Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

No meio do caminho havia uma Barriga

June 28th, 2015 por | 4 Comentarios | Categorias: Campeonato Carioca 1995, Fluminense

Há 20 anos o Fluminense campeonava o badalado Carioca de 1995 contra o Flamengo de Romário, Branco e Luxemburgo, o Botafogo de Túlio e, vá lá, o Tricampeão Vasco de Valdir Bigode.

Botafogo e Flamengo rivalizavam as atenções não apenas nos dois turnos iniciais como no 1º turno do Octogonal. Por bonificações, Flamengo e Botafogo entraram com pontos extras, Vasco não lembro e Fluminense e os demais sem nada.

De cara o Fluminense perdeu um jogo para o Botafogo talvez e empatou outro com o América ficando na 2ª rodada OITO pontos atrás do Botafogo com nove pontos. Daí o Botafogo vacilou contra o América e um outro pequeno e o Fluminense saiu papando os clássicos ficando ali na cola de Fla e Bota que lideravam.

A tabela era planejada rodada a rodada. Pois sim, o octogonal NÃO tinha tabela definida no turno de volta e entenderam que Botafogo x Flamengo deveria ser antes da última rodada apesar dos dois estarem à frente na tabela. O jogo não definia a sorte do Fluminense como um todo, mas o confronto direto com o Botafogo não mais ocorreria. A excepcional partida do goleiro Roger que viria a ser reserva de Rogério Ceni no São Paulo manteve o Flamengo na disputa e o manteve com vantagem sobre o adversário direto na última rodada, o ultra azarão Fluminense. Não houve final naquele campeonato, mas uma última rodada de Pontos Corridos com os postulantes se enfrentando.

Ainda que o campeonato tenha se bipolarizado entre Botafogo e Flamengo com Túlio e Romário brigando pela artilharia e título simbólico de Rei do Rio, a má campanha Tricolor levava um gás nos Fla x Flu. Renato Gaúcho desacreditado vindo de um bizarro Galo de 94 nem jogara muito o campeonato. Poucos gols fez, mas os fez justamente contra o Flamengo. O azarão Fluminense empatou em 0×0 na estréia de Romário com Lima parando o melhor do Mundo e depois só deu Flu. 3×1 no returno com Renato marcando e um prenúncio épico no turno do octogonal com um 4×3 com mais gol de Renato e virada após entrada do carrasco Ézio, o Super Ézio.

A pedra no sapato rubro-negro não era, apesar de uma campanha coadjuvante e precisando da vitória, azarão na “final” porque se tinha um time que batia aquele Flamengo era o Flu do decadente Renato. Romário nunca marcara gol no Fluminense e a Tricoloriedade não temia que marcasse.

A farra e a festa foi imensa na chuva do 1º tempo do Maraca com os 2×0 consagradores selando a 3ª vitória seguida, feito inédito para qualquer um dos times em 100 anos do clássico. Assim seria até o apito final não fosse o expatriado do outro lado, Branco, cobrar uma falta do meio da rua no travessão. Aquele chute empurrou o Flamengo aos seus dois gols e o resto é história que eu me recuso a completar.
A apresentação do plantel campeão após 9 anos de fila deixo por conta dos MC’s de contenção, MC Cadu e MC Marcio Costa.

Saudações Tricolores

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Blatter picou a mula

June 2nd, 2015 por | 1 Comentario | Categorias: Copa 2014, FIFA

Está lá no site da FIFA o discurso do presidente Blatter:

I have been reflecting deeply about my presidency and about the forty years in which my life has been inextricably bound to FIFA and the great sport of football. I cherish FIFA more than anything and I want to do only what is best for FIFA and for football. I felt compelled to stand for re-election, as I believed that this was the best thing for the organisation. That election is over but FIFA’s challenges are not. FIFA needs a profound overhaul.

While I have a mandate from the membership of FIFA, I do not feel that I have a mandate from the entire world of football – the fans, the players, the clubs, the people who live, breathe and love football as much as we all do at FIFA.

Therefore, I have decided to lay down my mandate at an extraordinary elective Congress. I will continue to exercise my functions as FIFA President until that election.

Joseph Blatter também deve ser leitor de Stephen Kanitz.

O exemplo está dado

O exemplo está dado

Comentario Enviar por e-mail Enviar por e-mail

O Maior Choro da História

May 4th, 2015 por | 7 Comentarios | Categorias: Futebol

O Flamengo é um exemplo, exemplo de quem não sabe perder.

 

“Nômade. Em litígio com a federação de futebol do Rio, o Flamengo já conversou com a Federação Paulista de Futebol e com a Liga do Nordeste para saber sobre a possibilidade de participar do Estadual de São Paulo ou da Copa do Nordeste. O clube não quer mais jogar o campeonato do Rio.

Nômade 2. O Flamengo, inclusive, tenta encontrar formas jurídicas de fazer sua desfiliação da Ferj, com a qual trocou farpas neste ano.”

#vaicomdeus

 

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

H@H@H@H@H@H@H@H@

May 3rd, 2015 por | 4 Comentarios | Categorias: Campeonato Paranaense 2015, Coritiba, Política, PR, Sociologia

H@H@H@H@H@H@H@H@

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

De sua varanda gourmet, sorri Ricardo Teixeira

March 13th, 2015 por | 11 Comentarios | Categorias: Política, Sociologia

Popularidade Dilma

11 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

COPA UNIÃO CAMISAL 2015

February 19th, 2015 por | 30 Comentarios | Categorias: Copa União Camisal, Miscelânia, Números, Observatório, Sociologia

O ano de 2015 já começou e o Flamengo já conseguiu um título maior que o estadual e sem nenhuma treta: a COPA UNIÃO CAMISAL DE 2014, num emocionante mata-mata, onde eliminou Internacional, Bahia e o Fluminense na finalíssima, num grande clássico que nem Mário Filho poderia prever. Tudo sobre a edição passada pode ser visto AQUI e as estatísticas completíssimas sobre o torneio AQUI.

Agora que acabou o Carnaval, não tem mais choro: O ANO COMEÇOU MESMO. E a CUC não pode faltar. Segue o regulamento da edição deste ano, baseado no incontestável sucesso do ano passado.

- Não haverá módulos. Os times competirão entre si no mesmo e único pote. O pontocorridismo seguirá até o dia 19/12, às 23:59.

- Os 6 primeiros colocados estarão classificados para a Terceira Fase. Em caso de empate, um sorteio no RANDOM.ORG será realizado para definir quem fica e quem vai.

- Os times que ocuparem da 7ª até a 10ª posição irão para a Segunda Fase, como wildcards.

- Wildcard: os 4 times irão disputar entre 20/12 às 00:00 até 31/12 às 23:59 (vulgo até o final do ano) Os 2 melhores estarão classificados. Em caso de empate, sorteios no RANDOM.ORG serão realizados (mesmo que seja um empate de ZERO) para definir os 2 classificados.

- Terceira Fase: Os times ficarão alocados em Seeds. O primeiro colocado geral será #1 seed, o segundo será o #2 seed, o terceiro será o #3 seed,… e o sexto será o #6 seed. O primeiro colocado da fase wildcard será o #7 seed e o segundo colocado da fase wildcard será o #8 seed, o último. Em caso de empate em qualquer das 8 primeiras posições, sorteio para definir as colocações.

Método de enfrentamento: mais uma vez, RANDOM.ORG colocará os times frente a frente. Ou seja, o primeiro seed PODERÁ enfrentar o segundo, pegando uma pedreira, assim como o oitavo seed poderá pegar seu companheiro de wildcard (sétimo seed). Em suma, os times poderão pegar qualquer adversário qualificado para a Terceira Fase, com exceção deles mesmos, obviamente. Tudo isso coloca o torneio ainda mais imprevisível.

- na Terceira Fase, primeira dos playoffs, o time que marcar primeiro passa. Se necessario, será dada 2 semanas para um confronto ou mais se resolver. Caso não resolva, avançará o time de menor seed.

- Quarta Fase, quatro times. Dentre os classificados, o de menor seed pegará o de maior seed. os dois intermediários se enfrentam. Em caso de empate o seed não entrará em jogo e teremos sorteio no RANDOM.ORG como sempre. Será dado até UM MÊS para que o confronto se defina, embora seja improvavel que cheguemos a tanto.

- Quinta Fase, sem segredo. Os 2 finalistas estarão na disputa. Quem marcar primeiro é campeão. Isso pode levar o tempo que for necessário, é morte súbita.

Quem poderá participar?

Todos os clubes do Brasil, com exceção dos 4 eugenistas paulistas. Inclusive times extintos, como Ypiranga, SEV-Hortolandia, Matsubara e Paulistano, alguns exemplos de DEFUNTOS que já se fizeram presentes.

O que contabiliza um ponto?

Camisas oficiais e piratas, qualquer camisa que faça referência ao time, seja com escudo ou não, como uma regata escrito “MENGÃO HEXA” ou algo do gênero, camisas de escolinhas de futebol que tenham o escudo do clube e camisas de torcidas organizadas que tenham ou não o escudo do clube.

O que não contabiliza?

Bonés, chaveiros, adesivos, bermudas, calças, blusões, jaquetas, tatuagens, times de várzea que homenageiam um time famoso mesmo que homônimo, em suma, tudo o que não seja camisa e TURBAS.

Defina TURBA:

Duas pessoas ou mais INSEPARÁVEIS pelo campo de visão. Ano passado isso ocorreu com um casal mineiro-modinha com camisa do Atlético após o título da Copa do Brasil e dois retirantes recém-saídos do Terminal Barra-Funda com camisa do Mengão (sendo uma do time e outra de organizada, então não importa isso, se forem duas contáveis, anula-se).


Camisas inseparáveis de times diferentes confgura TURBA?

Meu amigo, se você é daqueles que é gremista e anda com a namorada colorada, ambos encamisados, ou anda do lado do amiguinho com camisa rival para demonstrar tolerância, você não só NÃO será contabilizado (próton-elétron) como mereceria uma SURRA e será motivo de sarro AQUI.

Quando começa?

Dia 20/02 às 00:00.

Como definir a colocação de times eliminados, mas que ficaram empatados?

Excelente pergunta. A preferência será dada, na ordem, por: 1) clube que for de um estado com mais camisas no total; 2) em caso de empate, clube de um estado com mais times representados; 3) clube com maior RELEVÂNCIA ESTATAL (ver post das estatísticas); 4) Deixa empatado mesmo.

****

Estrangeiros e simpatizantes… VISTAM SUAS CAMISAS!

30 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

CUC 2014 – ESTATÍSTICAS

February 5th, 2015 por | 0 Comentarios | Categorias: Copa União Camisal, Miscelânia, Números, Observatório, Sociologia

Um viciado em abstinência arruma um jeito de ter uma brisa, embora nada se compare a dar uns TIROS… neste difícil período, onde meus olhos coçam, olho pela janela do ônibus sem sentido, pelo metrô sem esperança, pelas ruas como um andarilho… um bom jeito foi fazer o mesmo que matemáticos fazem, como comprovar que 1 + 1 = 2 (sim, existe prova para isto), que na faculdade aprendi como masturbação matemática. Pois vamos à ela. Na verdade eu sempre planejei, afinal o que é um grande torneio sem estatísticas? Mas me emploguei um pouco e analisei mais do que pretendia…

Esta é a classificação final OFICIAL da COPA UNIÃO CAMISAL 2014. Não previ métodos de desempate nesta edição para os clubes eliminados na primeira fase, portanto apesar de ter feito inúmeros critérios e cálculos, como bom OFICIALISTA, que segue o regulamento à risca, esta é a posição FINAL dos times. Parabéns aos 42 clubes que apareceram.

1º Flamengo 95 (3) – CAMPEÃO
2º Fluminense 14 (2) – VICE-CAMPEÃO
3º Cruzeiro 26 (1) – SEMIFINALISTA
4º Bahia 8 (2) – SEMIFINALISTA
5º Internacional 20 (0) – QUADRIFINALISTA
6º Sport 20 (0) – QUADRIFINALISTA
7º Grêmio 16 (0) – QUADRIFINALISTA
8º Juventus 8 (2) – QUADRIFINALISTA

9º Vasco 12 (0) – WILDCARD
10º Atlético Mineiro 10 (0) – WILDCARD

11º Portuguesa 7
12º Vitória 6
Botafogo 6
14º Santa Cruz 5
Sampaio Correa 4
São Caetano 4
Fortaleza 4
18º Paysandu 3
Coritiba 3
20º Náutico 2
Remo 2
CA Paulistano 2
Ceará 2
Campinense 2
Figueirense 2
26º ASA de Arapiraca 1
Paulista 1
Grêmio Osasco 1
ABC-RN 1
Juventude 1
Atlético Paranaense 1
Criciúma 1
CSA 1
Joinville 1
Santo André 1
Águia de Marabá 1
SC Barueri 1
Matsubara 1
Londrina 1
Sergipe 1
Ríver-PI 1
São José 1

****

DISPUTA ESTADUAL DE FACTO (sem os playoffs):

RJ: 127

Flamengo 95 – 74,80%
Fluminense 14 – 11,02%
Vasco 12 – 9,45%
Botafogo 6 – 4,72%

RS: 37

Internacional 20 – 54,05%
Grêmio 16 – 43,24%
Juventude 1 – 2,7%

MG: 36

Cruzeiro 26 – 72,22%
Atlético Mineiro 10 – 27,78%

PE: 27

Sport 20 – 74,07%
Santa Cruz 5 – 18,52%
Náutico 2 – 7,41%

SP: 26

Juventus 8 – 30,77%
Portuguesa 7 – 26,92%
São Caetano 4 – 15,38%
CA Paulistano 2 – 7,69%
Paulista 1 – 3,85%
Grêmio Osasco 1 – 3,85%
Santo André 1 – 3,85%
SC Barueri 1 – 3,85%
São José 1 – 3,85%

BA: 14

Bahia 8 – 57,14%
Vitória 6 – 42,86%

CE: 6

Fortaleza 4 – 66,67%
Ceará 2 – 33,33%

PA: 6

Paysandu 3 – 50%
Remo 2 – 33,33%
Águia de Marabá 1 – 16,67%

PR: 6

Coritiba 3 – 50%
Atlético Paranaense 1 – 16,67%
Matsubara 1 – 16,67%
Londrina 1 – 16,67%

MA: 4

Sampaio Correa 4 – 100%

SC: 4

Figueirense 2 – 50%
Criciúma 1 – 25%
Joinville 1 – 25%

PB: 2

Campinense 2 – 100%

AL: 2

ASA de Arapiraca 1 – 50%
CSA 1 – 50%

RN: 1

ABC-RN 1 – 100%

SE: 1

Sergipe 1 – 100%

PI: 1

Ríver-PI 1 – 100%

TOTAL: 300 – 100%

Como podeis ver, na temporada regular foram exatamente TREZENTAS (300) camisas vistas! Os 300 heróis que vestiram o manto de seus clubes em solo estrangeiro e tiveram o privilégio e a recompensa de serem vistos e contados por mim.

****

DISPUTA ESTADUAL (com playoffs):

RJ: 132

Flamengo 95 (3) – 0.742 (74,24%)
Fluminense 14 (2) – 0.121 (12,12%)
Vasco 12 (0) – 0.090 (9,09%)
Botafogo 6 – 0.045 (4,54%)

RS: 37

Internacional 20 – 0.540 (54,05%)
Grêmio 16 – 0.432 (43,24%)
Juventude 1 – 0.027 (2,7%)

MG: 37

Cruzeiro 26 (1) – 0.730 (73%)
Atlético Mineiro 10 (0) – 0.270 (27%)

PE: 27

Sport 20 – 0.741 (74,07%)
Santa Cruz 5 – 0.185 (18,52%)
Náutico 2 – 0.074 (7,41%)

SP: 28

Juventus 8 (2) – 0.357 (35,71%)
Portuguesa 7 – 0.250 (25%)
São Caetano 4 – 0.143 (14,28%)
CA Paulistano 2 – 0.071 (7,14%)
Paulista 1 – 0.036 (35,71%)
Grêmio Osasco 1 – 0.036 (3,57%)
Santo André 1 – 0.036 (3,57%)
SC Barueri 1 – 0.036 (3,57%)
São José 1 – 0.036 (3,57%)

BA: 16

Bahia 8 (2) – 0.625 (62,5%)
Vitória 6 – 0.375 (37,5%)

CE: 6

Fortaleza 4 – 0.667 (66,67%)
Ceará 2 – 0.333 (33,33%)

PA: 6

Paysandu 3 – 0.500 (50%)
Remo 2 – 0.333 (33,33%)
Águia de Marabá 1 – 0.167 (16,67%)

PR: 6

Coritiba 3 – 0.500 (50%)
Atlético Paranaense 1 – 0.167 (16,67%)
Matsubara 1 – 0.167 (16,67%)
Londrina 1 – 0.167 (16,67%)

MA: 4

Sampaio Correa 4 – 1.000 (100%)

SC: 4

Figueirense 2 – 0.500 (50%)
Criciúma 1 – 0.250 (25%)
Joinville 1 – 0.250 (25%)

PB: 2

Campinense 2 – 1.000 (100%)

AL: 2

ASA de Arapiraca 1 – 0.500 (50%)
CSA 1 – 0.500 (50%)

RN: 1

ABC-RN 1 – 1.000 (100%)

SE: 1

Sergipe 1 – 1.000 (100%)

PI: 1

Ríver-PI 1 – 1.000 (100%)

TOTAL: 310 – 100%

*****

RANKING ESTATAL:

Critérios:

a) número total de camisas
b) número de times que apareceram em cada estado, em caso de empate
c) estado que tiver o time com mais camisas, em caso de empate
d) empatou tudo então foda-se, fica empatado. O ranking estatal é mais zoeira.

1º- RJ: 127
2º- RS: 37
3º- MG: 36
4º- PE: 27
5º- SP: 26
6º- BA: 14
7º- PR: 6
8º- PA: 6
9º- CE: 6
10º- SC: 4
11º- MA: 4
12º- AL: 2
13º- PB: 2
14-16º- RN: 1
14-16º- SE: 1
14-16º- PI: 1

16 Estados representados. Nada mal.

****

RANKING REGIONAL:

Sudeste: 189 – 63%
Nordeste: 58 – 19,33%
Sul: 47 – 15,67%
Norte: 6 – 2%
Centro-Oeste: 0 – 0,00%

- Todos os Estados do Sul e do Nordeste pontuaram. Espírito Santo falhou para o Sudeste.

- No Norte, só o PARÁ pontuou.

- ZERO camisas de times do Centro-Oeste.

CPE (camisas por estado):

Sudeste: 47,25
Sul: 15,67
Nordeste: 6,44
Norte: 0,86
Centro-Oeste: 0,00

CPEP (camisas pontuadas por estado pontuado)

Sudeste: 63
Sul: 15,67
Nordeste: 6,44
Norte: 6
Centro-Oeste: N/A

****

RELEVÂNCIA ESTATAL:

Sampaio Correa 4 – 100%
Campinense 2 – 100%
ABC-RN 1 – 100%
Sergipe 1 – 100%
Ríver-PI 1 – 100%
Flamengo 95 – 74,80%
Sport 20 – 74,07%
Cruzeiro 26 – 72,22%
Fortaleza 4 – 66,67%
Bahia 8 – 57,14%
Internacional 20 – 54,05%
ASA de Arapiraca 1 – 50%
CSA 1 – 50%
Coritiba 3 – 50%
Paysandu 3 – 50%
Figueirense 2 – 50%
Grêmio 16 – 43,24%
Vitória 6 – 42,86%
Remo 2 – 33,33%
Ceará 2 – 33,33%
Juventus 8 – 30,77%
Atlético Mineiro 10 – 27,78%
Portuguesa 7 – 26,92%
Criciúma 1 – 25%
Joinville 1 – 25%
Santa Cruz 5 – 18,52%
Águia de Marabá 1 – 16,67%
Atlético Paranaense 1 – 16,67%
Matsubara 1 – 16,67%
Londrina 1 – 16,67%
São Caetano 4 – 15,38%
Fluminense 14 – 11,02%
Vasco 12 – 9,45%
CA Paulistano 2 – 7,69%
Náutico 2 – 7,41%
Botafogo 6 – 4,72%
Paulista 1 – 3,85%
Grêmio Osasco 1 – 3,85%
Santo André 1 – 3,85%
SC Barueri 1 – 3,85%
São José 1 – 3,85%
Juventude 1 – 2,7%

****

E por fim…

PERCENTUAL GERAL:

Flamengo 95 – 31,67%
Cruzeiro 26 – 8,67%
Internacional 20 (3º colocado por sorteio) – 6,67%
Sport 20 (4º colocado por sorteio) – 6,67%
Grêmio 16 – 5,33%
Fluminense 14 – 4,67%
Vasco 12 – 4%
Atlético Mineiro 10 – 3,33%
Bahia 8 – 2,67%
Juventus 8 – 2,67%
Portuguesa 7 – 2,33%
Vitória 6 – 2%
Botafogo 6 – 2%
Santa Cruz 5 – 1,67%
Sampaio Correa 4 – 1,33%
São Caetano 4 – 1,33%
Fortaleza 4 – 1,33%
Paysandu 3 – 1%
Coritiba 3 – 1%
Náutico 2 – 0,67%
Remo 2 – 0,67%
CA Paulistano 2 – 0,67%
Ceará 2 – 0,67%
Campinense 2 – 0,67%
Figueirense 2 – 0,67%
ASA de Arapiraca 1 – 0,33%
Paulista 1 – 0,33%
Grêmio Osasco 1 – 0,33%
ABC-RN 1 – 0,33%
Juventude 1 – 0,33%
Atlético Paranaense 1 – 0,33%
Criciúma 1 – 0,33%
CSA 1 – 0,33%
Joinville 1 – 0,33%
Santo André 1 – 0,33%
Águia de Marabá 1 – 0,33%
SC Barueri 1 – 0,33%
Matsubara 1 – 0,33%
Londrina 1 – 0,33%
Sergipe 1 – 0,33%
Ríver-PI 1 – 0,33%
São José 1 – 0,33%

Até breve.

Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

PREVISÕES FUTEBOLÍSTICAS 2015

January 17th, 2015 por | 23 Comentarios | Categorias: Atlético-MG, Blablagolianos, Botafogo, Campeonato Brasileiro, Corinthians, Cruzeiro, Estaduais, Flamengo, Fluminense, Futebol, Grêmio, Internacional, Libertadores, Miscelânia, Mundial de Clubes, Observatório, RJ, UCL, Vasco, Zueira

CBF, Parreira, Felipão e Globo vão insistir em esquecer o 7 x 1
Dunga vai insistir no discurso do comprometimento e bater boca nas coletivas
Eurico Miranda vai continuar com suas bravatas
Estaduais esvaziados, ingressos caros, média baixa de público e audiência em queda
Seleção brasileira continua jogando amistosos caça-níqueis
Gilmar Rinaldi continua falando besteiras
Jogadores, treinadores e a imprensa esportiva reclamam do calendário brasileiro
Vasco luta para não cair novamente à Série B
Botafogo passa sufoco na Série B
Clubes tem receitas bloqueadas na justiça, salários e direitos de imagem atrasados
O decadente Loco Abreu cava publicamente uma vaga no Botafogo e Gustavo Gaburah compra essa ideia
Narrações irritantes do Alex Escobar
Galvão Bueno fala demais e não deixa os comentaristas trabalharem nas transmissões
Milton Neves não consegue mais falar sobre futebol e faz o Terceiro tempo apenas programa de Merchan
Tiago Leifert segue mais idiota como nunca
Luis Roberto não vai segurar nas transmissões seus impulsos homossexuais
Arquibancadas centrais vazias
STJD tira pontos de algum clube
CBF tira o seu da reta e coloca a culpa os clubes pelos erros das inscrições dos atletas
Jogos do Botafogo sem torcida
Diretoria do Grêmio tenta repassar desesperadamente o Kléber Gladiador a todos os clubes brasileiros, inclusive ao seu rival Internacional
Diretoria Cruzeiro não consegue repassar Júlio Baptista e anuncia um pacote extra de jogadores como brinde
Torcedores do Fluminense passam o ano lamentando o fim da parceria com a Unimed
Algum clube perde pontos no STJD
De preferência por escalação irregular, especialmente se for pequeno/medio
Diretoria do Fluminense não consegue segurar seus jogadores e tenta reforçar seu time de advogados no STJD
Leandro Damião irrita os cruzeirenses e a diretoria tenta repassá-lo a outro clube
O irritante lateral Danilo continua titularíssimo da seleção do Dunga
Fora do mercado, Joel Santana volta a fazer comerciais
Pelé fala besteiras
Vasco é vice
Valdívia continua no departamento médico
Time entregando jogo na Copa do Brasil para ir à Sudamericana
Crise no Vasco, Eurico proíbe a entrada da imprensa em São Januário
Diretoria, jogadores e comissão técnica pedem o comparecimento da torcida do Botafogo nos seus jogos
Após o término do estadual, começa a novela da renovação do Léo Moura e o atleta escreve no seu instragam o drama de um ídolo não valorizado pela sua história no Flamengo
Fluminense continua sem zaga
Corinthians empata
Vascaínos fazem chororô sobre a arbitragem
Eurico não deixa ninguém falar nos debates esportivos
Jogadores reclamam do calor
Adriano se apresenta ao Le Havre, fala em volta por cima e toma gosto pela vida noturna francesa
Gaburah clama pela volta do Loco Abreu ao Botafogo
Um brasileiro chega na final da Libertadores, tendo eliminado outro brasileiro para isso
A maior felicidade nacional será a eliminação do Corinthians na Libertadores
Brasil perde a Copa América
Um europeu estupra um sulamericano no mundial de clubes outra vez
O Real Madrid não vence a Champions
Pensando bem, Brasil ganha a Copa América (mas a comemoração não chegará a um décimo da eliminação do SCCP na Libertadores)
Dunga vai continuar vencendo e a imprensa reclamando
Liga Europa e Sulamericana terão finais ineditas
Imprensa revoltada com os estaduais
Dirigentes dos clubes grandes omissos diante das atitudes da CBF
O Corinthians não terá o artilheiro do Brasileirão, nem da Libertadores, nem Copa do Brasil, nem Paulista e nem sequer da Copinha ou Brasileiro Sub-20
Um carioca não ganhará o Brasileirão
Fox Sports contrata alguém da Globo
Tiago Leifert segue mais idiota como nunca
Dunga chama Escobar de cagão (não vai acontecer mais seria sensacional)
Luis Roberto não vai segurar nas transmissões seus impulsos homossexuais
Fluminense vai inventar mais um “torcedor” ilustre na Wikipedia
Algum campeão invicto da Libertadores cai na primeira fase
Globo corta o áudio externo das transmissões do Galvão Bueno a fim de evitar o VTNC uníssono da torcida
Globo privilegia o audio de uma torcida visitante na Copa do Brasil, igual na final Cruzeiro x Atlético
Vascaínos culpam a Globo pela má fase

23 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

O PATCH DOS FODÕES

December 20th, 2014 por | 45 Comentarios | Categorias: Libertadores 2012, Libertadores 2013, Libertadores 2014, Mundial de Clubes, Mundial de Clubes 2010, Mundial de Clubes 2011, Mundial de Clubes 2012, Mundial de Clubes 2014

Em 2008, a FIFA teve uma ideia genial. Criar um PATCH de campeão mundial, aqueles de verdade mesmo. Assim como já havia em diversos lugares do mundo os patchs de campeão nacional, continental e até estadual. O que sempre achei legal.

Lembro-me muito bem que, na época, Corinthians, SPFC e Inter, os 3 primeiros campeões do mundo, pleitearam que eles também recebessem seus patchs, afinal foram campeões. Expectativa foi criada entre os torcedores desses clubes. Ninguém mais pleiteou nada. Claro, no fundo sabem o porquê.

Mas a FIFA mandou muito e disse um peremptório NÃO. Com razão. O patch deve ser algo atual. Para o campeão vigente. E assim, a decisão entre Boca Juniors e Milan iria designar o primeiro clube a receber tal honraria.

O Milan venceu, e foi o primeiro a ostentar o distintivo em sua camisa.

Esse cara era o melhor do mundo. Tô velho.

Esse cara era o melhor do mundo. Tô velho.

No ano seguinte, após uma dramática decisão por pênaltis contra o Chelsea, o Manchester United foi campeão europeu e acabou sendo campeão mundial sobre a LDU, com um jogador a menos, ganhando por 1 a 0. Mas a FIFA percebeu que o patch milanês era bem merdão, e mudou para o atual.

Uma lenda (Giggs) e um magrelo (Ronaldo)

Uma lenda (Giggs) e um magrelo (Ronaldo)

Em 2009, o Barcelona fez o que era tido como inexequível. Fez um SEXTETE e conquistou todos os 6 titulos possiveis (Copa do Rei, Supercopa da Espanha, Champions League, Campeonato Espanhol, Mundial de Clubes e a Supercopa Europeia). Como eu costumo dizer: igualem isso. O time responsável foi esse:

Igualem.

Igualem.

Em 2010, a Inter contava com ajuda divina. Falo de JOSÉ MOURINHO. Foi campeã europeia, sendo o ultimo time italiano a sê-lo. E não teremos outro tão cedo. Além disso conquistou outros títulos, como a Coppa Italia e o Scudetto, fazendo que sua camisa de 2011 virasse um SHOW de patchs maior que a do Cruzeiro de 2004.

Melhor do mundo de 2010

Melhor do mundo de 2010

2011. O Barcelona revalidava sua hegemonia. As outras equipes (fora a Inter de José Mourinho) não podiam fazer nada naqueles anos de dominação. Muito por culpa desse cara:

2012-03-20_BARCELONA-GRANADA_16.v1332283740

Até então só clubes do Hemisfério Norte haviam ostentado o escudo FIFAL em seu peito. Isso não estava certo. O Ano Sagrado de 2012 revelou muitas e muitas surpresas, em vários campeonatos mundo afora, só para citar alguns, o Arsenal de Sarandí campeão argentino, Chelsea campeão europeu, Manchester City campeão inglês, Espanha campeã europeia e atual mundial só com jogadores nacionais e brancos (igualem), LeBron James campeão da NBA (a maior pressão mundial do mundo desportivo), México campeão olímpico (mas se fosse o Brasil também seria quebra de tabu), Tijuana (maldito) campeão mexicano, Montpellier campeão francês com um orçamento CINQUENTA VEZES MENOR do que o do vice PSG, Corinthians campeão da Libertadores e mais umas coisas de outros deportos que não me lembro. O mundial não era novidade para a torcida corinthiana, mas expor na camiseta isso, era para qualquer não-europeu. Guerrero apareceu do nada do em crise Hamburgo e fez o crime. Punhal no peito dos antis, que nem haviam se recuperado do punhal no BAÇO pela conquista da América.

Impedimento do tetracampeonato santista dentro da caixa de fósforo

Impedimento do tetracampeonato santista dentro da caixa de fósforo

A Libertadores continuava com suas surpresas. Desta vez, em 2013, foi o Atlético Mineiro campeão. O Bayern estava pronto para encará-lo, mas numa situação curiosa, o time mineiro, talvez pela ânsia de ver o mar, foi de barco. O resultado foi uma Rajada de vento que simplesmente impediu o esperado confronto. Os cruzeirenses chamaram aquilo de kamikaze (vento divino). O Bayern conquistou o Mundo. Menos de um ano depois, muitos de seus jogadores estraçalhariam o Brasil EM MINAS (coincidência?) e depois seriam campeões mundiais de seleção.

Müller e Götze aquecendo

Müller e Götze aquecendo

Como diria Paulo Antunes, a Libertadores continuava ENGRAÇADJÉNHA. O San Lorenzo pagava o karma de ter desprezado totalmente o torneio (vendendo o mando de campo pro Peñarol e colocando públicos ridículos) em 1960. O Bahia, pelo contrário, botava já 35000 para ver os jogos do primeiro time brasileiro a disputar a Libertadores. O San Lorenzo ficava pelos 7000. E depois cometeu o crime. Foram 54 anos de zoação. Que acabaram graças a uma cobrança de pênalti do paraguayo Ortigoza. A sigla CASLA não mais significava Club Atlético Sin Libertadores de América. E o time ficava ainda mais reconhecido, graças também ao Papa Francisco.

Enquanto uns tentavam romper o HÍMEN, outros eram viciados nisso. O Real Madrid buscava, mais obsessivamente que o Coyote Atrás do Papa-Léguas, a DÉCIMA conquista europeia desde 2003. Todo ano era isso. E nunca dava certo. O magrelo da outra foto, Cristiano Ronaldo, estava mais encorpado e marcou 17 gols na Champions League. Recorde. Mas foi a cabeçada de Sergio Ramos, faltando menos de 2 minutos para o fim do jogo, que ficou marcado como momento explosivo para os merengues. O brioso Atlético de Madrid, que havia feito o que PACHECOS diziam ser impossível, fazer sair o título espanhol das mãos de Barça e Madrid, bateu na trave na competição mais fácil
entre as duas. Quase venceu, mas o primo mais rico disse CHÉÉGA, CHÉÉGA (Antunes, Paulo). Não foi uma conquista inédita. Pelo contrário, foi a DÉCIMA para um lado de Madrid. O futebol pode ser bem cruel.

Como foi por exemplo com o Auckland City. O Sanloré abriu o placar e estava tranquilo. Mas no final, a equipe OCEÂNICA empatou e levou a peleja para a prorrogação. TEMOS UM DJOGO. Mazembar seria mérito só brasileiro, ou argentos sentiriam o gosto? Matos fez o segundo dos corvos, que sofreram até o fim (como quase todos os sulamericanos) para poder enfrentar o todo-poderoso europeu (que passou fácil pelo seu adversário, como de costume).

Quem será o próximo campeão mundial? Quem será o próximo a BRANDIR ANTE AS URBES MUNDIAIS A CHAGA DA FODEZA, A MARCA ESTAMPADA COM SANGUE DE CHEGADA AO TOPO DO MUNDO, o patch FIFA? Quem será o fodão?

Resposta em algumas horas.

45 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

O DIA MAIS FELIZ DA MINHA VIDA

December 16th, 2014 por | 1 Comentario | Categorias: Corinthians, Mundial de Clubes 2012

16 de Dezembro de 2012.

https://www.facebook.com/video.php?v=834047299967797

16 de dezembro de 2012 – Há dois anos, o Corinthians batia o Chelsea por 1 a 0 e conquistava o mundo pela segunda vez. Confira um curta-metragem com personagens de bastidores, torcedores, além de Cássio e Guerrero, que relembram a caminhada corinthiana rumo ao topo do futebol mundial.

https://www.facebook.com/corinthians/photos/a.142951809077353.14362.132769576762243/834298156609378/?type=1

Hoje também é aniversário do título do Brasileirão de 1990!

Há exatamente 24 anos, Neto, Ronaldo e Cia. batiam o São Paulo por 1 a 0 no estádio do Morumbi e conquistavam o primeiro Brasileirão da história do Timão.

***

Data sagrada, sim. Deveria ser feriado? Talvez.

Mas quem viveu tudo isso garante: nada supera a conquista do Campeonato Paulista de 1977. Não vi NENHUM corinthiano veterano que dissesse que a Libertadores ou o caralho a quattro tenha sido mais emocionante do que aquilo. Logo após a conquista da Libertadores Invicta, entrevistaram vários torcedores mais velhos, ainda no calor do momento… e mesmo assim diziam: isso não foi nada comparado ao Paulistão de 1977. Foi um momento de transcendência, sobrenatural, de um povo que sofreu e sofreu por décadas.

Aquilo foi uma data sagrada. Comparavel à descida do Messias na Terra. Olhar as fotos da comemoração daquele título me fizeram fazer algo que NUNCA FIZ EM JOGO ALGUM, nem após derrota ou vitória alguma: derramar algumas lágrimas. Ver aquele povo sofrido, de joelhos no gramado do Morumbi chorando com a bandeira na mão… absurdo. Digitando “O dia mais feliz da minha vida” no Youtube, vemos a conquista de 1989 do Botafogo. Não é coincidência.

Não vivi aquilo. No gol de Guerrero eu fiquei em total silêncio. Apenas levantei do sofá da sorte (onde vi os títulos mundiais do SPFC e Inter, achei que daria sorte ver o jogo lá) e saí correndo pela casa, sem dizer nada, de cômodo em cômodo. Em silêncio permaneci, até o final da peleja, sofrendo como nunca. E depois do título. Não deu para gritar, não sei porque.

O dia mais feliz da minha vida. Ao final da partida, eu quis morrer, para sair deste mundo com um sorriso no rosto. Houve uma sensação de vazio, de completude. Parecia que não havia mais nada a conquistar na vida. E se houvesse, não traria tantas felicidades como aquilo. Foi como chegar ao fim da vida. Tentei gritar, mas não consegui. Apenas saí pela rua andando sem destino. Vitória.

Comentario Enviar por e-mail Enviar por e-mail