viu foi uma obra de arte.

Opa, já vai?

Opa, já vai?

Quando aquele camisa 17 (ou seria 10?), rápido como nossa vida, correu para a área, para o gol e depois para a torcida, havia duas sensações comuns em todos Cruzeirenses que admiraram aquele momento raro (e pode-se dizer que em muitos não-Cruzeirenses também). Alegria e Gratidão. Ali foi criada uma obra-prima, já imortalizada por vídeos, narrações, fotos, mas, mais importante que tudo, por sentimento.

Porque o Cruzeirense que presenciou aquele feito jamais se esquecerá do que sentiu naquela virada do relógio, naquela bola encontrando o tecido que delimita o gol.

E, melhor, sempre que ver esse lance, sentirá novamente. Afinal de contas, é arte. Um ano passa rápido, mas tempo algum apaga.

Obrigado, Éverton Ribeiro, por imortalizar a alegria.

Que golaço!

Também publicado em: www.cruzeironews.com.br

13 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Luta de classes futebolera

August 21st, 2014 por | 8 Comentarios | Categorias: Futebol

Tentam me convencer que gente em estádio de futebol (e em qualquer lugar) é diferente entre si, mas eu sou turrão e ainda não fui convencido a enxergar além do que meus olhos enxergam. Quando olho um sujeito com a camisa do Flamengo na arquibancada do Maracanã, eu tiro o sujeito por torcedor do Flamengo e ponto final.

Entendo os que fazem distinções, mas sou resoluto a não diferenciar um reles torcedor por sua grana, cor, onde enfia seu caralho ou esfrega sua xoxota. Se a criatura está disposta a pagar por seu ingresso, ver o jogo e eventualmente escolher um time para torcer, é parte integrante da Torcida sem qualquer deficiência. As emoções que uma partida de futebol destina e demanda de um torcedor(*) não distingue viadagens político-ideológicas.

(*)Se por torcedor o sujeito entende aqueles porradeiros de Organizadas, aí a análise é outro. Estou a avaliar comportamentos sociais e não sociopatas.

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail