Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

Bolão BBG BR13: Rodada 10

July 29th, 2013 por | Categorias: Bolão, Campeonato Brasileiro 2013.

A regra de pontuação por jogo é simples, mesmo que você não entenda.

  • Cada resultado errado gera 0 pontos.
  • Cada acerto resultará no inverso da porcentagem de palpites neste item.

– Não erre o preenchimento do seu email. Ele quem vai definir quem você é do início ao fim.

– Palpites válidos até 1 minutos antes do 1º jogo da rodada.

– A apuração da pontuação não é automatizada. Um corno faz esse serviço. Não encham o saco se atrasar algumas rodadas.

– A pontuação pode ser acessada nesse link.

– Sejam civilizados e não palpitem com mais de um usuário. Parto do princípio da boa-fé dos participantes.

– Comentem a rodada nesse post.

Inscreva seu e-mail e confirme pelo link eviado para receber novos artigos do Blá blá Gol.

100 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

100 Comentários para “Bolão BBG BR13: Rodada 10”

  1. Victor
    31/07/13 - 18:16

    Parar de fazer o “como devem torcer os tricolores” deu azar. Vamo-que-vamo.
    Como devem torcer os tricolores na 10ª rodada:

    Botafogo x Vitória: Empate
    Fluminense x Cruzeiro: Cruzeiro
    Corinthians x Grêmio: Empate
    Bahia x Flamengo: Empate
    Internacional x Santos: Empate
    Goiás x Vasco: Empate
    Náutico x São Paulo: Empate
    Atlético-MG x Atlético-PR: Empate
    Coritiba x Ponte Preta: Empate
    Portuguesa x Criciúma: Empate

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Por que torcer pro Cruzeiro?

    Responda a este comentário

    Victor

    Pane mental. Torcer para o Cruzeiro somente os tricolores com dislexia do CTRL-C CTRL-V

    Fluminense x Cruzeiro: Cruzeiro Fluminense

    Responda a este comentário

    Andre

    Pane mental 2:

    Eu apostei nessa porra? acho que sim.

    Responda a este comentário

    Victor

    “Caos total para quem vai retirar ingresso. Muita gente não vai entrar até 19h30.” é o que conta a Tricoloriedade nos arredores.

    Vou aguardar as catracas que liberam a entrada com cartão de crédito serem instaladas para voltar a ir a jogos.

    Responda a este comentário

  2. O Estagiário
    31/07/13 - 18:45

    Botafogo x Vitória

    Responda a este comentário

  3. O Estagiário
    31/07/13 - 18:45

    Fluminense x Cruzeiro

    Responda a este comentário

    Victor

    1º tempo
    Fluminense está ao meu ver pior que nos jogos com Abel. Cruzeiro jogou mais no ataque e criou mais.
    A impressão que dava era que Luxemburgo colocou Sóbis e Fred jogando na mesma latitude ainda que Deco tivesse ordens de acionar o Sóbis. O contra-ataque era mais com esses três e o time não parecia lá muito preocupado em pressionar a saída de bola cruzeirense.
    Wagner parece também estar jogando bem mais na longitudinal que na transversal como com Abel.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Imagine que os jogadores do meio de campo estão posicionados como se fosse um losango. Então, temos Edinho no primeiro vértice, pouco a frente da linha de zaga; Diguinho e Wagner alinhados um pouco mais a frente; E Deco posicionado no último vértice, mais próximo ao ataque.

    Este mesmo esquema foi usado em 2011, onde o Deco também não rendeu muito bem. Deco rendeu bem quando foi posicionado no meio campo na mesma posição que Diguinho e Wagner estavam posicionados no primeiro tempo.

    Ao ser substituido, Luxerley pediu para que Felipe ficasse na posição do Wagner e que Wagner passasse para a posição do Deco.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Mas, se pudermos resumir tudo isto que eu disse, podemos ter esta leitura:

    Luxerley pode estar tentando queimar o Deco.

    Responda a este comentário

    Victor

    Pode jogar de goleiro. Quem joga pior que Felipe se queima sozinho.

    Responda a este comentário

    Victor

    Só que a melhor posição do Deco é ali no volância mesmo.

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Fica complicado comparar neste caso. Deco jogou em uma posição que não funciona bem. O Felipe foi escalado em uma posição que funciona bem, que é a mesma em que o Deco também funciona bem.

    Responda a este comentário

    Victor

    Achou que esse foi, olhando o jogo, aquele em que o Fluminense esteve mais vendido (ok, exceção feita a partida contra o Vasco pela expulsão) até aqui no campeonato?

    Responda a este comentário

    Alexandre N.

    Inicialmente, não entendi onde você quis chegar com o termo “vendido”.

    Mas, se analisarmos a situação do Deco taticamente no jogo de ontem, poderia até achar que o Luxerley quis fazer o seu teste com o Deco pedindo que o jogador executasse aquela função. O que acho estranho é que Felipão e Abel já deram a morta sobre o Deco: A de que o estilo de jogo dele não o permite desenvolver suas melhores características nesta função que o Luxerley o escalou (como último vértice de um losango, também conhecido como o enganche na Argentina).

    Resta saber qual vai ser a forma como o Luxerley vai agir quando Deco voltar de lesão. Se vai dar mais alguma chance ao Deco em uma posição mais confortável para o jogador, se vai manter o jogador nesta convicção ou se não vai mais dar chance alguma a ele.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    É uma bosta perder dois pênaltis num só.

    Responda a este comentário

    Victor

    Luxa não entende nada de Fluminense. Agora não pode colocar Diguinho para segurar 1×0.

    Responda a este comentário

    Victor

    “Aquelas coisas de Guerreiros, de AMOR DE DEUS que eles tão acostumados” hahahahahaha

    Responda a este comentário

    Matheus

    Fábio é gigante!

    Deus do Céu.

    Responda a este comentário

  4. O Estagiário
    31/07/13 - 18:46

    Corinthians x Grêmio

    Responda a este comentário

  5. O Estagiário
    31/07/13 - 18:47

    Bahia x Flamengo

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Lance como esse do Felipe faz parecer que o cara tá vendido.

    A atuação do goleiro do Criciúma contra o Vasco também foi esquisita de ruim.

    Responda a este comentário

    Victor

    Acho lindo quando esse escroto se fode ou fode o time dele.
    Dupla alegria quando se fode duas vezes. Tomar uma garfada e ficar de chororô já valeu ter visto o jogo.

    Arnaldo transtornado foi engraçadaço também.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    [2]

    Melhor ainda é eu terminar a noite no lucro.

    Ps: Será que o Luxemburgo ganha mais do que o Cristóvão?

    Responda a este comentário

    Andre

    Cara, outro dia tiveram a desfaçatez de bater na tecla, em lance parecido com esse do bahia, que o atacante nao participou da jogads… jornas defendem com unhas e dentes seus empregos… mas 3×0 de qq forma é vareio…

    Coritiba e bahia… sera que algum deles vem para o bi? Alias tem o cruzeiro tb… ate agora o certame é dos campeões uma vez…

    Se botafogo vencer hj entao…

    Responda a este comentário

    RB

    Botafogo, Cruzeiro e Bahia são bicampeões. Não se faça de bobo!

    Responda a este comentário

    Andre

    São campeões do brasileiro? Nao. São bi-campeoes nacionais. Até porque antes, o torneio era outro, era taça brasil.

    Como podem ser bi-campeões num ano em que o torneio nao existia?

    Veja: nao estou invalidando os bi-campeonatos nacionais, porque concordo com eles e eles foram assim considerados.

    Mas refiro-me ao formato chamado de campeonato brasileiro.

    Mas tudo bem, vc tem razão na sua colocação tb.

    O Coxa então tá buscando igualar essa galera aí…

    Responda a este comentário

    RB

    “São campeões do brasileiro?”

    Sim, foram reconhecidos como tal. Eram ‘apenas’ campeões nacionais antes de 2010.

    A questão do formato e da nomenclatura são totalmente descartáveis, o próprio Brasileiro pós-71 sempre foi uma zona nesses quesitos.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Sem dúvida. Se são para a CBF, é o que vale.

    Responda a este comentário

    Andre

    Sim, com certeza. Repetindo:

    Mas tudo bem, vc tem razão na sua colocação tb.

    O Coxa então tá buscando igualar essa galera aí…

    De qq forma, é disputa dos campeões lanternas… Essa é a essência…

    Responda a este comentário

    Matheus

    Nacionais somos hexa.

    Responda a este comentário

    Andre

    Isso Matheus, vai somando.

    Somos hexa tb. Mas ainda bem que em maioria do que a CBF chama de brasileiro e não o contrário.

    O Flu é penta.

    O Botafogo não muda na contagem…

    Responda a este comentário

    Bender

    Sei lá s está vendido. Sei é o que falo desde sua época de Corinthians, ele não é lá grandes coisas. Sempre rebateu essas bolas desse jeito escroto, faz muita cena em defesas forçando saltos extraordinários quando poderia fazer de forma mais simples. E também sai mal do gol.

    É muito triste para a flamengada ver o time do Bap em campo. É contrato com a Caixa, contrato fodão com Adidas, Peugeot, Tim, patrocinadores e parceiros… e só escuto que “não tem dinheiro”, “time dentro da realidade”, “gestão profissional”, e continuam pagando caro em merdões.

    E esses “erros” escrotos contra o time já colocam em dúvida a habilidade política dessa turma de profissas do Bap.

    Responda a este comentário

    Andre

    Pois é o que eu digo… essa historia de arrecadar mais só serve pra uma coisa: gastar mais, pagar mais aos caras, e a tv ter um produto melhor.

    ISSO NAO É BOM, NEM SEQUER NECESSÁRIO para um clube.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    É, você tem razão. Bom é receber menos, pagar menos e ser um produto ruim.

    Responda a este comentário

    Andre

    Cara, vc é doido.

    Ser produto bom é resultar num benefício para o seu vendedor, no caso, o próprio clube. E também para o consumidor.

    Hoje ele é um produto bom para quem consome (mais ou menos) e ruim para quem vende em primeira instancia, o clube.

    É o mesmo que vc trabalhe fodamenta num produto, desenvolva, esse produto seja FODA e vc nao consiga vender acima do seu custo de produção. De que adianta? O produto é excelente, mas não te ajuda em porra nenhuma.

    Dessa forma, você pode não precisar desenvolver um produto tão foda, mas que te dê margem.

    ser um produto ruim

    Pra quem?

    Responda a este comentário

    Andre

    Aliás, hoje, bom mesmo, ele só é para o intermediário. Para o cara do spread.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Evidentemente, é bom ganhar mais, pagar mais, e ser um produto melhor para a tv e seus anunciantes.

    Evidentemente, ninguém obriga os clubes a gastarem mais do que arrecadam.

    Evidentemente, não cabe a ninguém mais além dos próprios clubes, a tarefa de se organizarem para aproveitarem os recursos que entram de maneira efetiva, e não desperdiçarem como uns idiotas.

    Responda a este comentário

    Andre

    Parece simples e obvio assim. Mas nao é.

    O modelo atual é artificial. Assim para times aparecerem na tv, PRECISAM ter jogadores caros. Se nao tiver, nao há interesse. Sendo assim o modelo atual joga uns contra os outros e o endividamento irresponsavel torna-se obrigatorio. Se tiverem merdas em campo, nao aparecem… repare que amanha globo vai mostrar neymar…

    Ex:porque a unimed se relaciona daquela forma com o fluminense? Porque da forma tradicional, nao teria retorno… o mesmo serve pra tv.

    A qualidade esta tao somente na competitividade. Na ckmpetitividade, é indiferente que tenham grandes ou pequenas receitas. O que importa é que tenham condicoes parecidas.

    Responda a este comentário

    Andre

    A inflacao sas receitas nao contribui com o processo. Mas sim com a polarização.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    “para times aparecerem na tv, PRECISAM ter jogadores caros. Se nao tiver, nao há interesse.”

    Mentira. Aposto que este time do Flamengo é campeão de audiência, por exemplo. E mais, um time competitivo e com bons resultados atrairá audiência sem precisar, necessariamente, de jogadores caros.

    “o modelo atual joga uns contra os outros e o endividamento irresponsavel torna-se obrigatorio”

    Mentira deslavada. Não é interessante para tv, e muito menos para os clubes um “endividamento irresponsável”. Endividamento aliás, que acontece há muito tempo, mesmo sem uma cobertura decente da tv, e com receitas muito menores.

    “Se tiverem merdas em campo, nao aparecem”

    Cara, o Vasco montou diversos times medíocres desde que o Calçada saiu do clube, e NUNCA deixou de aparecer. Eu, por exemplo, nunca deixei de assinar o premiere, nem de acompanhar o time.

    “repare que amanha globo vai mostrar neymar…”

    Óbvio que vai. Maior ídolo do futebol brasileiro na atualidade. Por que não mostraria? E o que isso tem a ver com a má gestão de clubes?

    “porque a unimed se relaciona daquela forma com o fluminense?”

    Porque seu presidente é torcedor do Fluminense, que é um clube completamente falido (e faliu por conta própria), e era completamente desestruturado. Não teria como se relacionar de outra forma.

    “A qualidade esta tao somente na competitividade…O que importa é que tenham condicoes parecidas.”

    Teoria comunista de bosta. O que importa é clubes tenham cada vez mais receitas, possam contratar jogadores e montar estruturas cada vez melhores. Se um é mais competente em gerar receitas, em ser competitivo, o outro que corra atrás.

    O ideal seria que a Globo pudesse mostrar o Messi indo jogar no Santos. Mas o que você quer, é que o Santos seja igual ao Piracicaba do Norte, em nome da competitividade no futebol brasileiro.

    “A inflacao sas receitas nao contribui com o processo. Mas sim com a polarização.”

    Várias coisas contribuem para uma polarização, e não contribuem com o “processo”. O aumento de receitas, evidentemente, não tem nada a ver com isso.

    Responda a este comentário

    Andre

    Nenhuma teoria comunista.

    O futebol sempre foi maneiro, mesmo na decada de 80 e 90.

    Eu nao quero tirar o merito. Nao falei isso hora nenuuma. Nao sabe ler…

    Olhe a evolucao do endividamento dos clubes dos ultimos cem anos, e veja os ultimos 10.

    Os times do “calcada” ou de quem quer que seja, mostram como vc nao perdeu o interesse independente disso.

    Mas os times que vc se refere ainda eram mostrados, porque ate pouco temoo atras, a tv nao interferia tanto como faz hoje ao adicionar a negociacao individual.

    Daqui a pouco vc vai dizer que essa merda dessa frase aqui do boboca laifer representa a sua logica.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    “Olhe a evolucao do endividamento dos clubes dos ultimos cem anos, e veja os ultimos 10.”

    Cara, HOJE ainda é quase impossível saber quanto um clube deve, imagina como era há 20 anos? Impossível.

    De qualquer jeito, é muito evidente que SE este endividamento aumentou, não foi porque houve um aumento de receita.

    Lei do Passe, leis trabalhistas, leis fiscais, penhoras, e acima de tudo, incompetência gerencial são os responsáveis.

    Um incompetente (ou mal intencionado) gerenciando um clube que fatura 100 mil, gera um pequeno rombo. Um incompetente (ou mal intencionado) gerenciando um clube que fatura 100 milhões, gera um rombo exponencialmente maior.

    É só ver o caso dos dirigentes atuais do Flamengo, que não sabem demitir um contratado pelo clube. Renato Abreu vai processar o Flamengo pedindo R$7 milhões, e vai ganhar muito mais do que ganharia se o clube não tivesse sido tão idiota.

    “Mas os times que vc se refere ainda eram mostrados, porque ate pouco temoo atras, a tv nao interferia tanto como faz hoje ao adicionar a negociacao individual.”

    Algum time deixou de ser mostrado? Engraçado, nunca foi tão fácil assistir a qualquer time. Graças a Globo, hoje eu assisto a 100% dos jogos do meu time. E acho que 100% dos times da série A também tem 100% dos seus jogos transmitidos…

    E mais, não existe nenhum clube que tenha hoje menos exposição e renda com a televisão do que tinha antes.

    Ou seja, se hoje com a tv assim é ruim, se fosse como antes seria infinitamente pior. Clubes como o Botafogo e o Fluminense já seriam Américas e Bangus há muito tempo.

    Quanto aos jogos do Corinthians e do Flamengo, se eles passam mais ou menos, não me interessa nenhum pouco. O que me interessa é que eu assisto ao jogo que eu quiser.

    Responda a este comentário

    Andre

    Um incompetente (ou mal intencionado) gerenciando um clube que fatura 100 mil, gera um pequeno rombo. Um incompetente (ou mal intencionado) gerenciando um clube que fatura 100 milhões, gera um rombo exponencialmente maior.

    Ok. Era isso Serginho. Obrigado.

    Responda a este comentário

    Victor

    Isso me soa tão 2012. Tão distante.

    Sei lá, mas acho que vai segmentar bizarramente na cultura do “Curtir”. Todo mundo está focando nesse negócio de sócio-torcedor e tal.
    Ok, que a realidade atual e nos próximos anos ainda é da publicidade em massa na TV aberta, mas aos poucos creio que no futebol, ao menos, a tendência é migrar para o fechado. Cada um comprando o seu. Já tem gente experimentando.

    E aí não tem choro nem vela. O maior vai vender mais que o menor, e quem dirá que tem de ser igual como ainda ousamos falar em cota de TV.

    Hoje, 2013, Flamengo no Z4 já pode cobrar um valor de ingresso maior que o Botafogo no G1. É que acreditamos que essa não é a maior receita e pouco se chia, mas e se esse for o caminho inexorável?

    Responda a este comentário

    Andre

    Tudo bem Victor.

    Mas se é para olhar o futuro, olhemos para a Inglaterra? É válido flertar com os caras e o futebol mais rico?

    E como é lá? A divisao das receitas de tv é mais igualitaria. A copa da inglaterra é por sorteio, segundo vc mesmo postou um link dia desses… eu nem sonhava com isso.

    Agora temos a inglaterra berço do capitalismo tal qual conhecemos hj, plenamente democratica, rica e inventora do esporte, nao faz do jeito que fazemos. Alias, nos distanciamos do modelo dela.

    Ah, mas la poycosclubes ganham. Sim, mas nao é por fator externo e os americas de la sobrevivem dignamente.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Futebol inglês como referência? Só se for de lavagem de dinheiro.

    Responda a este comentário

    Andre

    Então me diga, Serginho, quando vc olha para o futuro, em que país você poderia mirar para pensar num modelo?

    Como vc mesmo falou mal intencionados

    Ou será que realmente todos os presidentes de futebol do Brasil são burros?

    Ou será que não é o modelo vigente que os leva? Eu não acho que todos esses caras aí, com algumas exceções gritantes, sejam realmente burros ou incompetentes não…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    “Então me diga, Serginho, quando vc olha para o futuro, em que país você poderia mirar para pensar num modelo?”

    EUA, sempre.

    “Ou será que realmente todos os presidentes de futebol do Brasil são burros?”

    Não. Existe todo tipo de presidente de futebol no Brasil. Até os competentes. No Vasco, só existem burros mal intencionados.

    “Ou será que não é o modelo vigente que os leva?”

    O que fode com clubes brasileiros, como disse acima, além da incompetência de boa parte dos seus dirigentes, são as leis trabalhistas, as leis tributárias e a Lei do Passe.

    Responda a este comentário

    Andre

    Eu nao acredito que a maioria, quase totalidade dos dirigentes sejam incapazes. Até porque a finalidade de um clube não é ser rentável.

    Sobre EUA, o que vc vê de semelhança entre o nosso modelo e o deles? Está caminhando em linha? Ou está se afastando?

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Se a finalidade for não ser rentável, então eles são muito capazes.

    Nenhuma semelhança com os EUA. Infelizmente.

    Responda a este comentário

    Andre

    Se a finalidade for não ser rentável, então eles são muito capazes.

    Claro que não é. Se fosse, tudo ao menos seria diferente. E aí faria sentido usar o mercado pra justificar as coisas. Mas não é.

    Na minha ótica, o clube HOJE possui o objetivo de obter êxito esportivo. Se ele arrecadar 100 milhoes e gastar os 100 milhoes COM O ESPORTE dentro do ano, pra mim, tá ok. Na estrutura atual.

    O que condeno é o endividamento irresponsável. Um clube não tem por finalidade ter lucro. Nunca teve. E nesse modelo, nunca vai ter. Inclusive ele tem benefícios por isso.

    E essa é minha crítica: se um clube não tem a finalidade de ganhar dinheiro, porque fatores do mercado são importantes? Porque “produto” e tudo mais? Tudo bem, valorizar a parada sim, claro. Mas a função principal é a prática do desporto.

    Se um clube arrecada 100 milha e gasta E0 no futebol e 20 em outros esportes, ótimo!

    É por isso que acho nada a ver esse discurso de modernidade ou de inflação das receitas, endividamento e do fato de que temos alguém sem finalidade lucrativa, cercado de empresas que POSSUEM finalidade lucrativa. Fácil demais isso. Só um vai pagar a conta. E é o clube.

    Duvido que interesse a algum dos envolvidos que os clubes virem empresas. Nao interessa. Aí fica no meio termo onde o clube é uma ponte para as partes envolvidas ganhar dinheiro. Aí a relação é promíscua.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    “Se ele arrecadar 100 milhoes e gastar os 100 milhoes COM O ESPORTE dentro do ano”

    Dentro da minha ótica, esse é o exemplo de um CLUBE rentável.

    André, repito, o endividamento de um clube não é culpa de quem coloca dinheiro nele, e sim de quem tira. Seus dirigentes e o governo, através das regulações desastrosas que fez nas últimas décadas.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    O caminho inexorável é um dia os outros clubes falarem o seguinte: queremos ganhar a mesma coisa da tv, ou então joguem sozinhos.

    Porém, que o time com mais torcedores sempre irá faturar mais também é um fato. Assim como também é, que esse time sempre terá que gastar mais.

    Outro fato, é que em nenhum outro país, existem tantos times com milhões de torcedores. E que isso equilibra mais a parada. Nunca teremos apenas dois candidatos ao título.

    “Flamengo no Z4 já pode cobrar um valor de ingresso maior que o Botafogo no G1.”

    Eu não sei o que se passa com a torcida do Botafogo. Eu acho que ela mesma acreditou que ela não existe. Porque isso não tem nenhum sentido. O Botafogo tem torcida para lotar qualquer estádio.

    Responda a este comentário

    Victor

    Tem para lotar. Não pagando o mesmo que flamenguistas e corinthianos.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não sei mesmo…Talvez fora do Rio.

    No Rio o Maracanã hoje em dia tem 70 mil lugares, metade do que era. Ridiculamente poucos lugares até para a torcida do Botafogo, se ela resolvesse ir.

    E se ainda não é assim, muito em breve será. Enfim, depois de um certo tamanho a distância na prática não faz muita diferença.

    Um exemplo claro é o São Paulo, que apesar de estar em baixa no momento, é mais vencedor do que o Corinthians, com muito menos torcedores, e ainda arrecada quase tanto quanto ele.

    Responda a este comentário

    Andre

    Numericamente nao tem como. O Botafogo pra lotar Maracanã necessita de adesão maciça da torcida.

    Portanto se hipoteticamente todas as torcidas tivessem o mesmo perfil social, a quantidade absoluta de torcedores alvinegros que se enquadram no perfil e que pagam por esse serviço é bem menor.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Com 70 mil lugares? Claro que não, lota fácil. Só colocar o preço adequado. Com o preço atual, nem flamenguistas lotam.

    Se a quantidade absoluta de torcedores alvinegros que se enquadram no perfil e que pagam por esse serviço for maior que 70 mil, os 20 milhões a mais de flamenguistas não fazem diferença nenhuma.

    Responda a este comentário

    Andre

    Sim. Mas 70 mil botafoguenses moradores do RJ equivale a 10% de toda a torcida do botafogo no ESTADO (e não na cidade) do RJ.

    Além de se encaixar no perfil financeiro, devem querer ir no jogo naquela data e devem possuir disponibilidade no dia para isso. Existem mais filtros a serem aplicados. Todos eles são redutores da possibilidade dentro do número total.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Essa informação quem diz é uma daquelas pesquisas, que nunca entrevistaram alguém que eu conheça, e que falam que a torcida do Vasco é a 5ª ou 6ª do país?

    Pfiu…

    Em 1960 a torcida botafoguense já colocava 70 mil pessoas, brincando, no Maracanã.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Botafogo 0-0 Portuguesa-RJ – Campeonato Carioca
    Data: 15/06/1969 Estádio: Maracanã Público: 171.599

    Responda a este comentário

    Andre

    Mas curiosamente neste jogo a que vc se refere, Botafogo x Portuguesa fizeram a preliminar de Flamengo x Fluminense. Foi uma rodada dupla!

    Por essa lógica, então Bangu x Madureira colocaram 160 mil numa preliminar de Flamengo e Vasco em 1973.

    Serginho, creio que (chute mesmo) nessa época aí os preços não equivaliam ao que são hoje e com a proposta de elitização vigente.

    Creio eu que a parada era MUITO MAIS POPULAR, pois até o estádio do Rio Branco enchia.

    Creio que, com os preços populares praticados, os presentes nos estádios não eram sequer da mesma torcida. Afinal até o Santos mandava jogos no Maracanã…

    Pra mim, o simbolo do comparecimento da torcida do Botafogo foi na final da CB contra o Juventude. Mas ter recorrência daquele público é algo complicadíssimo.

    Se a idéia é elitizar, já falei: todos os jogos nos próprios estádios dos clubes (Laranjeiras, Gávea, São Januário e o do Botafogo acho que Caio Martins) com preços elevadíssimos e serviço condizente.

    Maracanã, só pra clássicos. Ou nem pra isso precisaria.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Fiz uma pesquisa rasteira nem sei se era preliminar ou não…Mas se você pesquisou a fundo deve ter achado centenas de públicos botafoguenses com mais de 70 mil pessoas.

    Sim, era mais popular. E também existiam menos torcedores que hoje, com MUITO menos renda.

    A política atual de preços em jogos de futebol no Rio de Janeiro é totalmente incompreensível. Uma burrice sem tamanho. Do jeito que é, NENHUMA torcida lota estádio nenhum.

    Responda a este comentário

    Andre

    Aliás, era uma rodada dupla cujo jogo principal, supramencionado, decidiu o estadual.

    Tb fiz uma pesquisa rasteira.

    Digitei: os maiores públicos do Maracanã.

    E aí vieram os 12 maiores.

    O Botafogo apareceu 2 vezes. Uma foi nessa rodada dupla aí e outra foi 158 mil num jogo contra o Flamengo em 1979.

    Procurando “os maiores públicos do Botafogo”, verá uma lista de 12 jogos, onde:

    – 3 foram rodada dupla
    – 7 foram contra o Flamengo
    – 3 foram contra o Vasco
    – 1 foi contra o Fluminense

    Considerando os públicos desses jogos e o fato de que os 3 adversários possuem mais torcida que o alvinegro, me arrisco a dizer que o Botafogo, ao contrário do que vc afirmou de forma rasteira, TALVEZ possa NUNCA TER COLOCADO mais de 70 mil num jogo. Exceção única, talvez, a final da CB que mencionei.

    A política atual de preços em jogos de futebol no Rio de Janeiro é totalmente incompreensível. Uma burrice sem tamanho. Do jeito que é, NENHUMA torcida lota estádio nenhum.

    Como diz Michael Porter, papa da gestão, ou vc lidera por custo, por diferenciação ou enfoque.

    Se a idéia é diferenciar, não se trata de escala. Jogo de futebol “gourmet”, viabiliza nos próprios estádios dos clubes. Até Gávea e Laranjeiras.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    É, depois vi a informação. Não devia ter usado esse exemplo. É o que dá fazer as coisas lendo na diagonal.
    Tem um de 107.730 – 1978 – 0x0 Atlético Mineiro (Campeonato Brasileiro)

    Enfim, é difícil achar os públicos menores do que 100 mil pessoas.

    A ideia não é diferenciar, não há ideia nenhuma, os caras são loucos, e não viabiliza nem a Gávea, não lotaria.

    Responda a este comentário

    Andre

    Todos maiores de 100 mil, com rarissimas excecoes, terao um adversario com maior torcida que o botafogo. Por isso, acho que aquela pesquisa la, para esse calculo, pode ter algum significado. Porque os publicos regulares do botafogo sao comoativeis com aquilo.

    Mas… vender 5 mil ingressos a 1 mil cada, na gavea, dá renda de 5 milha…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Todos maiores de 100 mil, porque públicos abaixo de 100 mil, não eram relevantes. 70 mil pessoas no Maracanã? Muito fácil.

    Impossível vender 100 ingressos a 1 mil cada.

    Responda a este comentário

    Andre

    Claro que 70 mil no maraca fácil.

    O que to querendo que vc ache, que tb tentei, é achar SÓ O BOTAFOGO colocando 70 mil.

    Responda a este comentário

    Andre

    Impossível vender 100 ingressos a 1 mil cada.

    Impossível nada.

    Tem gente (E MUITA) que gasta isso no almoço, Serginho. Se é pra elitizar, que elitizemos na elite e não na desgraça da classe média, ao qual pertencemos.

    Cara, qdo eu rodo nuns bairros aqui de SP, ali pelo Jardim Europa, Itaim, Vila Nova Conceição, Ibirapuera, Alphavile… esses lugares tem mais gente que TODA a poupalação do ES, com toda certeza.

    Vou te falar uma coisa e espero que vc acredite no que to falando. Eu aprendi, por conta do meu trabalho, que tem MUITA GENTE pra pagar isso. Conheço gente, que eu nem diria que é rica, que gasta 1 mil reais por semana só em loteria. Loteria mesmo.

    Eu acredi que eu sou classe média baixa. Muito baixa. Na verdade sou pobre. A questão de ser pobre me ocorreu no seguinte sentido:

    Se 5 mil reais por mês no meu “salário” faz diferença, então eu sou pobre mesmo.

    E tem MUITA GENTE PRA PAGAR 1 mil por jogo. Sem dúvida alguma.

    Agora faz um serviço maneiro e vende lá o ano todo na gávea por 100 mil. VAI VENDER. E rápido.

    Responda a este comentário

    Andre

    A transferência de título do clube paulistano, custa 300 mil reais.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    André, eu sei que tem gente com muito dinheiro. Por isso não disse que não iriam vender nenhum.

    Mas o cara ser rico, não significa que ele seja burro, aliás é até mais provável que ele não seja.

    Então, não vejo muitas pessoas pagando mil reais por um jogo de futebol do Flamengo. De repente, com a seleção, numa Copa do Mundo…

    Responda a este comentário

    Andre

    Eu acho que paga, pq aí o joso em si vira um evento maneiro. Basta fazer uma parada maneira. PRa mim, elitizar, seria isso.

    Responda a este comentário

    Andre

    Sim, essa informação vem do desdobramento daquelas pesquisas.

    Eu concordo com você que elas não são confiáveis, aliás, são mesmo inválidas.

    No entanto, se eu sou um empreendedor que quer medir a capacidade de retorno de uma determinada torcida e SÓ tenho aquele dado, eu utilizaria como parâmetro sim. Parâmetro, não realidade.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Se você é um empreendedor e toma decisões baseado em informações erradas, você tende a falir.

    Responda a este comentário

    Andre

    Usar como parâmetro é diferente de tomar decisão.

    Não me venha com ataques idiotas.

    Se o dado não é confiável, mas existe, eu posso fazer experimentações com poucos recursos pra validá-lo ou não.

    Se um projeto vai requerer 100 milhoes, posso usar 1 milhao para experimentá-lo. Simples assim.

    Responda a este comentário

    Andre

    Aliás, como eu falei lá em cima:

    …eu utilizaria como parâmetro sim. Parâmetro, não realidade.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não fiz ataque nenhum.

    Se você usa como parâmetro um dado que você sabe que está errado, e o considera inválido, você está só perdendo seu tempo, seu dinheiro e ainda por cima prejudicando uma possível avaliação correta.

    Responda a este comentário

    Andre

    Como vc dimensiona demanda serginho?

    Cara, melhor nem levarmos adiante. Mas as vezes, com um experimento, vc inclusive comprova ou nega um parametro e encontra uma forma mais viavel. E isso nao é incomum. Perder pouco dinheiro é melhor que perder muito. Isso é maturacao, desenvolvimento.

    Esse ano mesmo, fiz um experimento e, sem querer, observei uma coisa em que eu nen imaginava existir.

    Daí, foram mais de 3 mil inscritos nas minhas palestras online ate o momento. De uma forma que varios outros ja fizeram, mas nao se atentaram em um unico detalhe de custo ZERO.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Uma coisa é fazer um experimento, e comprovar ou negar um parâmetro que você não sabe se é válido ou não.

    Outra é você perder tempo e dinheiro, mesmo que pouco, com um parâmetro que você sabe que não é válido. Isso é só burrice, não é experimento nenhum.

    Tem razão, melhor nem levarmos adiante.

    Responda a este comentário

    Andre

    Cara, talvez, os experimentos que estamos fazendo agora com públicos presentes e torcidas, segundo a tal pesquisa, pode tornar um parâmetro inválido num parâmetro razoável… ainda que não exato.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não pode, porque a política de preços é absurdamente fora da realidade, e não há nenhuma razoabilidade nessas pesquisas de tamanhos de torcidas.

    Responda a este comentário

    Andre

    Mas vc usa essas pesquisas e cruza com dados de publicos nos estádios… E aí?

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Aí você chega a uma conclusão errada.

    Responda a este comentário

    Bender

    Não compactuo com o discurso barbudinho de culpar o capital ou colocar tal culpa em outrem.

    Com os recursos captados nesse ano, a diretoria do Flamengo optou em pagar pequena parte de suas dívidas fiscais ao montar um time competitivo. Só que merdão no Flamengo também é caro. E os caras não sabiam disso. Aliás, não posso exigir muito pois já mostraram que nem demitir um funcionário eles sabem.

    To querendo esculhambar o Mano mas acho que nem vou. Eu faria o mesmo que ele.

    Responda a este comentário

    Andre

    Nao é culpar o capital. O capital não é problema. É solução. Mas a forma em que ele se desenrola nesse contexto é problemática. Ele pdoeria ser a grande solução, mas nao vejo assim nesse caso do futebol.

    Bender, eu, tanto qto vc, atuamos no mercado financeiro. Com dinheiro. Mas eu acho radicalmente que o futebol não PODE ter nada a ver com isso.

    Se ele quiser se relacionar da mesma forma com o capital como as empresas se relacionam, então que ele se enquadre. O que ele não pode é ficar usando o capital de forma promíscua.

    Responda a este comentário

    Bender

    Qualquer tipo de negócio está relacionado ao dinheiro. Não tem como separar.

    ****
    “atuamos no mercado financeiro”
    Nem fala que tô boladão.

    Responda a este comentário

    Andre

    Qualquer tipo de negócio está relacionado ao dinheiro.

    Sim. Mas não é o objetivo nesse caso. É um meio.

    Responda a este comentário

    Bender

    O dinheiro é sempre um meio. É o Meio de Troca, uma de suas 3 funções.

    Responda a este comentário

    Victor

    As outras duas são comprar cerveja e colocar no biquini da moça em cima do palco.

    Responda a este comentário

  6. O Estagiário
    31/07/13 - 18:48

    Internacional x Santos

    Responda a este comentário

  7. O Estagiário
    31/07/13 - 18:49

    Goiás x Vasco

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Eder Luis é uma bosta.

    Responda a este comentário

  8. O Estagiário
    31/07/13 - 18:50

    Náutico x São Paulo

    Responda a este comentário

  9. O Estagiário
    31/07/13 - 18:50

    Atlético-MG x Atlético-PR

    Responda a este comentário

  10. O Estagiário
    31/07/13 - 18:51

    Coritiba x Ponte Preta

    Responda a este comentário

  11. O Estagiário
    31/07/13 - 18:52

    Portuguesa x Criciúma

    Responda a este comentário

Deixe seu comentário