Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Artigos sobre ‘Coritiba’

O Campeonato Gaúcho é o mais tradicional do Brasil

February 12th, 2017 | 2 Comments | Filed in América, América-MG, Atlético-GO, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Botafogo-SP, Chapecoense, Clubes, CO, Corinthians, Coritiba, Criciúma, Criciúma, Cruzeiro, Estaduais, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Friburguense, Futebol, Goiás, Grêmio, INTERIOR, Internacional, Ituano, Ituano, Linense, MG, Náutico, Números, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, PR, PR, RJ, RJ, RS, RS, Santa Cruz, Santo André, Santos, São Paulo, SC, SC, SP, SP, Sport, Tupi, Vasco, Vitória

Os campeonatos estaduais começaram e uma pergunta não saía do cabeça do uma pessoa do Brasil: qual estadual é o mais tradicional do Brasil?
Pelo sistema de datas, fica fácil demais: o Campeonato Paulista é o mais antigo, de 1902. Mas o que seria dos campeonatos se fossem considerados os times ATUAIS que o disputam, considerando a fundação de cada um, qual seria o campeonato mais tradicional do Brasil, a saber, o que possui os TIMES mais tradicionais? Daí foi ir às contas. Como critério, usei estaduais que tenham, em 2017, que é o ano que nos interessa, um time a menos na Série A do Brasileirão.

Rio de Janeiro:

Bangu 1904
Boavista 2004
Bonsucesso 1913
Botafogo 1904 *
Cabofriense 1997
Campos 1912
Flamengo 1895/1912
Fluminense 1902
Macaé 1990
Madureira 1914
Nova Iguaçu 1990
Portuguesa-RJ 1924
Resende 1909
Tigres do Brasil 2004
Vasco da Gama 1898/1915
Volta Redonda 1976

O Carioca é um dos campeonatos mais tradicionais e um dos mais complexos de fazer a conta. Devido à fundação dos clubes no remo diferir (e estar bem documentada) da do futebol, podemos usar datas de fundação do futebol, como 1911 para o Flamengo, 1918 para o Vasco, etc. Porém, muitos outros clubes no Brasil apresentam datas de fundação controversas, anos no amadorismo, de desfiliação, etc. Portanto, resolvi usar as daas oficiais, menos para o Botafogo, que diferentemente dos co-irmãos cariocas, não apenas introduziu o futebol mais tarde como o fez a partir de um clube associado e posterior fusão.

Média de idade de fundação: 1939,75

São Paulo

Audax 2013*
Botafogo 1918
Corinthians 1910
Ferroviária 1950
Ituano 1947
Linense 1927
Mirassol 1925
Grêmio Novorizontino 2010
Palmeiras 1914
Ponte Preta 1900
Red Bull Brasil 2007
Santos 1912
São Bento 1913
São Bernardo 2004
São Paulo 1935
Santo André 1967

*Foi usado o mesmo critério que com o Botafogo carioca. O Audax foi comprado e passou a mandar os jogos na cidade de Osasco, usando um escudo parecido com o “irmão de fusão” Grêmio Osasco. Creio que foram muitas mudanças para se considerar a continuidade do clube.

Média da idade de fundação: 1949,5

Minas Gerais

América-MG 1912
América-TO 1936
Atlético-MG 1908
Caldense 1925
Cruzeiro 1921
Democrata-GV 1932
Tombense 1914
Tricordiano 2007
Tupi 1912
Uberlândia 1922
URT 1939
Villa Nova 1908

Média: 1928

O tradicionalismo dos times do campeonato mineiro é impressionante. Apenas o Tricordiano destoa, sendo todos os clubes que não ele fundados antes de 1940!

Pernambuco

Afogados 2013
América-PE 1914
Atlético-PE 2006
Belo Jardim 2005
Central 1919
Flamengo de Arcoverde 1959
Náutico 1901
Salgueiro 1972
Santa Cruz 1914
serra Talhada 2011
Sport 1905
Vitória de Santo Antão 2008

Média 1960,583

O Náutico, como o próprio nome indica, entra na mesma situação dos cariocas. A diferença é pouca, já que o Timbu introduziu o futebol em 1905. No entanto, foi considerado o ano de sua fundação global como com seus pares do remo pelo Brasil.

Goiás

Anápolis 1946
Aparecidense 1985
Atlético-GO 1937
CRAC 1931
Goianésia 1955
Goiás 1943
Iporá 2000
Itumbiara 1970
Rio Verde 1963
Villa Nova 1943

Média da idade de fundação: 1957,3

Santa Catarina

Atlético Tubarão 2005
Almirante Barroso 1919*
Avaí 1923
Brusque 1987
Chapecoense 1973
Criciúma 1947
Figueirense 1921
Inter de Lages 1949
Joinville 1976
Metropolitano 2002

Média da idade de fundação: 1960,2

*O Almirante Barroso recebeu o mesmo tratamento dos demais clubes náuticos do Brasil.

Bahia

Atlântico 2000
Bahia 1931
Bahia de Feira 1937
Flamengo de Guanambi 2009
Fluminense de Feira 1941
Galícia 1933
Jacobina 1993
Jacuipense 1965
Juazeirense 2006
Vitória 1899*
Vitória da Conquista 2005

Média: 1965,364

*Vitória com o mesmo tratamento dos clubes de remo cariocas, catarinenses, pernambucanos, etc.

***
Rio Grande do Sul

Brasil 1911
Caxias 1935
Cruzeiro 1913
Grêmio 1903
Internacional 1909
Juventude 1913
Novo Hamburgo 1911
Passo Fundo 1986
São José 1913
São Paulo-RS 1908
Veranópolis 1992
Ypiranga 1924

Média: 1926,5

Por muito pouco, a média de idade de fundação dos clubes gaúchos supera a dos mineiros em pioneirismo e assim sendo, o Gauchão é o campeonato com os times mais tradicionais do Brasil em 2017. MG e RS se destacam nesta conta, podendo variar a “liderança” a depender dos clubes que sobem ou descem. Vemos que este ano apenas Passo Fundo e o incaível Veranópolis destoam da grande tradição dos outros clubes do Rio Grande do Sul.

E o menos tradicional?

Analisando as médias dos campeonatos segundo o critério de possuir um representante ao menos na Série A, vemos que o campeonato “menos tradicional” é o Paranaense, com uma média de 1974,67, apesar da grande tradição de clubes como o Coritiba, o primeiro verdão do Brasil, a grande quantidade de clubes montados no século XXI, que costumam muitas vezes ser taxados de “clubes-empresa”, acaba subindo a média paranaense. Dos participantes de 2017, mais de 50% foram fundados após 1990.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

H@H@H@H@H@H@H@H@

May 3rd, 2015 | 4 Comments | Filed in Campeonato Paranaense 2015, Coritiba, Política, PR, Sociologia

H@H@H@H@H@H@H@H@

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

HIGHuri

September 6th, 2013 | 45 Comments | Filed in Botafogo, Campeonato Brasileiro 2013, Coritiba

O Rei está morto. Vida longa ao Rei!

Por Taís Loureiro Santos

Três pontos que nos recolocam no tabuleiro de jogo, de volta!

O Botafogo precisa matar um leão por jogo, pois as dificuldades são muitas… Os timeS entram em campo querendo o mesmo: marcar os benditos pontos do campeonato e subir na tabela. O elenco sofre mudanças, ao meu ver comportamentais, que contribuem para um novo panorama em campo… mas creio , pelo que estou observando que está sendo muito positivo.

Hyuri arrebentou, nao apenas pelos gols “pintura íntima” – o segundo em especial – mas pelo senso de aplicação tática, harmonia com o grupo, aceitando o President Seedorf, correndo muito pela direita no primeiro tempo, ajudando bastante na marcação. O menino vem pra fazer história e ensinar que sempre há uma coisa boa vindo quando perdemos algo…

Em uma semana temos um novo xodó, ídolo e esperança para o time. Thanks, God.

No segundo tempo, mais um jovem, Otávio, entrou com personalidade e vontade de ocupar espaço. A garra frita em campo…

Para o próximo jogo, hora de juntar os cacos: terceiro goleiro, Seedorf fora (que cartão estranho – o juiz já tinha até quase pedido para ele não levar o cartão!)…e tome mais reposição. Fogão, traga os 3 pontos que nos interessam.

Avante Fogão!

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Sheikira

August 20th, 2013 | 10 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2013, Corinthians, Coritiba
Sheikira comemorando título do Barcelona na Copa do Rei de 2012

Sheikira comemorando título do Barcelona na Copa do Rei de 2012

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Copa do Brasil 2012: Final

July 5th, 2012 | 117 Comments | Filed in Copa do Brasil 2012, Coritiba, Palmeiras

 

Clique para aumentar.
Peça explicações nos comentários se não entender.

(*) O gráfico se inicia em 1995 porque ele não foi feito com a intenção de estudar esse parâmetro. Apenas aproveitei o que já estava feito para um outro estudo, já que está na risca de começar o jogo.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Copa do Brasil 2012: Semi-Finais

June 13th, 2012 | 57 Comments | Filed in Copa do Brasil 2012, Coritiba, Grêmio, Palmeiras, São Paulo

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Coritiba 2X3 Botafogo – Mudou a zaga, mudou o time

May 27th, 2012 | 16 Comments | Filed in Botafogo, Campeonato Brasileiro 2012, Coritiba

Zaga titular fora, criei vontade de assistir um jogo do Botafogo – ainda que fosse pra reclamar de alguma coisa diferente.

Alguns pontinhos:

  1. APESAR da falha do pequeno revés logo aos 23 segundos de jogo, Dória e Brinner fizeram bom jogo. Um pouco nervosos e desentrosados, porém tecnicamente muito superiores aos BIZARROS Fábio Falheira e Antônio Cacos. Pelo menos mostraram disposição, correram e fizeram o torcedor ver de novo uma cena à qual não estamos mais acostumados: zagueiros dentro da área em jogadas do time adversário. Não tinha ninguém preocupado com essa BABAQUICE de zagueiro-artilheiro que não marca há N jogos. A que ponto chegamos, Meu Deus do Céu…
  2. Que Oswaldo TENHA PEITO E MOSTRE QUE É QUEM MANDA MESMO NESSA PORRA pra quebrar essa MERDA DE PANELINHA QUE VITIMA O BOTAFOGO e mantenha a nova dupla de zaga no time. Do contrário, é só mais um bosta que se faz de refém de jogador;
  3. Grandes apresentações dos laterais, especialmente Lucas – autor de dois gols – que dividiu com Vitor Junior o título de melhor em campo. Lucas e Márcio Azevedo foram muito bem, tanto na marcação quanto no apoio ao ataque;
  4. O curintias deve estar arrependido de ter cedido Vitor Junior. Ou o tempo dirá. Mas hoje o moleque matou a pau no jogo, quem sabe ajudando a colocar de vez aquele carimbo no passaporte do Elkeson com destino à Ucrânia;
  5. Maicosuel ridículo, irritante. Aliás, o Botafogo podia criar uma promoção: ao invés de R$15mi no Elkeson, paga R$ 25mi e leva MaicosuElkeson;
  6. Herrera, mais uma vez, fazendo TODA A DIFERENÇA no time. E quem disse que os pontas-direita não tem mais espaço no futebol? No Botafogo, indiscutivelmente, o Herrera PONTA é fundamental. Até porque, afinal de contas, tem coisas

Resumo do Botafogo: não tem zagueiro, não tem preparo físico, não tem opções para o ataque. E quer que a torcida tenha paciência.

Pede pra aquela zaga sair!

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Copa do Brasil 2012: Quartas de Final

May 16th, 2012 | 31 Comments | Filed in Atlético-PR, Bahia, Copa do Brasil 2012, Coritiba, Goiás, Grêmio, Palmeiras, São Paulo, Vitória

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Copa do Brasil 2012: Oitavas de Final

April 25th, 2012 | 94 Comments | Filed in Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Copa do Brasil 2012, Coritiba, Cruzeiro, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Palmeiras, Paraná, Paysandu, Ponte Preta, Portuguesa, São Paulo, Vitória

Dispute-se igualmente.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Os caras assistem – Coritiba 2 x 0 Flamengo

November 14th, 2011 | 76 Comments | Filed in Campeonato Brasileiro 2011, Coritiba, Flamengo

Half time, na saída para o intervalo, o repórter vai falar com o atacante do Coritiba autor do 1º gol do Coxa – que já vencia por 2 x 0 – e a declaração foi mais ou menos assim:

“Gol de oportunismo né… parecido com o gol do Anselmo Ramon na outra rodada”

No momento do gol, torcedores do Flamengo lembraram, Luxemburgo lembrou, Patrícia Amorim lembrou, o papa também lembrou, mas o atacante do Coritiba sabia inclusive o nome do atacante cruzeirense. As comissões técnicas assistem aos jogos, sabem das deficiências do adversário.

Chuveiro na área do Flamengo é dramático para o rubro-negro. Alex Silva não resolveu, não seria o cansado Angelim – de quem gosto muito – que iria dar conta do recado. Méritos para Fábio Luciano.

****

Jogo desanimador para o CRF. Já está pertubador assistir jogo no qual o Flamengo tem o falso domínio (aconteceu ontem no 2º tempo).

Luxemburgo abusando do direito de errar. Resolveria o problema do Thomás mandar o moleque trocar de chuteira, mas o treinador preferiu trocar o jogador, colocando o ex-barrado Willians. O inoperante e intocável Renato Abreu permaneceu em campo por todo jogo. Aliás, fica em campo em toda a partida que entra, nunca é substituído. Jamais vi.

Muralha, Negueba e até Diego Maurício? Nem no banco. Fierro, no Flamengo há 3 ou 4 anos, teve nova chance e, claro, deu traço. Jael também entrou e porra, claro, traço de novo.

Com R10 e TN7 sonolentos ou de ressaca (ou ambos) o Flamengo se despede do Brasileirão 2011. Agora resta ganhar os próximos jogos e somar pontos para brigar pela tal vaga na Libertadores, o prêmio de consolação.

Então meu camarada, cumé ki é?

A atual histeria do time em qualquer erro de arbitragem pró-adversário também irrita. Essa alvinegrização prejudica muito o andamento do time na partida. Desconta o descontentamento pelo erro do juizão na próxima jogada. Parte pra cima, entra na área, chuta com raiva. Partir pra cima do árbitro berrando e gritando é molezinha, até o Airton é capaz de conseguir.

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.