Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

A nova Era Dunga

February 9th, 2010 por | Categorias: Copa 2010, Seleção Brasileira.

A nova Era Dunga vem atingindo paulatinamente seu clímax, com o time sendo montado desde a Copa de 2006.

A afliceta midiática apareceu na virada 2009/2010 de forma surpreendentemente tímida como um fraco lobby por Ronaldinho Gaúcho rapidamente dizmiado pela Internazionale de Julio Cesar e Lúcio.

Os resultados que Dunga conseguiu obter, combinado com o excelente futebol da Seleção, especialmente no último ano blindaram a equipe contra ataques histéricos dos corneteiros de plantão.

A lista do último amistoso antes da Copa saiu sem grande impacto nos nomes, atendendo coerência no que o desenvolvimento da Seleção demonstrou.

As presenças de Thiago Silva e Kleberson não devem ser encaradas como surpresas, uma vez que ao saírem do time, saíram por questões de impedimento de jogar em seus clubes temporariamente por transferência e contusão pontual e não técnica ou condicionamento.

Os dois apresentavam bom rendimento na Seleção e já haviam sido bem testados, restando aos selecionadores apenas acompanhar seus jogos por Milan e Flamengo.

Esses dois casos mostram que há um trabalho feito sem ser na base da orelhada.

A Seleção vai para este amistoso com a seguinte escalação:

Goleiros
Julio César (Internazionale)
Doni (Roma)

Laterais
Maicon (Internazionale)
Daniel Alves (Barcelona)
Gilberto (Cruzeiro)
Michel Bastos (Lyon)

Zagueiros
Juan (Roma)
Lúcio (Internazionale)
Luisão (Benfica)
Thiago Silva (Milan)

Meio-campistas
Gilberto Silva (Panathinaikos)
Josué (Wolfsburg)
Felipe Melo (Juventus)
Kaká (Real Madrid)
Ramires (Benfica)
Elano (Galatasaray)
Julio Baptista (Roma)
Kleberson (Flamengo)

Atacantes
Luis Fabiano (Sevilla)
Robinho (Santos)
Adriano (Flamengo)
Nilmar (Villarreal)

****

Olhando os meio-campistas convocados, há quem se apavore. Não será de se estranhar comentários pró-habilidosos como Alex (ex-Palmeiras e Cruzeiro), Diego, Ronaldinho Gaúcho e Anderson (aquele que era ultra ofensivo no Grêmio e virou volante recuado na Europa) tendo a tônica de que a Seleção não possuirá no elenco, um jogador capaz de decidir a partida, ou um banco que mude o jogo.

Não sei de onde tiram isso, se é do PlayStation, de Football Manager ou mesmo Elifoot. Cansei de ver jogos da Seleção em que a entrada de Diego e Anderson, por exemplo foram inócuas. Aliás, coisa mais comum de se ver. Enquanto Julio Baptista e Elano conseguiam de fato modificar ofensivamente a equipe (isso para não ficar nos exemplos mais recentes do versátil Daniel Alves).

****

De qualquer forma, o clima de Copa do Mundo em breve tomará conta e a razão irá para o espaço. Antes e depois da Copa. Ao fim da Copa e somente ao fim serão explicados os motivos do fracasso e do sucesso, que dependerão do resultado e não do que efetivamente foi feito. Antecipemo-nos e julguemos antes da Copa, o trabalho da Nova Era Dunga, a sua convocação e as expectativas diante desta preparação.

Inscreva seu e-mail e confirme pelo link eviado para receber novos artigos do Blá blá Gol.

50 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

50 Comentários para “A nova Era Dunga”

  1. Matheus
    9/02/10 - 17:04

    Acredito que Dunga fez um bom papel com a Seleção. Criou identidade com a torcida e com os jogadores, manteve coerência nas convocações e deu um padrão tático ao time. Basicamente, quem entende o mínimo de futebol consegue ver as variações táticas a partir das substituições e seus comandados sabendo o que fazer e fazendo com vontade.

    É duro torcer prum time que só quer saber de festa. E vi com bons olhos os cortes de Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho. Roberto Carlos menos, porque não vejo laterais que, comparados a ele em boa fase, sejam boas peças pra seleção.

    Por mim, só aproveitava e cortava o Robinho também. Pato é melhor opção. Mesmo pra dar experiência pro garoto. E mesmo Fred pode ir. E acho que Denílson pode ir no lugar de Gilberto Silva.

    Mas Dunga fez um ótimo trabalho. E cabem méritos também ao Jorginho.

    Se couber pessimismo, o Brasil perdeu a Copa de 2010 aqui:

    Responda a este comentário

    saulo

    Pelo menos antes o Dunga tinha um lateral esquerdo de ofício, agora tem dois improvisados. Gilberto não mais condições físicas para atuar nesta posição. Poderia ser aproveitado no lugar do reserva Elano do Galatasaray. Com este problema crônico de pubalgia, a seleção corre sérios riscos de contar com Júlio Batista para municiar os atacantes. Posso afirmar: caso isso aconteça, o meio campo vai ficar acéfalo. Somada a temporária má fase do Felipe Melo e a eterna do Gilberto Silva. Para finalizar, o que Dunga viu no futebol do zagueiro Luisão????

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Meu lateral esquerdo da seleção é o Daniel Alves.

    Me pergunto se não foi a boa fase que foi temporária no caso do Felipe Melo.

    Hoje, o Kaká não tem mesmo substitutos. Nem convocados, nem não-convocados.

    Sem ele, é melhor fazer um meio de campo forte na marcação, Gilberto Silva, Kléberson, Ramires e Júlio Batista. Liberar mais os laterais e torcer pra Nilmar e alguém fazerem o papel de Bebeto e Romário em 94.

    O problema é que não temos um Romário.

    Responda a este comentário

    saulo

    O futebol mudou bastante desde aquela época: hoje as seleções preferem volantes mais técnicos e como todos sabem, a copa será disputada no inverno. Provavelmente a temperatura perto de zero. A questão física não será tão preponderânte. E o Daniel Alves pela esquerda não dá certo, o time fica torto e perde a jogada de linha de fundo.

    Responda a este comentário

  2. Serginho Valente
    9/02/10 - 17:21

    Que é assustadora é. Haja Kaká pro Brasil ser campeão.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Kaká e Ramires como titulares e os dois laterais apoiando bastante.

    Bom, o time perde um pouco o aspecto técnico (com exceção de Kaká) e ganha força física e velocidade.

    Mas eu não lembro de um pensador no time campeão de 2002, por exemplo. Rivaldo atuou como segundo atacante. Talvez Ronaldinho Gaúcho, mas não tem cabimento levar ele pra essa Copa.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Em 2002 o Rivaldo e o Ronaldo desequilibravam, e o resto do time inteiro era muito melhor que esse de agora, a exceção do Kaká, claro.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Copa 2002 – Copa 2010

    Marcos = Júlio Cesar
    Cafu < Maicon Lúcio = Lúcio Roque Júnior < Juan Roberto Carlos > Qualquer um

    Gilberto Silva > Gilberto Silva
    Kléberson < Kléberson Juninho Paulista < Ramires Ronaldinho Gaúcho < Kaká Ronaldo > Qualquer um
    Rivaldo > Qualquer um

    Pra facilitar, coloquei as duas seleções no 4-4-2, mas o Brasil de 2002 jogava no 3-5-2, o que dava muita liberdade pros dois laterais e tirava a responsabilidade da armação total de R. Gaúcho.

    Vale destacar também que é uma opinião minha sobre os momentos dos jogadores. E que havia um palhaço em ambas seleções.

    Mas, enfim, não acho o time de 2002 tão melhor que 2010. Talvez o diferencial esteja no banco.

    Responda a este comentário

    saulo

    Não tem cabimento levar aquele bonde do Júlio Baptista no lugar o Ronaldinho Gaúcho.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Saulo, o Ronaldinho fez o que pra seleção nos últimos 8 anos?

    Responda a este comentário

    saulo

    Naquela partida no amistoso em Londres, valeu o dobro do tempo do Júlio Baptista na seleção.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Naquela partida no amistoso em Londres…

    Júlio Baptista jogou muito bem em, pelo menos, dois jogos contra a Argentina, uma Copa América e uma Copa das Confederações.

    Responda a este comentário

    saulo

    Isso mesmo, jogou bem quase sempre mais descansado em relação aos outros na segunda etapa. Geralmente uns vinte minutos. Copa América nem conto, tecnicamente se resume o clássico Brasil X Argentina. E mesmo assim, o nosso maior rival passa por um péssimo momento agravado com o comando do Maradona.

    Responda a este comentário

    Matheus

    E o tal amistoso foi contra quem?

    Responda a este comentário

    saulo

    Contra a Itália quando a seleção brasileira ganhou por 3 X 1. Ronaldinho Gaúcho teve grande atuação. Decidiu a partida.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Beleza. Então vamos pensar o seguinte: o cara jogou bem em dois jogos em 8 anos, a saber Brasil x Inglaterra em 2002 e Brasil x Itália no amistoso de Londres.

    Nesse amistoso, por exemplo, o Brasil inteiro jogou bem e bem armado por DUNGA, mas beleza.

    Agora, pra fins de escalação eu posso considerar os jogos que você citou e pesar na balança com os jogos que Júlio Baptista entrou como titular ou substituindo e contribuiu decisivamente pro resultado. E ver o que eu acho. Pensando assim, eu acredito que o Júlio Baptista jogou melhor em jogos mais complicados e mais regularmente.

    Por outro lado, eu posso, simplesmente, falar que desconsidero o que o Ronaldinho Gaúcho fez porque a Itália tem um time que não passa pelo melhor dos momentos e é freguês eterno da Seleção Brasileira. Mas não vou fazer isso. Tirar conclusões só porque não gosta da cara do jogador não é do meu feitio.

    Responda a este comentário

    saulo

    Júlio Baptista mal consegue ser titular do seu clube e foi considerado um dos piores estrangeiros de 2009 no campeonato italiano. Nunca foi tecnicamente jogador de seleção.

    Responda a este comentário

    Matheus

    E só pra completar, podemos pesar se um jogador que se esbalda em festas a poucos dias do clássico mais importante do Calcio, bem como não demonstra nenhum prazer em vestir a Amarelinha que não seja pra satisfazer o próprio ego é um cara confiável.

    Responda a este comentário

    saulo

    Se participar de festas fosse critério, deveria valer para o Adriano e Robinho.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Concordo. Não tem porque chamar nenhum deles.

    Responda a este comentário

    Paulo Pimentel

    O Ronaldinho Gaúcho teve toda chance do mundo contra times de garotos na China e não fez nada que prestasse.
    O Saulo, como um oráculo enferrujado, fica a tecer comentários estapafúrdios com os mesmos critérios que ele deve usar na escolha do barbeiro.

    Responda a este comentário

    saulo

    Se for o que pensei, não vale aquela participação em Pequim por um motivo: aquele time olímpico era um arremedo. Infelizmente a CBF não tem projeto e mais uma vez teve uma participação vexatória diante da Argentina. Aquele resultado( Argentina 3 X 0 Brasil) foi pouco. Se fosse de cinco, estaria de bom tamanho. Antes da competição, houve apenas um amistoso seis meses antes!!!!! Ninguém vai jogar bem com esse preparação precária.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Adriano, pelo menos tá jogando bem.

    Robinho e Ronaldinho Gaúcho por mim tão fora!

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Robinho vai jogar bem no Santos também.

    A questão é que nenhum deles é um Romário, ou mesmo um Ronaldo nos bons tempos. Então não vale o risco.

    No lugar do Robinho, levaria o Neymar.

    No caso do Adriano é mais complicado, porque não temos nenhum outro atacante com suas características, um que poderia substituí-lo é o Fred, mas é outro que eu também deixaria de fora. Se bem que o Júlio Batista pode fazer esse papel.

    O foda é o Juninho Pernambucano ter se enterrado na Puta que Pariu. A convocação do Gilberto mostra que se ele quisesse, e estivesse bem, poderia ser a solução pro meio do Brasil.

    Ronaldinho Gaúcho? Nem considero.

    Responda a este comentário

    Victor

    No lugar do Robinho eu levaria… Robinho.

    A Seleção vem jogando bem (não só ganhando, joga bem) com Robinho lá há 4 anos.
    Robinho não é firulento na marcação e Dunga segue convocando e escalando.
    Ele não é horroroso como pintam. Aliás, muito longe disso.

    Não se deu bem no exterior, o que não é uma absurdo para um jogador de futebol, aliás, não é para qualquer profissional, mas joga bola e é bom.

    As convocações de Dunga mostraram que não convocou-se ninguém por nome. A “coerência”, no tom irônico, do Dunga para os que queriam Ronaldinho Gaúcho não é a burra que alardeiam de manter o seu grupo. Ele foi mantendo quem rendia o que ele esperava na Seleção. Era para fazer outra coisa?

    E Robinho é um desses.

    Com Nilmar no banco, eu não me preocupo. Durante a Copa, Seleções mudam. Robinho, no mínimo, garante esse feijão-com-arroz do ataque brasileiro que teve em 2009.

    Se bem que… por falar em Nilmar, de quem sou fã declarado, vi um jogo dele no fim de semana e nada. “Os Saulos” (à partir de agora chamarei assim os críticos que clamam por nomes do tal futebol-arte que só acontece na cabeça deles e não embasam seus argumentos) enchem a paciência dizendo que Robinho está mal na Europa, que Julio Baptista é reserva e que Gilberto Silva é de um time obscuro, mas sonham com Nilmar de titular na Seleção. Vai entender.

    Já repararam como Os Saulos tem a capacidade impressionante de acompanhar futebol. Em via de regra, Os Saulo veem todos os jogos de todos os campeonatos do Mundo. Todos.

    ****
    Com Fred corre-se o risco muito grande de ficar bichado durante a Copa.
    Com Adriano, leva quem cuida dele no Flamengo para lá e tá bom. Ele vai sair e fazer noitada, mas vai voltar para jogar.
    Mete alguém da comissão técnica do lado dele na noitada para não ter excesso.

    Responda a este comentário

    Paulo Pimentel

    Concordância total, mas se alguém se machucar LEVA O NEYMAR…

    Responda a este comentário

    Victor

    Sempre cabe levar alguém que não vai jogar.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Ronaldo em 94, Kaká em 2002.

    Além de tudo, levar alguém novo e que não vai jogar é prenúncio de título.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    O problema do Ronaldinho, do Adriano e do Robinho continua sendo absolutamente o mesmo de 2006. Não os levaria.

    Nenhum deles é horroroso, e nenhum deles é necessário na seleção, segundo o que eles demonstraram atuando por ela nos últimos 4 anos.

    Os melhores momentos da seleção se devem principalmente a sua zaga, Júlio César, Kaká, Luís Fabiano e Nilmar. O resto é o resto.

    Responda a este comentário

    saulo

    No lugar do Robinho, levaria o Kléber Gladiador. Se trata de um jogador decisivo.

    Responda a este comentário

    saulo

    Ronaldinho Gaúcho voltou a jogar bem. Apenas acho que seria uma boa opção para jogar no ataque ou na ligação do meio campo. O Kaká tem problema crônico de pubalgia e não dá para contar com Júlio Baptista em caso de emergência. Que deprimente um meio campo: Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Júlio Baptista.

    Responda a este comentário

  3. João Deiró
    9/02/10 - 17:39

    Meus comentários…

    Goleiros
    Julio César (Internazionale) – Incontestável
    Doni (Roma) – Seria reserva em 80% dos times do Brasil

    Laterais
    Maicon (Internazionale) – Incontestável
    Daniel Alves (Barcelona) – Incontestável
    Gilberto (Cruzeiro) – Não é mais lateral, chamaria o MARCELO (R MADRID)
    Michel Bastos (Lyon) – Parece que jogou bem quando foi chamado, mas chamaria o Fábio Aurélio

    Zagueiros
    Juan (Roma) – Incontestável
    Lúcio (Internazionale) – Incontestável, por mais que não goste
    Luisão (Benfica) – Chamaria o Miranda (SPFC) ou um garoto
    Thiago Silva (Milan) – Futuro titular

    Meio-campistas
    Gilberto Silva (Panathinaikos) – Sou mais o Willians (Flamengo)
    Josué (Wolfsburg) – Bleh, mas é capitão do time e sempre joga, pq não?
    Felipe Melo (Juventus) – Sou mais o Willians e até o Pierre.
    Kaká (Real Madrid) – Incontestável
    Ramires (Benfica) – Incontestável
    Elano (Galatasaray) – Bom reserva
    Julio Baptista (Roma) – Preferiria um meia de origem, quem sabe até o Diego Souza
    Kleberson (Flamengo) – Sou mais o Ibson

    Atacantes
    Luis Fabiano (Sevilla) – Incontestável
    Robinho (Santos) – Pelo caráter, preferiria o Pato ou o Fred
    Adriano (Flamengo) – Incontestável
    Nilmar (Villarreal) – Não vejo outro atacante rápido como ele

    Responda a este comentário

    Matheus

    Não sei pra você, Deiró. Mas pra mim o capitão e titular absoluto é o Gilberto Silva. Josué é reserva.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Sorry, capitão do Wolfsburg, que fique claro…

    Pra mim, o capitão tem que ser o Lúcio mesmo…

    Responda a este comentário

  4. Victor
    9/02/10 - 18:00

    2010 (estimado) x 2002

    Julio Cesar > Marcos
    Maicon > Cafú
    Lúcio e Juan > Lúcio e Roque Junior
    Marcelo < << Roberto Carlos Gilberto Silva > Edmilson
    Felipe Melo > Gilberto Silva
    Ramires < Kleberson Kaká >> Ronaldinho Gaúcho
    Robinho <<<< Rivaldo Luis Fabiano <<< Ronaldo

    Responda a este comentário

    Matheus

    Não levei em consideração o quanto um é melhor que outro. Mas o fato de Roberto Carlos, Ronaldo e Rivaldo não possuirem rivais na seleção atual, quer dizer que eles são bem melhores que o resto.

    Mas acho que Edmílson naquela seleção era zagueiro. No máximo, um líbero. E que quem melhor jogou com Gilberto Silva foi Kléberson.

    E ainda acho Ramires melhor.

    Responda a este comentário

  5. Bender
    9/02/10 - 18:32

    Cada vez mais gosto do trabalho do Dunga. Ele me provou que não sou maluco quando penso que técnico muito ajuda quando não atrapalha. Faz um trabalho sério e sem fanfarronice. Foi montando a seleção durante os 4 anos que teve e não deve mudar agora (pelo menos espero isso).
    Não sou ranzinza e torceria pro Brasil na Copa mesmo se ele ficasse maluco e convocasse os Ronaldos (chance zero). Mas mantendo o trabalho, torço mais ainda.

    ****

    Brasil 2002 é melhor que Brasil 2010.

    Responda a este comentário

  6. Serginho Valente
    9/02/10 - 18:39

    2010 (estimado) x 2002

    Julio Cesar = Marcos (Marcos em 2002 era um monstro, tão bom quanto o Júlio agora)

    Maicon < Cafú (Nem fudendo o Maicon é melhor que o Cafú) Lúcio e Juan > Lúcio e Roque Junior

    Marcelo < Roberto Carlos Gilberto Silva < Edmilson (Devem ter esquecido a bola que o Edmilson jogava) Felipe Melo < Gilberto Silva (Acho quase impossível o Felipe Melo jogar o que Gilberto jogou naquela Copa, mas um = não seria um absurdo) Ramires = Kleberson Kaká > Ronaldinho Gaúcho

    Só o ataque já coloca o time de 2002 muito superior ao de agora.

    Robinho < Rivaldo Luis Fabiano < Ronaldo

    Responda a este comentário

    Bender

    ufa… QUASE que eu concordo integralmente com um comentário seu.
    Julio Cesar > Marcos
    São Marcos pegou muito em 2002, mas não era tão unanimidade como o goleiro da Inter é hoje.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Toda unanimidade é burra.

    Responda a este comentário

    Bender

    O ser humano é perfectível. Seremos mais humanos se formos unânimes naquilo que valha a pena. A melhor forma de vencer a unanimidade burra é participar da unanimidade inteligente.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Se participássemos de uma unanimidade inteligente, a torcida do Flamengo não existiria.

    Responda a este comentário

    Bender

    nem outras

    01

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Bonita sua foto no comentário.

    Responda a este comentário

  7. Paulo Pimentel
    9/02/10 - 18:43

    Quem gosta do Gerson canhotinha?
    Ficou hoje igual a um zémané na tv chamando o Dunga de péssimo jogador e técnico e pedindo o Dentuço.
    Tá ficando gagá Canhotinha?
    Dunga ganhou tudo, vai chamar todo o grupo vencedor q o acompnhou desde sempre e tem o direito de convocar quem quiser.
    A única ressalva que eu faria é chamar o Neymar com qualquer contusão que por acaso venha a acontecer. O Dentuço teve toda chance do mundo na Olimpíada e desperdiçou, deixa o garoto ir pra ganhar experiência.

    Responda a este comentário

    Bender

    Hahaha… o Canhota é engraçadão!

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Muito melhor apostar no Neymar que no Robinho.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Muito melhor apostar no Neymar que no Robinho. [2]

    Responda a este comentário

  8. Lincoln
    10/02/10 - 3:25

    preciso comprar minha tv digital portatil pra ver a copa!

    Responda a este comentário

Deixe seu comentário