Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Artigos sobre ‘Santa Cruz’

O Campeonato Gaúcho é o mais tradicional do Brasil

February 12th, 2017 | 2 Comments | Filed in América, América-MG, Atlético-GO, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Botafogo-SP, Chapecoense, Clubes, CO, Corinthians, Coritiba, Criciúma, Criciúma, Cruzeiro, Estaduais, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Friburguense, Futebol, Goiás, Grêmio, INTERIOR, Internacional, Ituano, Ituano, Linense, MG, Náutico, Números, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, PR, PR, RJ, RJ, RS, RS, Santa Cruz, Santo André, Santos, São Paulo, SC, SC, SP, SP, Sport, Tupi, Vasco, Vitória

Os campeonatos estaduais começaram e uma pergunta não saía do cabeça do uma pessoa do Brasil: qual estadual é o mais tradicional do Brasil?
Pelo sistema de datas, fica fácil demais: o Campeonato Paulista é o mais antigo, de 1902. Mas o que seria dos campeonatos se fossem considerados os times ATUAIS que o disputam, considerando a fundação de cada um, qual seria o campeonato mais tradicional do Brasil, a saber, o que possui os TIMES mais tradicionais? Daí foi ir às contas. Como critério, usei estaduais que tenham, em 2017, que é o ano que nos interessa, um time a menos na Série A do Brasileirão.

Rio de Janeiro:

Bangu 1904
Boavista 2004
Bonsucesso 1913
Botafogo 1904 *
Cabofriense 1997
Campos 1912
Flamengo 1895/1912
Fluminense 1902
Macaé 1990
Madureira 1914
Nova Iguaçu 1990
Portuguesa-RJ 1924
Resende 1909
Tigres do Brasil 2004
Vasco da Gama 1898/1915
Volta Redonda 1976

O Carioca é um dos campeonatos mais tradicionais e um dos mais complexos de fazer a conta. Devido à fundação dos clubes no remo diferir (e estar bem documentada) da do futebol, podemos usar datas de fundação do futebol, como 1911 para o Flamengo, 1918 para o Vasco, etc. Porém, muitos outros clubes no Brasil apresentam datas de fundação controversas, anos no amadorismo, de desfiliação, etc. Portanto, resolvi usar as daas oficiais, menos para o Botafogo, que diferentemente dos co-irmãos cariocas, não apenas introduziu o futebol mais tarde como o fez a partir de um clube associado e posterior fusão.

Média de idade de fundação: 1939,75

São Paulo

Audax 2013*
Botafogo 1918
Corinthians 1910
Ferroviária 1950
Ituano 1947
Linense 1927
Mirassol 1925
Grêmio Novorizontino 2010
Palmeiras 1914
Ponte Preta 1900
Red Bull Brasil 2007
Santos 1912
São Bento 1913
São Bernardo 2004
São Paulo 1935
Santo André 1967

*Foi usado o mesmo critério que com o Botafogo carioca. O Audax foi comprado e passou a mandar os jogos na cidade de Osasco, usando um escudo parecido com o “irmão de fusão” Grêmio Osasco. Creio que foram muitas mudanças para se considerar a continuidade do clube.

Média da idade de fundação: 1949,5

Minas Gerais

América-MG 1912
América-TO 1936
Atlético-MG 1908
Caldense 1925
Cruzeiro 1921
Democrata-GV 1932
Tombense 1914
Tricordiano 2007
Tupi 1912
Uberlândia 1922
URT 1939
Villa Nova 1908

Média: 1928

O tradicionalismo dos times do campeonato mineiro é impressionante. Apenas o Tricordiano destoa, sendo todos os clubes que não ele fundados antes de 1940!

Pernambuco

Afogados 2013
América-PE 1914
Atlético-PE 2006
Belo Jardim 2005
Central 1919
Flamengo de Arcoverde 1959
Náutico 1901
Salgueiro 1972
Santa Cruz 1914
serra Talhada 2011
Sport 1905
Vitória de Santo Antão 2008

Média 1960,583

O Náutico, como o próprio nome indica, entra na mesma situação dos cariocas. A diferença é pouca, já que o Timbu introduziu o futebol em 1905. No entanto, foi considerado o ano de sua fundação global como com seus pares do remo pelo Brasil.

Goiás

Anápolis 1946
Aparecidense 1985
Atlético-GO 1937
CRAC 1931
Goianésia 1955
Goiás 1943
Iporá 2000
Itumbiara 1970
Rio Verde 1963
Villa Nova 1943

Média da idade de fundação: 1957,3

Santa Catarina

Atlético Tubarão 2005
Almirante Barroso 1919*
Avaí 1923
Brusque 1987
Chapecoense 1973
Criciúma 1947
Figueirense 1921
Inter de Lages 1949
Joinville 1976
Metropolitano 2002

Média da idade de fundação: 1960,2

*O Almirante Barroso recebeu o mesmo tratamento dos demais clubes náuticos do Brasil.

Bahia

Atlântico 2000
Bahia 1931
Bahia de Feira 1937
Flamengo de Guanambi 2009
Fluminense de Feira 1941
Galícia 1933
Jacobina 1993
Jacuipense 1965
Juazeirense 2006
Vitória 1899*
Vitória da Conquista 2005

Média: 1965,364

*Vitória com o mesmo tratamento dos clubes de remo cariocas, catarinenses, pernambucanos, etc.

***
Rio Grande do Sul

Brasil 1911
Caxias 1935
Cruzeiro 1913
Grêmio 1903
Internacional 1909
Juventude 1913
Novo Hamburgo 1911
Passo Fundo 1986
São José 1913
São Paulo-RS 1908
Veranópolis 1992
Ypiranga 1924

Média: 1926,5

Por muito pouco, a média de idade de fundação dos clubes gaúchos supera a dos mineiros em pioneirismo e assim sendo, o Gauchão é o campeonato com os times mais tradicionais do Brasil em 2017. MG e RS se destacam nesta conta, podendo variar a “liderança” a depender dos clubes que sobem ou descem. Vemos que este ano apenas Passo Fundo e o incaível Veranópolis destoam da grande tradição dos outros clubes do Rio Grande do Sul.

E o menos tradicional?

Analisando as médias dos campeonatos segundo o critério de possuir um representante ao menos na Série A, vemos que o campeonato “menos tradicional” é o Paranaense, com uma média de 1974,67, apesar da grande tradição de clubes como o Coritiba, o primeiro verdão do Brasil, a grande quantidade de clubes montados no século XXI, que costumam muitas vezes ser taxados de “clubes-empresa”, acaba subindo a média paranaense. Dos participantes de 2017, mais de 50% foram fundados após 1990.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Poderei cagar em estádios?

May 4th, 2014 | 49 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2014, Paraná, Santa Cruz, Sport, Torcidas Organizadas

Beber, já não me deixam mais. Disseram-me que minha cervejinha era culpada da porra toda.

Pelo visto, o próximo passo será me impedirem de cagar.

Arsenal

Arsenal caseiro

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Abra teu olho, Náutico Capibaribe. Quem avisa amigo é…

November 24th, 2011 | 16 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2011, Copa União 1987, Flamengo, Náutico, Observatório, Santa Cruz, Sport

Coitadinho do Náutico. Vai pagar a conta endereçada ao Sport Recife.

Super Santa Cruz Amado e Queridinho do Brasil

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Hoje tem Super Santa Cruz Amado e Queridinho do Brasil x Tupi

November 20th, 2011 | 71 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2011, Observatório, Santa Cruz, Tupi

Balanceando

Curioso para saber que horas ocorreria a final entre o hypado Santa Cruz e Tupi na série D, recorri ao site do Globoesporte e me dei conta que o Tupi deve ser um time argentino ou romeno jogando o Campeonato Brasileiro.

Na matéria principal, nota de rodapé para o time que venceu a primeira partida. Destaque absoluto (foto inclusa) para o que precisa vencer por 2×0.

Ok. A matéria foi feita em Recife. Procurarei na editoria da Série D como um todo. Ontem ou anteontem alguma matéria com ênfase sobre o Tupi deve estar no site.

É coisa para matar jornalista flamenguista de inveja…

A egrégora do futebol brasileiro é o Santa Cruz, Queridinh0 do Brasil.

#SantaCruzPress

Hoje é dia do Time Mais Sinistro da Cidade sofrer bullying. Anti-Eugenistas estão contigo.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

AS MELHORES TORCIDAS DO BRASIL

December 21st, 2010 | 289 Comments | Filed in Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Futebol, Grêmio, Internacional, MG, NE, Palmeiras, RJ, RS, Santa Cruz, Santos, São Paulo, SP, Torcidas Organizadas, Vasco

VICTOR XERXES GATES, O BILL GATES DE NITERÓI, CONSEGUIU O QUE QUERIA MAIS UMA VEZ. MAS CHEGA DE ENALTECER ESTE IMUNDO. VAMOS AOS FACTOS EM MINHA PERLENGA IMPERFECTÍVEL:

Foi feito um post de qualidade suprema no ALMAFUTEBOLERA sobre as torcidas do Brasil. Foi uma ideia CIRCUNSPECTA, mas jamais pensei que receberia tantas VERRINAS justamente por ter INFLADO a colocação de rivais. CLIQUEM LÁ, EU TÔ MANDANDO.

A real é que este assunto é muito amplo, dava para escrever um LIVRO aqui. Não o farei. SINTETIZAREI meu excerto, apenas enfatizando as VICISSITUDES causadas na tabela de CLASSIFICAÇÃO.

AS COLOCAÇÕES AQUI POSTADAS SÃO PASSÍVEIS DE DEBATE, MAS JAMAIS DE CONTESTAÇÃO, MINHA OPINIÃO É SUPREMA. FOMENTAREI AS ALTERCAÇÕES PRENHES DE CÓLERA AQUI (meti medo agora).

Só considerarei os times grandes, portanto, nem sequer considerem estas como as torcidas mais fanáticas. Elas estão abaixo de outras, que não incluirei, mas explanarei no fim.

1- Atlético Mineiro

Galo forte e vingador

O time é um lixo. Os títulos rareiam (a não ser que você se contente com o CARA-OU-COROA mineiro). Mas a torcida do Atlético está lá, como que iludida por algo maior, sei lá, nem consigo explicar uma merda dessa. É muito fanatismo. É muita loucura.

2-Flamengo

corporativismo

Podem dizer:  “ah, mas a torcida do Flamengo tem o maior número de ADEPTOS do Rio, enche o estádio mais facilmente.” FODA-SE. Analisem os números. Não é coincidência.

  • 1980: Flamengo 66.507
  • 1981: Flamengo 43.614
  • 1982: Flamengo 62.436
  • 1983: Flamengo 59.332
  • 1984: Flamengo 38.543

Ah, mas tava em Fase-ZICA… não, não… MIREN:

  • 2007: Flamengo 39.221
  • 2008: Flamengo 40.695
  • 2009: Flamengo 40.035

Essas são as maiores médias de público dos respectivos campeonatos. É massacre, meus amigos, nem vem que não tem. Deixem o ÓDIO de lado. Quando querem, eles dominam o Brasil. E LÓGICO, IMBECIS, o fato de ter a maior HINCHADA do Brasil também influiu na COLOCAÇÃO.

3-Corinthians

70000 de visitante

Não é SÓ pela INVASÃO que o Corinthians está aqui. Este foi um episódio histórico, jamais igualado, embora muitos tenham feitos que merecem igual admiração.

Mas está pelo geral, pela mística, por ter resistido ao jejum, por ANGARIAR fans por todo o Brasil, mesmo o time NUNCA tendo correspondido, fica aquela sensação de que “poderíamos ser maiores”, de que “não se aproveita todo o potencial devido à bandidagem que GRASSA no clube”, e isso vale também para o Flamengo.

Por várias vezes o Corinthians colocou a maior média de público do Brasileirão, engendrando um HEXA, completado agora em 2010. (1972-1976-1993-2004-2005-2010)

4-Grêmio

Soy (?) de Grêmio

FATO que a torcida do Grêmio difere das outras do Brasil. Os valores, ritmo, ABUNDÂNCIA de bandeiras e frases que traduzem o sentimento PLATINO (que está – ou deveria estar – em TODOS, sem exceção, os de ALMAFUTEBOLERA) e de verdadeiro futebol são o forte da HINCHADA gremista. TALVEZ (eu disse TALVEZ, porra) seja o clube mais identificado com a região a qual pertence. O orgulho chega a ser exacerbado às vezes, mas faz parte do futebol VIVER DE LOUCURA.

**********ATENÇÃO: ABAIXO DA QUARTA COLOCAÇÃO A CONTESTAÇÃO, A ALTERCAÇÃO, A QUERELA PROMETE SER MAIOR, POIS FUI INFLUENCIADO POR FORÇAS MAIORES.  TODOS OS CLUBES, SEM EXCEÇÃO, ABAIXO DESTES ASTERÍSCOS, TEM QUE MELHORAR MUITO A ALMATORCIDERA*********

5-Fluminense

não compareço, mas quando resolvo, faço festa de gala

Aqui começam os problemas. Falar da torcida do Flamengo, Corinthians, isso até minha avó. Mas abaixo fica a problemática, a bagaça. NENHUMA merece ser igualada às do primeiro escalão, e todas as seguintes torcidas tem muitos defeitos, que DIFICULTAM a AFERIÇÃO.

A torcida do Fluminense protagoniza momentos ridículos, como os 5mil contra o Ceará, com o time na liderança, este ano mesmo. Nem me venham com Engenhão. Isso é ridículo, pífio, desonroso e injustificável.

Mas o que me faz colocar o FLU aqui na quinta colocação é o VANGUARDISMO. Sempre achei que o modelo europeu é o mais correto. Mosaicos, sinalizadores, e tudo o mais. A torcida do Flu esteve trazendo isso (e copiando na caruda) coisas de fora. Mas devemos copiar o que é bom. Quem dera todos fizessem mosaicos assim, e utilizassem os sinalizadores sem moderação. Até a Polícia de alguns estados poderia abrandar o cabresto se isso virasse febre. Ou quiçá fazer mosaico é coisa de pontos-corridos. Ou fruto da elitização. Sei lá. Pelo menos eles TENTAM.

6-Botafogo

Torcida das Bandeiras

Ah, a alvinegritude (?)… não há como negar que fica tudo muito mais bonito em ALVINEGRO. Coisa linda. Somente o preto-e-branco, num quimera monocromática que EMBEVECE os olhos e ENLEVA a alma. E isso nos anos 60 fica mais clássico ainda. Se tu fores pesquisar no GUGOL, oráculo de nossos tempos, verá que as primeiras imagens de “torcida do botafogo” são dos anos 60. E isso é dignidade. Desde que se dê ênfase ao PRETO, coisa que Corinthians, Botafogo e Atlético (e PAOK, e Partizan e etc…) fazem. Há um clube que não honra isso e vocês verão a punição, sendo ele colocado no LIMBO das torcidas.

7-Cruzeiro

Pode me chamar de Raposão

Muitos qualificam a torcida do Cruzeiro como fraca, frouxa, alienada, em suma, a mais ridícula do BRASIL. São adjetivos um tanto fortes demais, mesmo que se encontre justificativa para tal. Mas por várias vezes foi uma torcida que superou os 100 mil espectadores, é azul (fator que a coloca acima do Inter, como verão), uma bela cor… e possui uma média histórica no Brasileirão (CALMA, IMUNDOS, os números virão depois), por incrível que pareça SUPERIOR a Palmeiras, Vasco, Inter e outros. Mesmo tendo  1 (HUM) título apenas.

8- Inter

APLUB

Pic not related. Dito isso: a torcida do Inter possui uma considerável presença nos estádios, nada que diga “oooh, que torciiiida”, mas está lá. O problema é nos últimos anos, a inspiração do paulista e corinthiano Dinho às suas músicas. Nada contra “uma cachaça na mão”, mas é fato reconhecido por todos que o Colorado adotou  este estilo APÓS a torcida do Grêmio, por isso a posição abaixo dos rivais. E ainda tem elitizado muito seu estádio, com o esquema famigerado de SÓCIOS. E é vermelho, cor mais feia que o azul do Cruzeiro, o que colocou a torcida colorada abaixo do Cruzeiro, quase como critério de DESEMPATE, visto que os NÚMEROS (calma, porra) de ambas as torcidas são muito próximos.

9 e 10 – Vasco e Palmeiras

Precisa de legenda?

Não dava para separar as duas, mas o negócio é que uma MIRÍADE de mensagens EXIGIRAM o rebaixamento de Palmeiras e Vasco em relação ao primeiro ranking. Nem preciso dizer que ao publicar Palmeiras e Vasco em QUINTO LUGAR, minha caixa de e-mails foi inundada por cariocas, paulistas e mineiros revoltados, principalmente, com a posição do Palmeiras. Vi-me obrigado a REBAIXÁ-LOS à nona/décima posição. Valorizei demais? Pode ser. Compenso agora? Talvez. É uma questão pontual? É, e não é, porque é estrutural.

11- Santos

Sempre achei que os PROVÉRBIOS mereciam faixas (mas em latim é mais legal)

Não há muito o que dizer. A torcida do Santos é PREJUDICADA pelas CLAUSTROFÓBICAS dimensões da Vila Belmiro, mas isso nunca justifica o baixo público que GRASSA pelos lados da Vila Belmiro. Isso faz com que a diretoria coloque muitos dos jogos em São Paulo, devido a grande quantidade de torcedores na capital, mas no fundo, ninguém gostaria que isso acontecesse. É a 11ª em média geral do Brasileirão, nunca terá a maior média de público e pior, sempre figura abaixo de times pequenos, sendo quase sempre o grande com menos torcida nos estádios nos últimos brasileirões. Lembra do Alvinegro que não faz jus?

12 – SPFC

Rola a bola no Morumbi...

“torcida do SPFC” no Google dá uns resultados bacanas. Exemplo: na primeira página tem torcida do Flamengo, Fluminense, Vasco e zoações com o apelido JOCOSO do time.  Nas outras páginas vê-se até CHINELO, mas pouquíssimas fotos da torcida em si. O que eu sofri para achar uma imagem nos padrões foi de lascar. Quase não há. Segundo pesquisas, é a terceira maior torcida do país (embora eu ainda acredite mais na Timemania e veja o Palmeiras como terceiro – mas isso é outra história) e que mais cresceu entre os PIRRALHOS dos últimos tempos. Isso foi pelo ciclo vitorioso entre 2005 e 2008. Não sei o quanto os são-paulinos se importam com torcida, mas pelo Brasil inteiro, vindo de torcedores de dezenas de times, eu encontro respaldo para colocá-la em ÚLTIMO LUGAR entre os grandes. É tanta gente que diz isso que eu nao vou contrariar e CORROBORO tal posição.

*************************************************************

Baêa

Foi PROFERIDO no início que eu só colocaria torcida de times GRANDES aqui, e todo mundo sabe que só existem 12 clubes grandes neste país. Todos os que não foram citados, sem exceção, não são grandes, e mesmo com torcida até mais fiel que muitos daqui (embora o cai-sobe dos times não dê um padrão fácil de análise assim como a diferença de divisão através dos anos) eles vão ficar de fora. Mas impossível não citar um nome: BAHIA. Trata-se do único time médio do Brasil que já FINCOU seu nome na tabela de times que já tiveram a maior média de público do campeonato, e fê-lo (?) por 3 vezes (1985, 1986, 1988). Não é para qualquer um. E agora na série A, os tricolores podem mostrar do que são feitos (eu sei, é de AÇO, mas tem que fazer aquele mistério).

Outro nome repleto de HOMBRIDADE é o Santa Cruz. Era só mais um clube do povão, daqueles que a mídia Rio-SP olha e fala “é a paixão do torcedor nordestino, que comparece em qualquer divisão”, como muitos outros e não só do Nor-este, mas como do Norte, também. Só que aí veio a QUEDA IRRECUPERÁVEL, a IGNONÍMIA, a VEXAÇÃO PEREMPTÓRIA: queda para a Série D. Foi a oportunidade para mostrar o fanatismo dos tricolores, que estabeleceram um recorde, quiçá MUNDIAL (sério, deve ser mundial mesmo), de mais de TRINTA MIL TORCEDORES em plena quarta divisão, TRINTA MIL em camisas, que valem mais do que dinheiro. É um recorde mundial, colossal, que jamais deixaria de ser mencionado em minha parouvela.

Os números da Wikipédia:

MAIORES MÉDIAS ANUAIS:

  • 1972: Corinthians 40.719
  • 1973: Flamengo 33.660
  • 1974: Vasco da Gama 36.619
  • 1975: Internacional 46.491
  • 1976: Corinthians 47.729
  • 1977: Atlético Mineiro 55.664
  • 1978: Palmeiras 31.359
  • 1979: Internacional 46.491
  • 1980: Flamengo 66.507
  • 1981: Flamengo 43.614
  • 1982: Flamengo 62.436
  • 1983: Flamengo 59.332
  • 1984: Flamengo 38.543
  • 1985: Bahia 41.497
  • 1986: Bahia 46.291
  • 1987: Flamengo 47.610
  • 1988: Bahia 35.537
  • 1989: Flamengo 21.300
  • 1990: Atlético Mineiro 26.748
  • 1991: Atlético Mineiro 26.763
  • 1992: Flamengo 42.922
  • 1993: Corinthians 37.330
  • 1994: Atlético Mineiro 22.673
  • 1995: Atlético Mineiro 21.072
  • 1996: Atlético Mineiro 25.449
  • 1997: Atlético Mineiro 23.342
  • 1998: Sport 35.580
  • 1999: Atlético Mineiro 42.322
  • 2000: Fluminense 20.219
  • 2001: Atlético Mineiro 30.679
  • 2002: Fluminense 25.666
  • 2003: Cruzeiro 26.366
  • 2004: Corinthians 13.547
  • 2005: Corinthians 27.330
  • 2006: Grêmio 25.630
  • 2007: Flamengo 39.221
  • 2008: Flamengo 40.695
  • 2009: Flamengo 40.035
  • 2010: Corinthians 27.446

MÉDIA GERAL POR EQUIPE:

  1. Flamengo: 27.094
  2. Bahia*: 24.983 (até 2003)
  3. Atlético Mineiro: 24.298
  4. Corinthians: 21.917
  5. Cruzeiro: 19.754
  6. Internacional: 18.168
  7. Palmeiras: 18.252
  8. Vasco da Gama*: 17.467 (até 2007)
  9. São Paulo: 17.019
  10. Grêmio: 16.998
  11. Fluminense: 15.675
  12. Santa Cruz: 15.235
  13. Sport: 14.931
  14. Fortaleza*: 14.635 (até 2005)
  15. Paysandu*: 14.610 (até 2004)
  16. Ceará*: 13.955
  17. Santos: 13.751
  18. Coritiba: 13.631
19. Goiás: 13.448
20. Remo*: 13.578
21. Botafogo: 13.364
22. Vitória: 12.699
23. Náutico: 11.279
24. Atlético Paranaense: 11.039
25. Figueirense:* 9.878 (até 2002)
26. Santo André: 9.195
27. Guarani*: 8.769 (até 2003)
28. Avaí: 8.022
29. Ponte Preta*: 7.953 (até 2005)
30. Paraná: 7.603
31. Criciúma*: 6.266 (até 2003)
32. Portuguesa:* 6.256 (até 2002)
33. Juventude: 5.386
34. São Caetano*: 4.111 (até 2005)
35. Ipatinga: 3.602

O ÚNICO RANKING EM QUE VOCÊ PODE INTERFERIR DIRETAMENTE:

  1. Flamengo: 12
  2. Atlético Mineiro: 9
  3. Corinthians: 6
  4. Bahia: 3
  5. Fluminense, Internacional: 2
  6. Grêmio,Cruzeiro, Palmeiras, Sport e Vasco da Gama: 1

***************************************************************

YURI – MORS TUA, VITA MEA

P.S.: TODAS CITADAS ACIMA, SEM EXCEÇÃO, NÃO SÃO PÁREO PARA COMPARAÇÕES INTERNACIONAIS, BRASILEIRO É MUITO ARTIFICIAL E DEPENDENTE DE TÍTULOS, DE MODO QUE TEM MUITO A APRENDER SOBRE ALENTO INCONDICIONAL. TANTO AS MÉDIAS DE PÚBLICO COMO AS FESTAS SÃO VERGONHOSAS EM COMPARAÇÃO COM VÁRIAS TORCIDAS EUROPEIAS , MESMO DE EQUIPES MENORES. GRATO.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Juca Kfoury lamenta pelo Santa Cruz

September 13th, 2010 | 84 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2010, Estrutura, Observatório, Santa Cruz

Santa Cruz foi eliminado da Série D do Saulão Brasileirão 2010 e agora descansará em paz até ano que vem no seu Estadual, aquele campeonatinho de 3 ou 4 meses que Saulo Kfoury acredita desprezível e longo, mas que coloca em atividade penca de clubes em “n” cidades do Brasil através de rivalidade regionais. Juca publicou um texto emotivo de lamentação, ainda que pouco ou nenhum destaque dê a esse (ou outros) time durante a campanha regular do Brasileirão, mesmo sendo um campeão de público.

Saulo Kfoury que defende o Brasileirão como a panacéia e salvação do futebol brasileiro (sic) costuma contar a média de público da Série A, esquecendo que o modelo possui 4 séries (e eu digo que possui apenas 4 séries).

Desta forma, o Blá blá Gol conta na data de hoje com os dados do site da CBF a seguinte média de público para 100 clubes afortunados no País:

  • TIMES: 100
  • PÚBLICO TOTAL: 4.122.305
  • JOGOS: 566
  • MÉDIA: 7.283

7.283 é a verdadeira média do Brasileirão 2010. E nunca é demais lembrar, apenas para 100 clubes, e alguns desses, por 3 partidas.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.