Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Posts Tagged ‘Briatore’

Dia Mundial Sem Carro

September 22nd, 2009 | 4 Comments | Filed in Fórmula-1
Nós apoiamos

Nós apoiamos

****

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.

Como comentar isso?

September 10th, 2009 | 27 Comments | Filed in Fórmula-1
Alguém se habilita a fazer a leitura labial?

Alguém se habilita a fazer a leitura labial?

Agora, o que era especulação se tornou fato. Nelsinho Piquet, para a decepção de cada um de seus torcedores – em especial aqueles que transferiram para ele a simpatia e admiração que têm pelo seu pai – prestou depoimento à FIA confirmando uma das histórias mais cabeludas que já se ouviu em quase 60 anos de Fórmula 1. O piloto brasileiro realmente indignou o esporte e chocou inclusive seus companheiros de profissão ao confessar que deliberadamente jogou seu carro contra o muro no GP de Cingapura no ano passado, provocando a entrada do safety-car. A manobra teria sido arquitetada pelos cabeças da equipe, Flavio Briatore e Pat Symonds, de forma que Fernando Alonso obtivesse vantagem por ter acabado de fazer seu reabastecimento.

Nelsinho não poupou detalhes, mas só jogou isso tudo no ventilador por ter sido demitido. Falou das pressões que sofria da parte de Briatore, seu “manager-da-onça”. Relatou toda a cronologia da armação, livrando seus engenheiros e mecânicos e sem citar o companheiro de equipe. Para não levantar suspeitas, Briatore ainda fez a canastrice-mor de ficar gritando F$U%C&K!!!!!! na frente das câmeras.

Algumas conclusões que podemos chegar:

1) Devia mesmo estar um inferno aquele box da Renault. Sendo assim, era muito melhor que ele tivesse ido embora ao fim de 2008 e mesmo que ficasse sem vaga para este ano, que procurasse outro lugar melhor para correr.

2) Alonso poderia não saber de nada? Sim. Para algo assim dar certo (e até essa semana tinha dado) o ideal é que o mínimo de pessoas estivessem inteiradas. Mas é óbvio que se ele soube e ninguém souber que ele sabia, o espanhol vai ficar quietinho.

3) Querendo ou não, ao tentar se vingar de seu ex-patrão, o Nelsinhogate respinga na imagem de uma das marcas mais fortes da indústria automobilística mundial. É bom que ele esteja muito bem embasado em seus argumentos, porque o francobrasileiro Carlos Ghosn, CEO da empresa francesa, não vai deixar barato em hipótese alguma. Mas se tudo for comprovado, será certamente bandeira preta para a equipe gaulesa.

Didi, Dedé, Mussum e Zacharias

Didi, Dedé, Mussum e Zacharias

4) Já andam ventilando por aí que “o Nelsinho tirou o título do Massa”, pois foi exatamente em Cingapura e precisamente durante o safety-car que ele viveu o episódio do pirulito eletrônico. Com também culparam o Glock por ter sofrido a ultrapassagem de Hamilton na última volta do GP do Brasil. Raciocínio infantil. O problema poderia ter acontecido em QUALQUER pitstop. O Felipe acabou com suas chances de título quando ficou nas primeiras curvas das duas primeiras corridas do campeonato. E passa a régua.

5) Essa foi uma das (poucas) sujeiras que vieram à tona. Imagine só as coisas que permanecem – e permanecerão – ocultas? Certo estava o Victor. Não quero nem saber do que acontece na cozinha.

Como ele ainda não se pronunciou publicamente, eu espero que ele explique quais foram as razões dele ter revelado isso tudo. Porque se ele queria que ficássemos com peninha dele com o argumento de estar “mental e emocionalmente fragilizado”, ele não convenceu ninguém. Quem está fragilizado não entra em um carro de F1 para acertar o muro de propósito. E se alguém tivesse se ferido, ou morrido? Ele estaria disposto a arcar com as consequências de seu ato ou ficaria de bico fechado? E se ele mesmo tivesse perdido o controle do seu stunt e tivesse ferido a si próprio? Nem que o futuro dele dependesse daquilo – e obviamente pensar assim se revelou um equívoco – ele poderia cogitar compactuar com isso, ainda mais com o pescoço dele na reta. Será que se acontecesse qualquer tragédia ele utilizaria da mesma forma esse “trunfo” para atingir seus algozes dentro do próprio time? Não apenas ele perdeu qualquer respeito que as pessoas tinham por ele como fez o favor de enterrar sua própria carreira. As declarações de Bernie Ecclestone não escondem seu desagrado em relação à postura do piloto brasileiro em mais esse escândalo. Aliás, eles estão ficando cada vez piores.

O que aconteceu é muito mais grave do que um caso de espionagem. Muito pior do que uma posição cedida na reta final. Infinitamente mais séria do que as “interpretações alternativas do regulamento”, do que as pequenas trapaças escondidas sob a carenagem ou mentiras de pernas curtas. Isso foi surreal demais, difícil de acreditar até para quem já está acostumado com a podridão que o paddock limpinho e recheado de beldades varre para debaixo do tapete.

Caso ele não arrume outro emprego, nem que seja na Stock Brasil, poderia tentar uma vaga de dublê em Hollywood. Lá as pessoas ganham bem para derrapar, bater, capotar, saltar sobre chamas, amarrar “voluntários” no parachoque…

Nelsinho, Briatore, Symonds… Francamente…

****

Você pode receber nossos artigos de graça pelo seu e-mail. Apenas inscreva-se pela caixa abaixo.