Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Cumpra-se

August 5th, 2010 por | Categorias: Futebol.

Uruguai, definitivamente melhor do mundo.

O Mundial Interclubes pode contar com um time que não seja campeão do torneio que dá acesso a ele…E daí?

Um Campeonato Mundial pressupõe equipes de todas as partes do mundo, mas não necessariamente que sejam todas campeãs de alguma coisa. Não é a reunião dos melhores times do planeta, e sim a reunião dos melhores times de cada continente dele.

Ora, se fosse diferente, uma disputa entre os melhores times do mundo, seria mais justo nomear a  Champions League como Campeonato Mundial, assim como a NBA faz, ou não? A Copa do Mundo seria um torneio intercontinental entre América do Sul e Europa, com umas 10 seleções no máximo?

Cabe a cada confederação indicar seu representante. A CONMEBOL dá sua vaga a um sul-americano, evidentemente. E, hoje, o faz indicando o melhor colocado, entre os seus afiliados,  na Libertadores. Ponto. Isto é estabelecido antes do campeonato começar, e aceito por todos os seus participantes.

Logo, não há nenhum absurdo que qualquer time de outro continente participe do torneio, e muito menos que o vencedor deste não represente a América do Sul.  Absurdo seria que se desse, agora, a vaga para o time mexicano, caso ele seja campeão, rasgando o regulamento previamente acertado.

Por fim, não acho que isso esvazie nada, não tira pressão nenhuma da final da Libertadores, que por si só é um objeto de desejo de todos os clubes, que é um sonho de conquista de qualquer torcedor, independente da vaga no Mundial.

E acho que os times mexicanos aumentam o nível técnico da competição, tornando-a ainda mais atraente. Não vejo motivo nenhum para que se modifique nada.

Inscreva seu e-mail e confirme pelo link eviado para receber novos artigos do Blá blá Gol.

93 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

93 Comentários para “Cumpra-se”

  1. Yuri
    5/08/10 - 17:18

    Concordo. Mundial pressupõe-se todas as partes do mundo. A Intercontinental não é Mundial, mas é um torneio de valor igual, tipo Sulamiranda e Conmebol, vale a mesma coisa, mas NÃO É (foi) a mesma coisa.

    Responda a este comentário

  2. Bender
    5/08/10 - 18:03

    Ninguém está propondo quebra de regulamengo, descumprimento das regras pré-estabelecidas, volta olímpica com Nau de papelão ou roubo de taça.

    Salta aos olhos esse regulamento escroto da Conmebol. Seria interessante é que esse seja revisto. Como vc mesmo pensava ano passado. Não sei se mudou de opinião.

    O vôlei alterou sua forma de disputa (acabou com a “vantagem” e qualquer bola vale o ponto) por interesses comerciais. À princípio não tinha gostado. Hoje, acho show de bola.

    Conmebol e Concacaf deveriam estudar a possibilidade de conciliar seus interesses. Ter os times mexicanos jogando aqui ou os sulamericanos jogando lá de uma forma que não comprometa a competição. Ter algum critério válido. Esse aí do campeão não se classificar é escroto.

    ****

    A Fifa se equivocou em ajambrar um torneio de verão e insistir em chamá-lo de mundial em 2000. Consertou seu erro em 2005 fazendo nada mais que um inchaço do mundial que já existia (inchaço esse correto na minha concepção).

    Só acho estranho que alguns querem considerar torneio Rio-SP de 1960 como um título “nacional”, pois “o futebol só existia mesmo no Rio e em São Paulo“, e bradam que o Grêmio não é campeão mundial em 1983 porque não tinha time da Oceania.

    Responda a este comentário

    Yuri

    Valor igual. Rio-SP de 1950 valeu tanto quanto o título do Flamengo de 2009, assim como o Grêmio campeão de 1983 vale o mesmo que o Manchester de 2008. Mas assim como não é a mesma coisa Rio-SP e Brasileirão, não é a mesma coisa Intercontinental e Mundial.

    Aceita, Bender. Todas as pessoas com vasto conhecimento histórico (eu, RB, Sancho, Victor) pensam assim.

    Responda a este comentário

    Matheus

    INHÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ!!!

    Pergunte a qualquer colorado qual foi um dos melhores times da história do clube.

    Aposto que ele dirá que foi o da década de 40.

    Sendo assim, quem é quem pra falar se aquele futebol do Colorado não venceria o BANGU na disputa dum nacional?

    Neguinho não consegue acompanhar o futebol de todos os cantos do país HOJE, que tem até twitter, que dirá na década de 30.

    Responda a este comentário

    Yuri

    Mais ou menos, algumas evidências mostram a DISPARIDADE.

    Tem um texto do David Coimbra, que ele fala que a seleção gaúcha comemorava só de MARCAR UM GOL na seleção paulista. Se acabasse 7 a 1, era vitória.

    Quando os gaúchos perderam SÓ de 4 a 2, foi um marco histórico.

    Responda a este comentário

    Bender

    Valor igual. Rio-SP de 1950 valeu tanto quanto o título do Flamengo de 2009, assim como o Grêmio campeão de 1983 vale o mesmo que o Manchester de 2008. Mas assim como não é a mesma coisa Rio-SP e Brasileirão, não é a mesma coisa Intercontinental e Mundial.

    Aceito.
    Não vi muitos problemas nesse seu parágrafo.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Evidentemente mudei quanto a participação dos mexicanos, está escrito no texto.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    O engraçado é que a FIFA errou ao fazer um Mundial com dois europeus (nem vou falar quais) e dois sulamericanos, além dos outros representantes, divindo-os em dois grupos em que cada equipe jogava com todas do seu grupo, e as duas melhores faziam a decisão. Mundial mais próximo de todos a uma Copa do Mundo.

    Mas acertou ao fazer um Mundial muito mais chinfrim, com times entrando em fases depois de outros, e com menos times fortes na competição.

    Mundial Interclubes 2000 >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Outros Mundias >>>>>>>>>>>>>> Intercontinentais >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Taça Toyota.

    Responda a este comentário

    Bender

    Eu também já tive boas ideias. Mas nunca foram colocadas no plano real.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Que pena.

    Responda a este comentário

    Bender

    Ajudando: uma boa ideia quando mal executada deixa de ser boa e é descartada.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Boas idéias podem ser caras e não serem economicamente viáveis em algumas circunstâncias.

    O Mundial de 2000 foi extremamente bem executado e não foi repetido apenas por ser muito caro e de difícil logística.

    Entre outras coisas, uma Copa do Mundo só é possível, porque definem-se seus participantes um ano antes. Tem todo um processo logístico e financeiro em volta disso tudo.

    Ninguém compra ou vende nada sem saber quem vai. É simples.

    Responda a este comentário

    Bender

    O mundial reconhecido pela Fifa 2 – a missão, ia ser na Espanha né… puxa vida…

    Responda a este comentário

    Victor

    O Mundial de 2000 foi extremamente bem executado

    Ô… se foi…
    pergunta para um palmeirense…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Nunca foi cogitado que o campeão da Libertadores de 1999 disputasse o Mundial.

    Desde o início do projeto, a vaga seria do Campeão da Libertadores de 1998 e do representante da casa, a ser decidido pela CBF, que optou que este fosse o Campeão Brasileiro.

    Evidentemente, que a escolha do Brasil para sediar o torneio, passou pela viabilidade econômica, por haver dois times do país na competição.

    Não teria porque ceder a vaga do representante brasileiro ao campeão da Libertadores de 1999 porque ele, casualmente, foi um time brasileiro.

    Seria mudar uma regra já estabelecida, uma injustiça com o campeão brasileiro, ou com o campeão de 98, que já tinham seus direitos adquiridos. Apenas por casuísmo.

    Do mesmo jeito que nunca foi cogitado que um time mexicano assumisse a vaga da Conmebol caso fosse campeão da Libertadores, se isso ocorresse agora, seria uma injustiça com São Paulo ou Inter, por exemplo.

    Agora, mesmo sem entrar no mérito “esportivo”, ou de justiça, ou qualquer outra coisa, o Mundial de 2000 foi sim, extremamente bem executado, com estádios cheios, seguros e organização impecável.

    O único senão, foi a dificuldade para comprar ingresso para a final.

    Responda a este comentário

    Bender

    O Maravilhoso mundo serginiano.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Bom, depois falam mal das “desculpas” que os tricolores “usam” pra “justificar” o não rebaixamento em 1996.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não é desculpa, é a história. Neguinho acha que a FIFA e a CBF foram tomar um café resolveram e sacanear o Palmeiras…esquecem, aí sim convenientemente, que quem quer que fosse o campeão de 99, ele não disputaria o mundial.

    O torneio precisava ser vendido, para isso tinha que ser planejado. O grau de dificuldade de organização de um evento desses ficou completamente evidenciado na inviabilidade econômica da manutenção daquele formato, que era muito mais foda que o atual.

    Mas claro, meu time não jogou, não serve, meu time não ganhou, não existe. O rival do meu time jogou preciso arrumar uma desculpa pra menosprezar, mesmo que ela não tenha sentido nenhum.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Olha só, esse seu argumento de “meu time não jogou não vale” pelo menos pra mim não cola. O que fica difícil de concordar é ver um “embrião de torneio” mal planejado (coisa que você mesmo expôe num comentário anterior a este) ser tão reverenciado assim.

    Portanto, acho que este torneio deveria ter tanto peso quanto um “Teresa Herrera” da vida.

    Responda a este comentário

    Bender

    Torneio de Verão da Fifa = Teresa Herrera

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Pra você a Copa do Mundo de 1930 deveria ter o peso de um Ramon de Carranza da vida, então?

    “Embrião de Torneio” é o próprio planejamento dele. O Torneio de fato aconteceu, logo não foi apenas um embrião, e foi muito longe de ser mal planejado, muito mesmo.

    O que fica difícil de concordar é ver uma porrada de gente reverenciar um amistoso de uma fábrica de carros e menosprezar um puta torneio como aquele.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    O que a fábrica de automóveis tem a ver com toda esta história? Se não em falha a memória ela TAMBÉM patrocina o atual torneio.

    Quanto a Copa do Mundo de 1930, sim eu acho que não tem o mesmo peso que a Copa de 1934, já que não houveram as eliminatórias. A sensação que fica é que faltou o merecimento para estar lá.

    E certo como dois e dois são vinte e dois, você não vai concordar mesmo com isso que eu acabei de falar… hehehehe

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Patrocinar é totalmente diferente de organizar. Eu não reconheço na Toyota autoridade nenhuma para declarar qualquer time campeão de qualquer merda.

    Copa do Mundo de 1930, sim eu acho que não tem o mesmo peso que a Copa de 1934…sem mais. Não tenho mais o que discutir aqui.

    Responda a este comentário

    Bender

    Deixa de se fazer de burro! Toyota patrocinou. Quem organizava eram as federações.

    Foda é que o cara sabe muito bem disso mas fica inventando uma porrada de desculpa e historinhas.

    Responda a este comentário

    Victor

    Para Serginho, a CBF é bi-campeã do Mundo.
    CBD tri.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não, para Serginho, e para FIFA, o Brasil é 5 vezes campeão do mundo.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Quem organizava, fazia o regulamento, dava passagem, indicava o árbitro, o melhor em campo, pagava os times, e todo o resto era a Toyota.

    Mas para você isso faz diferença? Ou o que faz diferença é o Flamengo ter ganho ou disputado alguma coisa?

    Já que no Mundial de 2000 quem organizou de fato foi a FIFA e quem indicou seus representantes foram as federações.

    Responda a este comentário

    Bender

    O único que falou de Flamengo aqui foi vc. Aliás, vc só pensa em Flamengo.

    ****

    E vc só fala merda. Nem se dá ao trabalho de pesquisar.

    01

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Parabéns! Descobriu que o Grêmio ganhou a Toyota Cup em 83! Bela pesquisa.

    Responda a este comentário

    Bender

    HUAhuahuHAUhUHAuhUAHuhAU…
    É (quase) inacreditável!!!

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Sim senhor, senhor!

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Sim, um torneio onde foram convidados para participar grandes potências do futebol da época, como Bélgica, Bolívia, Romênia e Estados Unidos deve ter o mesmo peso que um torneio com eliminatórias que definiram quem merecia ter participado deve ter o mesmo peso de um torneio disputado por Alemanha, Itália e Hungria.

    De acordo com a sua opinião, tenho que ser obrigado a concordar com isso. É justo.

    Responda a este comentário

    Bender

    Os torneios Ramon de Caranza, Copa dos Campeões… precisam ser vendidos. Foram planejados.

    Responda a este comentário

    Victor

    Copa União 87

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    A diferença é a participação do Mengão. Aliás, se o Chivas for campeão da Libertadores este ano, o Mundial vira Torneio de Verão, claro.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Não, não vira. Por que o problema agora não é da Fifa e sim da organização da Conmebol/Concacaf. Soluciona-se de forma simples: Cria-se uma Confederação única para TODA a América ou então, excluem-se a participação de clubes mexicanos da Libertadores.

    Responda a este comentário

    Yuri

    Lá vem Brasil x Ilhas Cayman outra vez…

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Ou então, o modo mais fácil: Deixar a Libertadores da forma que era até o fim dos anos 90. Com participação de somente clubes sulamericanos.

    Acabaria com a confusão, concorda?

    Responda a este comentário

    Yuri

    Acabaria com a confusão, mas NUNCA devemos esquecer que o ÚNICO foco desses filhosdauta que comandam o futebol é o DINHEIRO SEMPRE.

    Em suma: isso não ocorrerá. Se quando a CONMEBA teve ma oportunidade de OURO de mandar os mexicanos tomarem tequila na boca do CAPETA, eles bajularam-os mais ainda (dando vagas diretas nas oitavas), não sei oq eu deveria acontecer para EXPULSAR os primos de GODINEZ da Liberta. Talvez só uma GUERRA.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Levando em consideração o fator dinheiro, ao qual você se referiu, então seria muito mais lucrativo uma condição de confederação única. Afinal de contas, além dos mexicanos, incluiriam-se os clubes estadunidenses, canadenses, etc.

    Sim, ia desvirtuar todo o torneio, sem falar na desvirtuação da homenagem inerente ao nome do torneio. Mas por que deveríamos ficar preocupados com isso? Afinal de contas, o importante mesmo é o lucro que isso vai gerar.

    Esse é um problema que ainda vai dar muito pano pra manga.

    Responda a este comentário

    Yuri

    E a logística?? Se a CBF acaba de adiar um jogo do Inter por eles terem de jogar contra o Chivas na quarta, como ia ficar com toda quarta-feira algum clube brasileiro indo à Chicago, NY, Los Angeles… TORONTO?? É quase impraticável.

    Responda a este comentário

    Yuri

    Imagina:

    domingo: MARACA
    quarta: Nova York
    domingo: Porto Alegre
    quarta: Nova York
    domingo: …

    Isso seria frequente. A CBF adiou o jogo do Inter, pois não é todo dia que um brasileiro vai jogar tão longe. Mas com vários estadunidenses, mechicanos e canadenses, não daria para adiar sempre… alguém ia ter que fazer (?) um trajeto como esse… isso que eu não tô considerando Quinta (NY) > Domingo (RS).

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Yuri, aquele meu último comentário foi todo baseado em pura ironia. Não tem condições daquilo funcionar.

    Pra mim, a melhor maneira seria “separar” as confederações e deixar tudo como funcionava antigamente.

    P.S.: A propósito, é você mesmo, ou estou falando com outro Yuri? Afinal de contas, o Yuri que nós conhecemos nunca iria escrever um “meCHicanos“… hehehehehe

    Responda a este comentário

    Yuri

    vou explicar o MECHICANOS, sem brincadeira.

    eu ia escrever estadunidenses, chicanos e canadenses… mas aí eu lembrei que CHICANO não é mexicano do México, mas sim mexicano que vive nos EUA (além de ser meio ofensivo) então taquei um ME na frente, só isso.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Anh tá. Entendi.

    É que como eu não costumo ver você errar dessa maneira, acabei ficando com uma grande dúvida. Se estava falando com você ou outro Yuri.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Não pode haver dois terroristas desse porte!

    Responda a este comentário

    Matheus

    Alaska Red Sox x Cruzeiro?

    Não dá pra imaginar.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Eu gosto da participação mexicana na Libertadores.

    E mais, como são dois mexicanos, podemos ter uma final mexicana e o terceiro colocado disputar o Mundial.

    Lembrando que o Uruguai foi pra Copa pela repescagem e fez o melhor papel entre os sulamericanos.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Quem disse que o “problema” não é da FIFA? Quem disse que em 2000 o “problema” não era da Conmebol?

    Essa que é merda, usar critérios totalmente diferentes, para situações absolutamente idênticas.

    Já encerrei mesmo, já falei tudo que tinha pra falar, várias vezes sobre o assunto, agora é ctrl+c e ctrl+v.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Então por que raios você respondeu? rs…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Rs…nesta você tá certo.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Bom, vou jogar limpo. Só insisti repondendo ao seu “mundial virar Torneio de Verão devido ao título do Chivas” só pra ver se você ia dar alguma resposta irritada… hehehehehehe

    Responda a este comentário

    Bender

    mundial virar Torneio de Verão devido ao título do Chivas” – uma das afirmações mais ridículas daqui.

    Serginho joga no lixo toda a história por causa de uma linhazinha. Cada um na sua.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Interessante seu link, o Torneio de Verão é considerado um Mundial.

    EU não acho que o Mundial vai virar Torneio de Verão por isso. Mas você deveria achar.

    Responda a este comentário

    Bender

    Percebeu a diferença?
    Mas o link não é meu. É do site Bola na Área.

    Responda a este comentário

    Bender

    “vira”

    Eu sei quem é o único aqui que tem que “retirar os parabéns”.

    Responda a este comentário

    Bender

    está nas reticências (…)
    junto com Copa do Mundo, Liga dos Campeões, Copa do Brasil…

    Responda a este comentário

    Victor

    Mundial de 2000 é que nem post no BBG sobre início da temporada da NFL.

    Responda a este comentário

    Victor

    Responda a este comentário

    Yuri

    WHAT THE FUCK IS THIS SHIT??????

    Responda a este comentário

    Bender

    HUAHuHAuhUAhuHAuhUahuHA… bons tempos…

    Responda a este comentário

    Matheus

    Putz, cês gostam de Bavaria, hein?

    Zorro ou Dracula?

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Diabo de Macumba…ou o Batman…mas era para ser o Zorro.

    Não gostamos não, mas era o que tinha na festa…

    Responda a este comentário

    Bender

    HUAhuHUAHUAhuAhhaUhaU… diabo de loja de macumba foi o show!

    Outro grande momento foi o flanelinha:
    – Vcs estão indo na festa a fantasia?
    – Não. Nós somos os super-amigos mesmo!

    Responda a este comentário

  3. rafael botafoguense
    5/08/10 - 18:06

    panathinaikos-71, juventus-73, atlético de madrid-74 (foi campeão), borussia monchengladbach-78, malmö-79, milan-93*.

    todos vice campeões europeus que jogaram o mundial. como somente um foi campeão isso passa meio desapercebido.

    não há inferioridade nenhuma desses mundiais para os demais!
    os times campeões não são menos campeões do mundo pq ganharam do vice.

    a única novidade nisso tudo é a possibilidade de um sulamericano vice jogar o mundial,de resto é tiração de torcedor,dizer que tem cruzar a américa e blablagol.

    * sempre rio disso,os são paulinos tiram os corinthianos dizendo que não foram campeões do continente no ano do mundial. sendo que o spfc foi campeão em cima de um não-campeão continental naquele ano.

    Responda a este comentário

    Yuri

    RB, desde quando são-paulino sabe o que é história do futebol? Nem eles têm. Modinha é modinha, eles nem sabem do que falam… merecem todas as tirações.

    Responda a este comentário

    Bender

    Hehehe…
    Nesse carnaval estava conversando com um casal são-paulino. Ainda no clima do título brasileiro de 2009 mandei no meio do papo algo como “Flamengo ganhou o hexa e tal”. O cara olhou torto e mandou: “não é hexa não! Não é reconhecido!”. Perguntei pra ele: “vc não é TRI Mundial?” [Pausa]
    Acho que ele não entendeu…

    Responda a este comentário

    Bender

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Liga_dos_Campe%C3%B5es_da_UEFA_de_1993-94

    Responda a este comentário

    rafael botafoguense

    aiaiai tinha que ser…

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Final_da_Liga_dos_Campe%C3%B5es_da_UEFA_de_1992-93

    Responda a este comentário

    Bender

    HAhahaha… são-paulino é foda… sempre maculando

    título europeu conquistado pelo clube francês, que, após um escândalo no futebol francês, foi impedido de disputar a Copa Européia/Sul-Americana de 1993, dando lugar ao vicecampeão, Milan.

    xará 1×0

    Responda a este comentário

  4. Matheus
    5/08/10 - 18:14

    A única desvantagem que acho é que é muito pior pro time que perde a Libertadores. Só isso.

    Tiro muito mais onda por vencer a Libertadores do que o Mundial. Inclusive, se fosse pra escolher, preferia a primeira. Mundial é plus. E se não ganhar a Libertadores, e ainda for pro Mundial, vale como consolo.

    Libertadores >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Mundial.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Eu acho Libertadores < Mundial, mas nem por isso acho a Libertadores pouco foda, claro. Foi disparada minha maior alegria como vascaíno.

    Responda a este comentário

    Bender

    Mundial > Libertadores. Por definição.

    Responda a este comentário

    Victor

    Engana-se.
    Por definição, Mundial ≠ Libertadores.

    Responda a este comentário

    Bender

    É verdade. Esqueci que essa definição passa pelas peripécias conmebolísticas.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Se fosse = uma não era > ou < que a outra.

    Responda a este comentário

    Victor

    Por definição, são ≠’s, mas não “>” ou “< " especificamente. "<" ou ">” é subjetivo, uma vez que não há a necessidade de se vencer uma para vencer a outra.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Ok, mesmo assim, se fosse = uma não era > ou < que a outra, mesmo que subjetivamente, elas só podem ser < ou >, porque são ≠.

    Responda a este comentário

    Victor

    O que digo é que minha consideração ao erro de Bender não é meramente o óbvio.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Eu estava brincando porque achei que tivesse entendido. Mas agora acho que não entendi mesmo.

    Responda a este comentário

    Bender

    Ou sim!!!!!!!!!!!!!!!

    Responda a este comentário

    Matheus

    Desisti na primeira que ele mandou.

    Responda a este comentário

    Victor

    Cariocão de 1995 > qualquer-torneio-outrora-diputado-e-que-ainda-venha-a-ser-disputado-em-qualquer-época-em-qualquer-lugar-por-quaisquer-clubes

    Responda a este comentário

    Matheus

    Bairrismo + Provincianismo + Subjetivismo!

    Responda a este comentário

    Victor

    E não seria essa a mola propulsora do Ludopédio?
    A ciência de vocês não chegou a uma resposta. Meu subjetivismo sim. Tenha fé homem, tenha fé.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Concordo em gênero, número, grau e barriga! hehehehehe…

    Responda a este comentário

    Bender

    HAhahahaha… porra… confesso. Aquela foi uma das piores derrotas. Acho que saí do Maraca pior do que contra o Santo André.

    Responda a este comentário

  5. Alexandre N.
    6/08/10 - 9:19

    Na minha opinião, concordo com o Matheus. Comparando as fórmulas de disputa, o que vale mesmo é a Libertadores. Da mesma forma, os próprios europeus não dão tanta bola assim pro Mundial. O que vale mesmo pra eles é a Champions League. O Mundial é só um plus.

    A sensação que eu tenho é que só quem liga pra Mundial são os brasileiros…

    Responda a este comentário

Deixe seu comentário