Home   Open-Bar   Trollagem   Bolão   Mercado da Bola   Copa do Brasil   Seleção   NFL   Contato  

005 – O Império do Amor contra o Cabacento Impetuoso

January 31st, 2010 por | Categorias: Campeonato Carioca 2010, Flamengo, Fluminense.

1º tempo – O tempo tricolor

O débil Flamengo foi a tônica do 1º tempo colocado na roda pelo absolutamente arrumado Fluminense onde Maicon e o Príncipe Alan voavam para cima de Fierro improvisado (?) na lateral-direita. O Campeão Brasileiro constrangia qualquer rubronegro que por acaso tivesse levado um amigo gringo para conhecer o Mengão no Maracanã.

A escalação do Flamengo era a baba do boi cansado e o Fluminense deu o mole histórico de não aplicar uma goleada acachapante neste período de jogo.

O Fluminense chegou ao placar de 2×0 através do Príncipe que exigiu um passe de Diguinho e contou com a interpretação favorável do árbitro ao marcar o penalty convertido pelo argentino Conca, apagadinho no 1º tempo.

Diguinho que fazia grande partida comete penalty tão infantil em Juan, que ele mesmo mostrou-se envergonhado. O gol de Adriano, seguido da blitz de Cássio que culminara com o 3º gol tricolor fizeram parecer que a bobagem de Diguinho e o consequente primeiro gol rubronegro foi meramente um acidente de percurso.

O primeiro tempo terminava 3×1 para o Fluminense que apesar da mobilidade de Alan, parecia sentir a ausência do ponto de referência Fred, especialmente Conca e Mariano. Indubitavelmente o 2º tempo não seria como o 1º. Qualquer coisa que Andrade fizesse, qualquer coisa mesmo, necessariamente melhoraria o Flamengo. O que de fato, aconteceu.

2º tempo – O tempo rubronegro

O Flamengo voltou sem Petkovic e Fernando, entrando com Vinicius Pacheco e Willians que automaticamente recolocaram o Urubu na partida. E com que eficiência. Em menos de 10 minutos, o Flu x Fla estava empatado com o rubronegro sobrando pela direita de seu ataque, forçando Cuca a substituir Julio Cesar para a entrada de Marquinho.

Quem acompanhara as finais entra Flamengo e Botafogo com Cuca no comando alvinegro, via mais uma vez a repetição de um filme. Seu time encantar durante o jogo, e conhecer a realidade da eficiência.

O eletrizante clássico, então assentou com moral para o Flamengo, até que Álvaro leva o 2º amarelo e deixa o Flamengo com um a menos em campo, lance determinante para o desfecho da partida.

10 contra 11

Andrade finalmente saca Fierro evitando assim que o Flamengo jogasse com apenas 9 atletas. Neste momento, a moral passava para o lado tricolor, e via-se no jogo uma situação curiosa, apesar do Fluminense ter imposto as ações da partida, Adriano ficava com grande liberdade para atacar. Risco que o Fluminense defendendo-se com pouca gente correra no início da partida, e que fatalmente teria de correr. No entanto, paradoxalmente Conca jogava melhor neste 2º tempo e o jogo seguia aberto com ligeira vantagem ao time das Laranjeiras, até que…

Até que Cuca em uma afliceta impetuosa e cabacenta clássica bate forte no peito e à lá Milton Leite grita:

Eu vou “se” consgrar

Cuca que mesmo com um a mais via Adriano levar vantagem sobre a defesa tricolor, resolve sacar um desses zagueiros que já não conseguia conter o Império do Amor e escalar ninguém (isto é, colcou Kiesa, que efetivamente foi ninguém). Assim,  Vagner Love e Vinicius Pacheco passearam junto ao Imperador pela zaga tricolor virando e ampliando o placar sem maiores sustos apesar da insossa vantagem numérica do Fluminense dentro de campo.

Resultado final de um grande jogo, comprovado pelo estado de espírito mostrado por alguns jogadores após o mesmo – Flamengo 5×3 Fluminense, com Cuca mascarando a bobagem de Andrade.

****

Destaques individuais

O lado vencedor:

  • Vinicius Pacheco e Adriano – os melhores do lado rubronegro portando-se como gigantes no 2º tempo.
  • Kleberson, Vagner Love e Willians – coadjuvantes à altura dos protagonistas
  • Petkovic – saiu apagado, mas não jogou mal. Curiosamente, o Flamengo esteve tão atordoado no 1º tempo, que nem negativamente houve alguém que se destacasse tamanha era a apatia de toda a equipe.
  • Álvaro e Fierro – perdidos com Alan e Maicon no 1º tempo, sendo que o zagueiro ainda conseguiu deixar seu time com um a menos no 2º.
  • Andrade – Pavorosa escalação e manutenção do time no 1º tempo. Coisa que exigia uma substituição. Até se tirasse Bruno sem colocar ninguém melhoraria o Flamengo. Deve agradecer aos céus pela ausência de Fred, contusão de Maicon, à exuberante qualidade dos jogadores do Flamengo e à grotesca cagada de Cuca.

A qualidade que fez a diferença

O lado perdedor:

  • Alan – o elegante atacante tricolor foi o melhor do time, nos dois períodos, o brilhante e o obscuro.
  • Maicon – infernal pelas pontas casuando pânico na torcida adversária. Ele é tão rápido que parece que vai estourar a musculatura em qualquer corrida, como de fato aconteceu. Aliás, Maicon é um jogador que certamente arranca no limite, faz-se necessária melhor observação em sua forma de jogar e condicionamento muscular ou do contrário uma carreira será abreviada. Há de ter moderação com a galinha dos ovos de ouro.
  • Diguinho – Esteve bem em campo, apesar do bobo penalty cometido em Juan evitando a vitória por nocaute no 1º round
  • Willians, Marquinho e Kieza – as substituições de Cuca não foram apenas pavorosas taticamente, mas também individualmente. Willians, o do Flu, foi o menos pior. Marquinho mostrou no clássico sua verdadeira faceta de jogador sem a menor inspiração, disfarçada por alguns golzinhos contra adversários menores, e Kieza teve participação digna de Edmundo em Copa do Mundo. O centroavante tricolor voltou de sua contusão um arremedo de jogador de futebol.
  • Cuca – Desastre total. Como um cabacento-mór, viu o filme novamente de seu time dominar ações e não concretizar, ao contrário do adversário. Ganhou todas as chances do Mundo com a expulsão de Álvaro e consagrou Andrade.

Inscreva seu e-mail e confirme pelo link eviado para receber novos artigos do Blá blá Gol.

197 Comentarios Enviar por e-mail Enviar por e-mail

197 Comentários para “005 – O Império do Amor contra o Cabacento Impetuoso”

  1. Lincoln
    31/01/10 - 19:46

    Posso estar errado.. mas o fluminense nao esta bem no jogo.. desorganizado e pouco incisivo

    Responda a este comentário

  2. Lincoln
    31/01/10 - 19:47

    foi só eu falar…

    Responda a este comentário

  3. Lincoln
    31/01/10 - 19:50

    será a queda do império do amor?

    Responda a este comentário

  4. Victor
    31/01/10 - 19:56

    O Fluminense está MUITO bem no jogo, gol à parte.
    O jogo acontece na defesa do Fla.
    E o Fla ataca com poucos, apesar do Flu defender igualmente com poucos.

    ****
    Por enquanto, 1×0 Flu com gol do Príncipe.

    Responda a este comentário

    Lincoln

    ate eu comentar o flamengo tava chegando mais.. mas foi so eu falar o flu chegou fez o gol e agora ta dominando

    Responda a este comentário

    Lincoln

    hehehe que isso.. flu irresistivel!!

    Responda a este comentário

  5. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 20:06

    Um gol mudou toda a partida.

    O Flamengo estava melhor até tomar o gol. A partir daí o Flu dominou o 1º tempo

    Responda a este comentário

  6. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 20:16

    Dois pênaltis, mas o do Flu não foi! Se jogou contra o Angelim

    Responda a este comentário

  7. Edd
    31/01/10 - 20:28

    Flamengo só tem um homem de marcação, que é o Toró,aí fica fácil

    Responda a este comentário

  8. Victor
    31/01/10 - 20:34

    IRRITANTE FLUMINENSE
    Lamentável o mole histórico que o Fluminense deu nesse primeiro tempo contra a DÉBIL equipe do Flamengo.
    Se a diretoria rubronegra quiser mandar Andrade embora, pode fazer no intervalo e por justa causa. Isso não é time que se apresente em um clássico.
    É impossível que volte o 2º tempo com diferença tão grande, e inadmissível que Fierro (ídolo maior de Saulo) continue em campo, especialmente por ali comendo poeira de Maicon, Julio Cesar e o Príncipe Alan.
    Um detalhe é que Conca nem de longe foi destaque do Fluminense.

    ****
    O penalty no Principe foi meio mandrake. Isto é, se o árbitro não marcasse, o Mundo não cairia. Mas o gol serviu para traduzir no Placar o absurdo domínio tricolor nesse primeiro tempo.
    Lance que ilustra bem, aos 29 minutos, onde o Tricolor colocou o Rubronegro na roda, com EXTREMA confiança, tocando a bola em todos os setores do campo até Everton (que está muito bem no jogo) errar lá na frente, mas chutar no rebote. Uma pena não ter saído gol nessa jogada, que certamente obrigaria o replay de todo o lance.

    Duvido que a moleza seja tão grande assim no 2º tempo. Caso seja, será uma vergonha que o Fluminense não faça os 6 gols que o Vasco enfiou no Botafogo.

    ****
    Creio que o Flamengo anda perdendo um tempo que será difícil de recuperar depois…

    Responda a este comentário

  9. Lincoln
    31/01/10 - 20:50

    caalho que jogao. 3×3!

    Responda a este comentário

  10. Gaburah
    31/01/10 - 20:53

    Ver Vasco, framengo e Fluminense jogarem me deprime.
    Tenho até medo das semifinais.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Relaxa, não vamos massacrar o Madureira… Temos piedade…

    Responda a este comentário

    Gaburah

    É impossível resistir a Vágner Love e Adriano.
    Ainda mais quando, como bem disse meu sogro (framenguista), ambos estão jogando em ritmo de Copa do Mundo.

    Responda a este comentário

  11. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 20:55

    8 minutos e o jogo mudou completamente.

    o Williams não pode sair do time hoje. o Pet precisa recuperar mais o físico.

    Responda a este comentário

  12. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 20:57

    Cadê o Álvaro de 2009? trocaram ele por um primo mais novo e inexperiente?

    Responda a este comentário

  13. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 20:59

    5 rodadas e 2 expulsões!

    Responda a este comentário

  14. Victor
    31/01/10 - 21:03

    Tempo técnico:
    *Viu Fluminense!
    No seu período débil, o Flamengo foi lá e ensacou dois gols.

    *O que diabos o Willians faz fora do time do Flamengo?

    *Na teoria o Cuca acertou em trocar o Julio Cesar. Dois gols saíram por lá.

    *Álvaro recolocou o Flu no jogo. Agora com um a menos é que é teste para Andrade (e Cuca também)

    *Toda vez que vejo Maicon correr penso que vai estourar um músculo. Ele vai muito no limite.

    Responda a este comentário

    Alexandre Antonio

    A diferença é que o Andrade não pode fazer mais substituições enquanto o Cuca ainda pode mexer.

    O Jogo fica nervoso!

    Responda a este comentário

  15. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:07

    O Flamengo está sem ninguém na sobra. Qualquer bola cruzada rebatida fica com o Flu

    Responda a este comentário

  16. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:10

    Kleberson é um guerreiro! corre e luta o tempo todo!

    Responda a este comentário

  17. Lincoln
    31/01/10 - 21:11

    porra o conca chuta q nem moça de vez em qndo

    Responda a este comentário

  18. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:16

    Vinícius Pacheco está jogando muito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responda a este comentário

  19. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:17

    Golaço!!!!!!!!!!!!!! Agora o jogo ficou histórico!

    Responda a este comentário

  20. Lincoln
    31/01/10 - 21:17

    boa jogada do love

    Responda a este comentário

  21. Lincoln
    31/01/10 - 21:23

    que parada hein?

    Responda a este comentário

  22. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:24

    GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLLLL!!!!!!!!!!!!!!!!

    5×3!!!!!!!!!!!!

    Virada histórica!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responda a este comentário

  23. Lincoln
    31/01/10 - 21:25

    4×0 no segundo tempo

    Responda a este comentário

  24. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:28

    Canta a torcida: créu! Créu! créu! Créu! hahahahahahahahahahahahahha

    Responda a este comentário

  25. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:30

    Cada time ganhou um tempo: 1º Flu3x1; no 2º Fla 4×0!!!!!!!!, com um a menos desde os 18!!!!!

    Responda a este comentário

  26. Serginho Valente
    31/01/10 - 21:37

    Cuca entregou o jogo.

    Se o Fred tivesse jogado o Fluminense venceria o jogo com sobras, porém, se o Willians e o Pacheco tivessem iniciado a partida, e o Andrade tivesse escalado um lateral direito, a parada seria duríssima.

    Responda a este comentário

    saulo

    Como entregou??? Fred estava com o dedo do pé quebrado!!!! E o Williams não está em totais condições físicas para atuar. Ele ficou parado por causa de uma contusão muscular. No caso do Vinícius,ele não tem condições de ser titular do Pet. Apenas está em condições físicas melhores.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Saulo, o Cuca entregou o jogo nas substituições que fez. Mais precisamente quando tirou um zagueiro e colocou um atacante, esquecendo que o empate manteria o Fluminense na liderança do grupo.

    O Fred está com uma lesão na panturrilha que, pra sua informação, não fica no pé.

    Pet está fora de forma, não é? Banco nele por enquanto, já que o Pacheco está jogando bem e está em forma.

    Willians na condição que se encontra, é quinze vezes melhor que Toró e Fernando juntos.

    Responda a este comentário

    Lincoln

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Fluminense/0,,MUL1470931-9866,00.htm

    Fred só volta ao Fluminense na semifinal da Taça Guanabara

    Dores na panturrilha incomodam muito e chefe do departamento médico confirma veto para partidas contra Olaria e Boavista

    Responda a este comentário

    saulo

    Williams está longe de ser um jogador tecnicamente brilhante. Seu rendimento depende muito da sua condição física. Se realmente estivesse em condições ideais, seria escalado pelo Andrade no início da partida.
    No caso do Pet, ele precisa ganhar ritmo de jogo e iniciar as partidas para readquirir sua forma, porque começou a pré-temporada depois dos outros.
    E o Cuca acertou nas substituições. Qualquer treinador sacaria alguém na marcação com vantagem numérica em campo. O grande problema foi a ausência do Fred, o time não tem jogador no banco com suas características. Tanto Maicon e Allan, são jogadores de movimentação pelos lados do campo. O treinador não tem culpa se os jogadores não entraram em campo para decidir a partida logo no segundo tempo.

    Responda a este comentário

    Bender


    O Cuca acertou nas substituições

    To contigo nessa Saulo! Foi SHOW!!!

    Responda a este comentário

  27. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 21:47

    Jogo antológico!!!!!!!!!!!!!

    destaques do jogo:

    Fla: Bruno (salvou o Fla no 1º tempo), Williams, Vinícius Pacheco, e os artilheiros: Kléberson, Love e Adriano.

    Flu: Maicon, Alan, Conca, Rafael, Diguinho.

    Baranga do jogo: Álvaro!

    Responda a este comentário

    saulo

    Não dá para escalar Álvaro e Angerlin juntos: os dois são lentos. Seria melhor o garoto Fabrício na zaga.

    Responda a este comentário

  28. rafael botafoguense
    31/01/10 - 22:04

    caralho que jogaço!!!!!!

    me lembrou o botafogo 5X3 vasco,em 2006.

    só que esse foi foda pela virada,na moral,a raiva dos tricolores nesse momento deve ser do mesmo nível da torcida do fogão no jogo contra o vasco…como o cariocão é doido agora creio em botafogo e fluminense na final. haahahahah…

    Responda a este comentário

  29. rafael botafoguense
    31/01/10 - 22:05

    madureira escroto!! quinta vai ser foda!

    Responda a este comentário

  30. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 22:08

    Quem ri por último ri melhor.

    Os tricolores foram cantar olé aos 25 do 1º tempo, ganhando de 1×0!

    Aprendam que “o jogo só acaba quando termina”

    hahahahahahaha

    Responda a este comentário

  31. Luiz Motta
    31/01/10 - 22:08

    E ainda tem time achando que pode tirar onda com um hexacampeão brasileiro e tricampeão carioca……..chooooooooooora cambada de pó de arroz otários!!!!!!!!

    Responda a este comentário

  32. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 22:10

    A alegria no rosto dos torcedores do fluminense pouco a pouco é esvaziada. Só vai restando a tristeza, lamentação, dor… por fim o choro.
    Triste a felicidade de uma flor dura tão pouco!!!
    Alguns saem reclamando do juiz, outros ofendendo a torcida adversária. Começam as desculpas:
    Minha flor tem mais tradição… Eles são os Flamerdas… etc…
    Apenas fica evidente o soberano domínio do time rubro-negro sobre seus fracos adversários cariocas!!
    Para o time flor resta apenas uma música de consolo:
    E ninguém cala esse Chororô…

    Responda a este comentário

  33. Márcio
    31/01/10 - 22:14

    Flamengo amor eterno!!!

    Responda a este comentário

  34. Gaburah
    31/01/10 - 22:17

    Pra mim o divisor de águas deste jogo foi na verdade Lincoln seca-pimenteira:

    Início do jogo: Lincoln

    Posso estar errado.. mas o fluminense nao esta bem no jogo.. desorganizado e pouco incisivo.

    Fluminense 3X1 framengo

    Lincoln on January 31st, 2010 20:19h:

    hehehe que isso.. flu irresistivel!!

    Fluminese 3X5 framengo

    Responda a este comentário

    Lincoln

    hahahahhahahahahha sera q estou deixando de ser amuleto da sorte dos tricolores???

    Responda a este comentário

  35. Alexandre Antonio
    31/01/10 - 22:26

    Bem gente, preciso ir. vou com um sorriso no rosto.

    Responda a este comentário

  36. Julio Cesar Bastos
    31/01/10 - 22:44

    Vou prover aos cronistas do Blá Blá Gol uma informação quentíssima, furo de reportagem, notícia de primeira mão:
    Vasco e Fluminense brigarão pelo Vice Campeonato!
    Botafogo…que botafogo ( COM LETRA MINÚSCULA MESMO! )
    ggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggggg

    Responda a este comentário

    rafael botafoguense

    DA~~AÃÃAÃÃãã~^âaãADÃDÃ~DAÃ~D~DA~DÃ~DD~~A~DÃDÃ~D~D~D~~~~D~DA~DA~DÃA~DÃÃ~DÃ~DDÃ~ EU SOU FELIZ

    Responda a este comentário

  37. Douglas
    31/01/10 - 23:02

    Venceu quem melhor aproveitou as chances de gol. Não dá para perder tantos gols para o time do establishment nazi-futebolístico instaurado no Rio.

    A defesa sem Digão e Dalton fica extremamente PESADA.

    Não daria o pênalti no Alan. Ainda assim, não alivia mais uma atuação ruim de Marcelo de Lima Henrique, principalmente nos critérios para cartões. Mas se os dirigentes do Flu não reclamam (acham até bonito), quem sou eu pra questionar…

    O que houve com Juan? Desde 2008 não joga quase nada.

    Ah, a soberba…

    Responda a este comentário

  38. Victor
    1/02/10 - 0:25

    Dois comentários adicionais:

    1) Não ficou claro no artigo, mas eu achei um grande jogo de futebol. Jogaço mesmo, apesar de ter ressaltados vários erros.

    2) Achei que Cuca mandou malzaço nesse jogo, mas realmente acho ele um ótimo técnico. Um cara que tem algo a mais que seus colegas. Já faz diversos times jogarem de forma vistosa e bem como este Fluminense e o Botafogo “Ninguém Cala”. Não lembro da forma de jogo, mas teve destaque também com São Paulo e Goiás. Ele já faz o mais difícil, e tem tudo para ser “alguém” no meio.

    Responda a este comentário

  39. Serginho Valente
    1/02/10 - 6:38

    PET FORA DO FLAMENGO?

    Não sei não, o contrato termina em maio, e acho que não devem estar chegando a um acordo.

    Responda a este comentário

    Lincoln

    http://www.lancenet.com.br/flamengo/noticias/10-02-01/693442.stm?marcos-braz-confirma-afastamento-de-pet

    algum time carioca vai acabar pegando ele e ganhando o estadual em cima do imperio do amor

    Responda a este comentário

    Matheus

    Podia o Cruzeiro pegar ele e ganhar a Libertadores em cima do…ARGH…império do amor.

    Responda a este comentário

    saulo

    Fica uma situação muito embaraçosa com qualquer decisão sobre o Pet. O clube lhe deve rios de dinheiro, fez um acordo para voltar e amortizar suas dívidas. Agora afasta por tempo indeterminado. De qualquer maneira fica ruim encostar um atleta desse porte até maio ou na pior das hipóteses, rescindir o contrato. Essa segunda é a mais improvável, porque é sempre melhor evitar penhoras. Em caso de colocar “panos quentes”, a batata do Marcos Braz vai “assar”. Sua situação fica delicada e cada vez mais desgastada depois do episódio da polêmica renovação do contrato do Andrade.

    Responda a este comentário

  40. Zarga
    1/02/10 - 10:55

    O IMPÉRIO DO AMOR CONTRA-ATACA!!! Hauhauhauhauhahua…que coisa linda o jogo de ontem. Sacode histórico!! Afinal, com um a menos desde os 18 minutos do segundo tempo, é foda. Parecia que o treinador do Flu era o Renato.

    Love, Adriano e Pacheco salvaram a bizarra escalação do Fierro na lateral. E o Pet tb ajudou pra que o Andrade se salvasse. Que babaquice ficar putinho e ir embora…

    Responda a este comentário

  41. Matheus
    1/02/10 - 11:06

    Império do amor…

    Esse nome, sei não…

    Responda a este comentário

    rafael botafoguense

    muito baitolesco esse nome.

    Responda a este comentário

  42. Urubu Cretino
    1/02/10 - 11:51

    Aí, tricolor, eu CINCO muito…. hahaha

    Responda a este comentário

  43. Yuri
    1/02/10 - 14:51

    O que mais impressionou-me nos GOLOS de Adriano foi a BONANÇA que ele ESBANJOU ao finalizar os tentos. Muita técnica (para os padrões actuais do Brasil).

    O que me remete ao FACTO de que os QUATRO atacantes de 2006 estão no Brasil, como prova cabal de que aquela seleção realmente era um LIXO ATÔMICO. Mas aqui, com o já famoso ALTO NÍVEL dos zagueiros, eles fazem a festa que não puderam fazer em terras SETENTRIONAIS.

    Adendo: não gosto nem um pouco da FFERJ colocar árbitros na CACUNDA das BALIZAS, o que é uma viadagem. Pelo menos, se a FIFA realmente utilizar essa esdrúxula ideia (se não me engano, já TESTADA em Mundiais de GAROTOS) o Brasil poderá gabar-se de ter inventado ANTES (tipo o spray, boa ideia que fez “sucesso” no exterior).

    Responda a este comentário

    saulo

    Muito criticada a experiência em 2009 dos assistêntes atrás das balizas, foi muito elogiada naquele lance polêmico do gol do Henry na repescagem das eliminatórias européias para a copa do mundo. Em relação ao jogo, a arbitragem tecnicamente foi boa. Apenas foi ruim na parte disciplinar. Houve erros e exageros na aplicação dos cartãoes. O caso da expulsão do Álvaro foi típico: o árbitro marcou uma falta inexistência e deu um cartão amarelo. Na segunda etapa, corretamente deu amarelo, porém foi obrigado a expulsar. Poderia ter influenciado o resultado do jogo, felizmente não ocorreu. De maneira geral, a FERJ nos últimos anos deu um enorme salto de qualidade seu quadro de arbitragem. Neste ano, todos os árbitros foram aprovados nos testes físicos durante a pré-temporada.

    Responda a este comentário

    Zarga

    Muita técnica [2]

    Bem observado. Ainda mais pra gente que tava acostumado com o padrão Obina e Souza de finalizar…

    Responda a este comentário

  44. Bender
    1/02/10 - 15:08

    Minha visão do jogo é bem parecida com o post (há como ser diferente?).

    No 1º tempo faltou a menção honrosa ao Juan, foi o que mais irritou a torcida. Errou tudo, não deu sequência nas jogadas, deu condição de jogo pro Alan no 1º gol. Talvez tenha sido salvo pelo pênalti sofrido.

    Não tinha visto muita coisa de futebol nesse ano. Posso considerar esse Fla-Flu minha estreia em 2010, e em grande estilo, um Fla-Flu nobre. Os “mais antigos” diriam que foi um Fla-Flu com todos os ingredientes, muitos gols, virada, expulsão, pênaltis…

    Quando vi a escalação com Bruno, Fierro (!), fiquei bolado. Foi quando Chocô me disse que Leo Moura tinha sido expulso no último jogo. Fierro atendeu minhas expectativas jogando fora de sua posição, foi uma nulidade no jogo. O 1º tempo foi de um Flamengo ridículo demais e um Flu empolgante. Nessa hora, ponto pro bêbado (o cara era mais velho que Serginho) flamenguista ao nosso lado: “O Flamengo levou gol de todos os times pequenos, pq não levaria do Fluminense?”

    A defesa do Flamengo está mal deveras. Criticaram muito o Alvaro ontem. Ele jogou mal mesmo, mas não é o culpado. Esse momento do sistema defensivo rubro-negro tem nomes: Airton e Maldonado. Dois “puta” desfalques. Os (bons) cabeças-de-área davam proteção à zaga. O primeiro foi-se definitivamente e a torcida espera que o chileno se recupere logo. Ainda mais por isso que Willians não pode ficar de fora desse time.

    Intervalo e a meia-dúzia de tricolores que estavam no Cerol (nosso bar) faziam todas as palhaçadinhas e cantavam todas as musiquinhas pra zuar a massa que, nessa altura, já ocupava toda a calçada e parte da rua. Pedimos mais cervejas, quando Chocô e Julio (meu primo) disseram que iam embora por causa da sova que estavam levando. Argumentei: “E vcs vão perder essa virada histórica?”. Bender Mãe-Dinah? Porra nenhuma. Era simples. Seria praticamente impossível o Flamengo continuar jogando daquele jeito. Ainda emendei: “Adriano fará mais 2 e vai pedir música junto com Dodô”. Na volta pro jogo foram anunciadas as substituições. Os dois zé-bundões rubro-negros chiaram: “Pô, tirou o Pet”. Eu vibrei e tentei convencê-los que as alterações foram ótimas. Podem perguntar para os dois manés.

    O 2º tempo começou e Vinicius Pacheco mandou caprichosamente a bola na trave. Começava ali a decolada Flamenga. 2 gols rápidos e competentes. Igualdade no placar. A zaga tricolor tenta fazer a linha de impedimento e deixam 4 ou 5 rubro-negros em condição de finalizar, Vagner Love é derrubado, o juiz que vinha bem, bobeou nessa. Pela jogada, o gol da virada foi o mais bonito. E no final Imperador fechou o caixão.

    Nem preciso falar como que a meia-dúzia de tricolores sofreram. Foi créu-créu-créu e até o tri-rebaixamento relembraram. Não deixou de ser engraçado. Agradeço à Ferj por dificultar minha ida ao Maraca. Bebemos umas 12, 13 garrafas, rachamos a conta (eu paguei uns R$ 30) e o final do domingo foi show de bola, nos sentidos conotativo e denotativo.

    ****

    Quando estava no balcão pagando a conta, veio o mesmo velho bêbado, pediu pro Maradona (garçom): “desce uma”. Maradona colocou aquele copo de 51, o cara virou e mandou: “metemos 5 e o Império do Amor ainda jogou meia-bomba”.

    HUAHUhaUHUAuAUHUAHUHauHUAHUAHU… velho bêbado 2×0.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Cabe post.

    Responda a este comentário

    Bender

    Se eu conseguir passar pro computador as imagens que tirei no show do intervalo, coloco no post.

    Responda a este comentário

    Matheus

    É o que interessa.

    Responda a este comentário

    saulo

    O problema do Álvaro e Angerlin são as características:ambos são lentos. E zagueiro que se preze, não deve apenas jogar na sobra o tempo todo com tantos volantes.

    Responda a este comentário

    Bender

    Álvaro e Angelim é a dupla de zaga do Flamengo hoje. Não tem melhor lá.
    Como disse, o CRF perdeu o Airton, e torço para Maldonado voltar logo. O chileno deve fazer a dupla de volantes com Willians.

    Responda a este comentário

    saulo

    O Fabrício deveria ter mais chances.

    Responda a este comentário

  45. Bender
    1/02/10 - 15:49

    Hehe… um duelo que vale.

    Flu

    Resposta Fla

    Responda a este comentário

  46. Victor
    1/02/10 - 17:46

    Estou lendo os comentários sobre a ausência do Fred e não estou entendendo.
    No jogo que eu vi, seu substituto jogou muito bem, tanto que fez um gol e sofreu um penalty, lá dentro da área. Fora as jogadas pelas laterais de campo.
    Tá lá no post que foi o melhor do Fluminense. Alguém discorda?

    Responda a este comentário

    Matheus

    Pra mim, esses comentários só têm relevância pra gente saber em que parte do pé fica a panturrilha.

    Responda a este comentário

    saulo

    Jogou muito bem, mas faltou mais presença de área em lances capitais.

    Responda a este comentário

    Victor

    Quais lances, corneteiro?
    No gol que ele fez ou no penalty que sofreu?

    Responda a este comentário

    Zarga

    Na boa, esse jogo o Flamengo ganhava com Fred ou sem Fred. Ficar no “se ele tivesse jogado…” é foda. Da mesma forma que “se o Maldonado tivesse em campo a defesa era outra…”. Puro blablabla. Se o Léo Moura jogasse no lugar do Fierro, então, teria sido de 8.

    E por sinal, o Alan foi muito bem no jogo.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Na verdade eu discordo. O fato de o Alan ter ido bem, não quer dizer que o Fred não fez falta. O Fluminense perdeu um caminhão de gols no primeiro tempo que provavelmente não perderia com ele.

    Até pela categoria no posicionamento. Pode-se tomar o Adriano como exemplo. O cara pouco fez durante o jogo, mas sabe se posicionar, prende a zaga, e quando deram mole ele meteu pra dentro tranqüilamente, sem sustos, exatamente como o Fred faz.

    Mas é claro, o SE não muda em nada a grande vitória do Flamengo, e evidentemente é apenas uma possibilidade, que nunca saberemos SE estaria correta.

    Responda a este comentário

    Victor

    Se é no campo das suposições, da ficção científica, vamos então tentar restabelecer uma realidade plausível com os prós e os contras.

    O Fred, mesmo na época áurea no Tricolor não fez caminhão de gols em jogo nenhum. Se ele perde poucos, cria também poucas oportunidades para que ele mesmo finalize.

    O substituto em si, como finalizador não ficou a dever nada para Fred ao marcar o seu e sofrer um penalty. Acho que vendo esse jogo e a partida contra o Volta Redonda, o que fica parecendo é que o time perde referência, especialmente Conca e Mariano, e um pouco menos Maicon.

    No mais, o jogo foi tenso e o Tricolor encontrou adversidades. E pelo histórico de Fred, não duvido que o Flu acabasse com 10 em campo…

    Por fim, eu até diria que Fred fez falta se Alan tivesse sido apagado, e claro, faz falta por mais que Alan possa ocasionalmente substituí-lo. Mas nesse jogo não me pareceu isso.

    ****
    Em tempo:
    perceberam como evaporou-se a festinha de “Time de Guerreiros” e torcida que apóia incondicionalmente na primeira derrota para um rival? (a TV mostrou neguinho indo embora no 5º gol). As torcida são todas iguais, sempre. Só passam momentos diferentes.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Bom, o Fred pode não ter feito ainda pelo Fluminense um caminhão de gols em jogo, mas já cansou de fazer na sua carreira.

    Pra mim, faria nesse jogo, tamanha a facilidade encontrada pelo Fluminense no primeiro tempo, onde várias oportunidades foram desperdiçadas pelo ataque tricolor, sem o Fred.

    Oportunidades que um jogador com o mesmo nível de categoria, o Adriano, não perdeu no segundo tempo.

    Outro fator, uma coisa é o Flamengo se atirando ao ataque, se preocupando com o Príncipe Ninguém, Kieza, e sei lá mais quem, outra é ir ao ataque se preocupando com o Fred.

    Não vou nem falar do rendimento geral do time tricolor com, e sem, o Fred, que considero gritante.

    Enfim, acho um gol e um pênalti sofrido ridiculamente pouco pra um atacante num jogo como aquele.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Cuidado, Serginho.

    Uns mais incautos podem pensar que você achou que o moleque jogou mal.

    “…um gol e um pênalti sofrido ridicularmente pouco pra um atacante num jogo como aquele” podem ser até pouco pro Fred. Mas prum moleque da base, novo, se não me engano no 1º Fla x Flu não é pouco não.

    Mal ele não jogou.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Sem dúvida, jogou bem mesmo, no 1º tempo.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Mas daí eu acho que ele foi prejudicado pelo Cuca.

    E por isso ele não pode ser responsabilizado.

    Eu não acho que o Fred seja um jogador imune a merdas de técnicos. Na verdade, não vejo ninguém assim hoje no futebol brasileiro.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    É uma questão de opinião.

    Eu acho que com o Fred em campo, do jeito que o jogo foi no 1º tempo, no 2º, já estaria definido. E o Cuca não teria como entregar o jogo do jeito que entregou.

    Podem não concordar comigo, sem problemas, mas minha opinião é bem simples, o Flamengo do primeiro tempo, foi o Fluminense do segundo. A diferença foi a categoria dos atacantes, e por isso o Fred fez muita falta sim, por mais que os garotos do Fluminense não tenham ido necessariamente mal.

    Responda a este comentário

    Bender

    Na boa, esse jogo o Flamengo ganhava com Fred ou sem Fred. Ficar no “se ele tivesse jogado…” é foda. Da mesma forma que “se o Maldonado tivesse em campo a defesa era outra…”. Puro blablabla. Se o Léo Moura jogasse no lugar do Fierro, então, teria sido de 8.

    E por sinal, o Alan foi muito bem no jogo.

    [2]

    Responda a este comentário

    Matheus

    É.

    Acaba que é isso mermo.

    Responda a este comentário

    Lincoln

    eu acho que o jogo seria melhor se todos esses jogadores que estavam fora participassem e talvez nao fosse um jogo de tantos gols e sim um jogo mais centrado no meio com algum time vencendo em um jogo disputado. mas concordo plenamente que “se” nao existe e não deve ser considerado. Se no vasco x botafogo Romário estivesse jogando contra seu maior freguês ao lado de Dodo e Cia o jogo teria sido 12×0. viagem minha?? “se”

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Sem dúvida, o “se” não muda o que jogo foi, e muito menos diminui a vitória do Flamengo,ou qualquer outra coisa. Já comentei isso antes.

    Meu primeiro comentário a respeito do jogo.

    Responda a este comentário

    Paulo Pimentel

    Victor,
    A ausência do Fred faz do Fluminense um time normal. Futebol é muito mais que dar passes, chutes…
    Não que o Alan não tenha sido eficiente, mas o Fred tem o algo mais. Algo mais que tem o Adriano, o Love, o Pet, o Bruno…
    Duvido que o Flamengo tivesse sido tão infantil no primeiro tempo com ele em campo. Sem o Fred o Flamengo amoleceu e os garotos são bola (num futuro próximo o Fred não fará tanta diferença).
    Mas no segundo tempo falou a “verdade da vida” (como diz o profeta).

    Responda a este comentário

  47. Serginho Valente
    2/02/10 - 10:14

    Frases pescadas rapidamente pelo post. E ainda dizem que o Fred não faria diferença…

    “A defesa do Flamengo está mal deveras”

    “Lamentável o mole histórico que o Fluminense deu nesse primeiro tempo”

    “*Viu Fluminense!
    No seu período débil, o Flamengo foi lá e ensacou dois gols.”

    “Venceu quem melhor aproveitou as chances de gol.”

    Responda a este comentário

  48. Paulo Pimentel
    2/02/10 - 10:59

    Só li o post, tem muitos comentários (inviável ler tudo), parabéns ao blogueiro.
    Quanto ao jogo, e ao próprio campeonato, me parece uma luta bastante interessante pelo vice.
    Qualquer comentário que não leve em consideração a franca superioridade rubronegra sobre os demais é redundante.
    Há uma seleção brasileira na Gávea que em termos práticos faz com que as partidas de futebol se comparem às do volei ou basquete, onde um favorito só perde para si mesmo.
    Chamar de histórica a virada é piada se não se levar em conta a disputa de selecionáveis contra os garotos do Flu.
    Também desmerecer o Cuca ou qualquer jovem tricolor e falácia quando há um gigante do outro lado.
    Ridícula a comparação da dupla AdLove a Pelé Coutinho jogando contra o Americano (feita pelo Calazans e RMP). E também ridícula a denominação “histórica virada flamenguista com um a menos” quando se conhece o que realmente está em jogo (o título de Vice).

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Paulo, concordo plenamente. Mas prevejo muita, mas muita choradeira abaixo…

    Responda a este comentário

    Bender

    Hahaha… boa João. Chororô pq a mídia falou da tabelinha do Império do Amor e não falou do gol do Loco Abreu… é demais pra mim!

    Responda a este comentário

    Douglas

    Eu também acho incrível os critérios rubro-negros para chororô.

    Esqueçamos então o chororô midiático-canalha contra Simon (que ACERTOU em não dar aquele pênalti no Tardelli, em 2008, contra o Cruzeiro).

    Deixemos de lado a outra lamentação global diante do gatuno Baldasi, naquela eliminação patética diante do “fortíssimo” Defensor-URU.

    A diferença é que Simon não apita mais jogos do Fla, enquanto Marcelo de Lima Henrique…

    Mas lutar contra isso é dar soco em ponta de faca.

    Bruno (o goleiro denorex), Juan (versão 2009/10) e Leo Moura (ruim desde sempre) jamais teriam espaço na minha Seleção. Nem naquela do pré-olímpico de 1992… :)

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Cara, eu nem estava falando deste tipo de chororô, pois prefiro me abster de discussões que envolvam a paranóia de o Flamengo ser sempre beneficiado pela arbitragem/CBF/mídia.

    Me refiro à choradeira de se reconhecer que o time do Flamengo, hoje, está em um patamar superior aos demais times cariocas, de forma que, como bem disse o Paulo, não podemos nos surpreender pela obtenção de resultados positivos. O estranho foi o baile do Fluminense no primeiro tempo…

    Responda a este comentário

    Bender

    É isso João. Douglas não entendeu e falou um monte de besteira.

    Responda a este comentário

    Victor

    Há uma aspecto legal na formação desse time do Flamengo.
    Ele foi montado homeopaticamente. Lembram que começou mesmo com aquela base que discutíamos aqui com Bruno, Léo Moura e Juan.
    Gastando tubos de dinheiro, inegável, mas também necessário para um time do tamanho do Flamengo, a dupla Marcio Braga/Kleber Leite merece todos os louros por esse time que melhorou ano após ano à partir de 2006.

    Parece pouca merda, mas o Flamengo desta forma homeopática tem em seu time vários jogadores que podem tranquilamente disputar a Copa do Mundo, e efetivamente jogar partidas:
    – Kleberson
    – Adriano
    – Maldonado
    – Fierro
    Com coadjuvantes, jogadores que muito provavelmente não estarão na Copa, mas volta e meia tem nomes cogitados para Seleções e já estiveram por lá:
    – Léo Moura
    – Juan
    – Vagner Love
    – Petkovic

    ****
    Botafogo:
    – Loco Abreu
    – Castillo

    ****
    Fluminense:
    – Fred

    ****
    Vasco:

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Acho o time titular do Flamengo tão bom quanto o time titular do Fluminense.

    Responda a este comentário

    saulo

    O time do Fluminense é bom e ficou em vantagem por estar montado e mais preparado. O Flamengo tem jogadores mais rodados e alguns que fazem mais diferença.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Disso eu discordo, Saulo. O Fluminense pode ter um belo time em construção, mas muitos dos jogadores ainda são promessas (a zaga toda, os atacantes fora o Fred, etc) ou jogadores que dificilmente se firmam (Rafael, Diguinho, Julio Cesar, etc).

    Já o Flamengo é uma realidade, uma força nacional e continental.

    Sem clubismos, custa reconhecer nossa superioridade? Não fazê-lo seria o mesmo que dizer que o Man City é do mesmo nível do Man Utd. São dois belos times sim, mas o primeiro ainda precisa comer muito feijão com arroz.

    Responda a este comentário

    saulo

    Foi exatamento o que disse: os jogadores do Flamengo são mais rodados. Bem diferente, o Fluminense tem muitos jovens valores ainda em fase de ascensão e formação. Vão errar muito e ter estabilidade normal da falta de experiência.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Você não quis dizer INStablidade normal, Saulo?

    Responda a este comentário

    Victor

    Já o Flamengo é uma realidade, uma força nacional e continental.

    ???????????????????????????????????

    Continental por que?

    Pelo que eu lembre, os times que chegaram em finais continentais nos dois últimos anos foram o Estudiantes, Fluminense e LDU.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Continental no sentido de que potencialmente pode jogar de igual pra igual com qualquer time das Américas.

    Responda a este comentário

    saulo

    Continental pela melhor qualidade deste time diante dos quais disputaram recentemente as últimas edições da libertadores. Fora a possilidade de mais chances de conquista o título em função da ausência do Joel.

    Responda a este comentário

    Zarga

    Seria ridículo falar “histórica virada” se o time do Fluminense fosse o feminino ou o paraolímpico. Eu concordo com o Serginho que um time não deve nada ao outro.

    E convenhamos, ganhar um Fla x Flu do jeito que foi, amigo, logicamente que é inesquecível. Só nós sabemos os perrengues que esses pó de arroz nos fizeram passar. Ainda mais com um 4×0 no segundo tempo.

    Responda a este comentário

    Bender


    os perrengues que esses pó de arroz nos fizeram passar

    Tá falando da bola que bateu no Renato e entrou em 1995? O famoso “gol de barriga”.

    Responda a este comentário

    Zarga

    Não especificamente. Mas ele acaba entrando no pacote. É que pra mim, o Flu é o time mais chato de se enfrentar dos cariocas. Independente de fase, números, história e tudo mais. Não é à toa que está no nosso hino tb, né.

    Responda a este comentário

    Bender

    Beleza. O lance é que sempre escuto falar que o Flu é pedra no sapato do Fla. Outro dia falaram que o Flamengo tremia pro Fluminense. Nunca vi nada que confirmasse isso.
    Lembro de uma fase que estava difícil a gente ganhar do Botafogo (depois emendamos 15 partidas sem perder pra eles). Antes disso tinha uma tal de sena que o Vasco faria na gente (mas acho que não conseguiu). E do Flu?

    Tricolores me sacaneavam por causa do hino. Desisti de procurar uma explicação convincente para isso. Acho besteira. O 1º time de futebol do Flamengo é, de certa forma, dissidente do Fluminense, e muito antes de Lamartine Babo, de quem sou muito grato, pois se inspirou no hino rubro-negro bem mais que nos outros.

    Responda a este comentário

    Douglas

    “O lance é que sempre escuto falar que o Flu é pedra no sapato do Fla. Outro dia falaram que o Flamengo tremia pro Fluminense. Nunca vi nada que confirmasse isso”

    O YouTube está aí pra isso:

    Na saudosa época do pioneiríssimo Tri-vice rubro-negro (1982/83/84), o Fluminense ganhou duas (o Vasco, a primeira).

    E tem aquela do Centenário:

    Se não me engano, em finais de campeonato, no confronto entre os dois times, o Flu leva vantagem.

    Responda a este comentário

    Victor

    O Fla ganhou uma ano passado com frango de Fernando Henrique e estupenda atuação de Josiel e o Flu ganhou a penúltima com goleada em 2005.

    Responda a este comentário

    Bender

    Deu mole. Devia ter falado que o Fla é tri-vice desde a década de 1920.

    Responda a este comentário

    Gaburah

    Nunca.

    O melhor e mais inspirado hino composto por Lamartine Babo é indiscutivelmente o do América-RJ:

    Hei de torcer, torcer, torcer…
    Hei de torcer até morrer, morrer, morrer…
    Pois a torcida americana é toda assim
    A começar por mim
    A cor do pavilhão é a cor do nosso coração
    Em nossos dias de emoção
    Toda torcida cantará esta canção.

    La-la-la-la-la-la (3x)

    Campeões de 13, 16 e 22 (la-la-la)
    Temos muitas glórias
    E surgirão outras depois (la-la-la)
    Campeões com a pelota nos pés
    Fabricamos aos montes, aos dez
    Nós ainda queremos muito mais
    América, unido vencerás!

    Responda a este comentário

    Bender

    Acho esse muito bonito tb. Mas uma estrofe inteira de lá-lá-lá enfraqueceu.

    Responda a este comentário

    rafael botafoguense

    esse hino é plágio de um musical americano lá.

    Responda a este comentário

  49. Lincoln
    2/02/10 - 13:41

    100

    Responda a este comentário

    Victor

    Flamengo e Fluminense juntos são um pouco mais que meio Joel.

    Responda a este comentário

  50. Serginho Valente
    3/02/10 - 10:30

    Lá vou eu me arriscar outra vez.

    Realmente acho que o Flamengo tem um time parelho com o time do Fluminense, mas acho que a defesa e o meio de campo do tricolor são um pouco melhores que do rubro negro, pelo menos enquanto o Maldonado não volta. Porém, é evidente que o ataque da Gávea é muito forte, e num momento inspirado pode desequilibrar qualquer jogo.

    E mais, acho que o Vasco está apenas um pouco atrás da dupla arco-íris, sendo que dos times do Rio, possui o melhor meio de campo.

    Aposto numa final no Carioca entre Vasco e Fluminense, já que não considero o Flamengo forte o suficiente pra disputar dois campeonatos ao mesmo tempo. E acho que nas finais deste primeiro turno, as defesas mais bem arrumadas vão fazer a diferença.

    Em tempo, o Flamengo tem que torcer pro garoto Pacheco, ou pro tal do Ramon, conseguirem fazer o que o Pet fez ano passado (o que não é fácil não), claro, se o gringo não entrar em forma. Do contrário, o “Império do Amor” vai ficar a quilômetros do resto do time.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Artilharia rubro-negra ATIVAR!

    Responda a este comentário

    Bender

    Matheus,
    Se vc classifica como “artilharia rubro-negra” o fato dos torcedores do Flamengo aqui se indignarem com falácias de “nhenhenhém a Globo favoreceu o Flamengo”, “blablabla o STJD isso”, “a CBF aquilo”, “mimimi só não ver quem não quer”… vc pode até estar certo.

    No mais, esse seu papo de “artilharia rubro-negra” não existe. Esse comentário do Serginho não tem nada demais. E eu até concordo com uma parte dele.

    Responda a este comentário

    Zarga

    É, eu tb concordo com boa parte do que o Serginho falou.

    Responda a este comentário

    Daniel

    Cara, me reservo o direito de nao discutir mais esse mimimi. Ja deu.

    Acho o Flamengo acima dos rivais cariocas nesse momento.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não tem mimimi nenhum.

    Responda a este comentário

    Daniel

    me refiro a

    “nhenhenhém a Globo favoreceu o Flamengo”, “blablabla o STJD isso”, “a CBF aquilo”, “mimimi só não ver quem não quer”…

    Responda a este comentário

    Daniel

    E discordo de vc. Pra mim, o Flamenfo eh favorito.

    Responda a este comentário

    Daniel

    FlamenGo, claro.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Beleza, acho até bacana terem esta opinião, normalmente morrem de medo de se intitularem favoritos.

    E sobre o “nhenhenhem”, e o “mimimi”, também não tenho mais saco pra discutir isso, mas o Matheus falou uma verdade, que esse seu comentário só corrobora.

    Qualquer discussão, “qualquer comentário que altere o status-quo que a Nação teima em manter, é rapidamente, e quase sempre sem nenhum conceito, desconsiderado”, ou desqualificado, transformado em “mimimi”.

    Pela milésima vez, aqui todos os clubes recebem críticas, pauladas e são contestados, mas a choradeira que acontece quando é com o Flamengo é um saco. Vocês são os verdadeiros chorões.

    Responda a este comentário

    Bender

    a choradeira que acontece quando é com o Flamengo é um saco

    Quando é com o Vasco, transformam irresponsabilidade em um simples “acidente”.
    E “dia seguinte”, vira “ano seguinte”.
    Se for falar da inversão de 74, gol anulado…
    Se for falar da manobra em 97 para Edmundo jogar a final…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Pois é, quando é com Vasco estes assuntos são debatidos, apresentam-se opiniões de todos os lados e NINGUÉM diz que é conspiração, mimimi, arco-íris, nhenhenhem, etc.

    Responda a este comentário

    Bender

    HUAHUHAUhuAHuhAHUHAHUHAhUA… só rindo mesmo.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Não sei qual foi a graça.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Bender, pra mim artilharia rubro-negra é a forma como flamenguistas se negam a aceitar fatos referentes ao seu time, só porque acham que isso diminui em algo a história do Flamengo.

    Ora, se eu falar aqui que não concordo com o título de 87, que acho que o Wright ERROU (e não roubou, veja bem) em 80, que não foi pênalti no Tardelli em 2008, vou ser rechaçado aqui em virtude do que falei. E não é por você, solamente. Você abraça a causa do seu time, mas está longe de ser um fanático.

    Mas existe a artilharia rubro-negra sim. Qualquer comentário que altere o status-quo que a Nação teima em manter, é rapidamente, e quase sempre sem nenhum conceito, desconsiderado.

    Responda a este comentário

    Bender

    Qual é o “status-quo que a Nação teima em manter”?

    Responda a este comentário

    Matheus

    O título de 87, por exemplo. Ou a negação do caso das Papeletas.

    Não vou entrar nesse assunto e ficar me alongando sobre o que já foi falado em outros post’s.

    Responda a este comentário

    Bender

    Realmente não entendo o problema da torcida comemorar um título do seu time ganho legitimamente no campo.

    Ainda vou chegar no nível do Zarga, Daniel ou João e cagar para indagações como “flamenguistas se negam a aceitar”, “o juiz roubou”, “não tinha times argentinos”, ou outras bobajadas dessas. To tentando.

    No caso da suposta fla-press percebi que já tivemos um avanço. Mas é complicado, como diria minha saudosa avó: entra por um ouvido e sai pelo outro.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Não há nenhum problema, meu caro.

    Existe problema quando essa torcida não aceita que outras torcidas, com certa razão, contestem um ou outro título.

    “O Mengão ganhou e pronto. O Wright expulsou 6 jogadores do Galo merecidamente.”

    Ok, Bender. O título é legítimo (menos, na minha opinião, no caso de 87). Não podemos ficar no “SE”. O meu ponto é que algumas pessoas, inclusive torcedores de outros times que não estavam na final, concordam que o título é contestável. E é EXATAMENTE ISSO que a torcida do Flamengo não aceita. Alguém contestar algo do time.

    *****

    Cara, pensa bem. O que eu ganharia aceitando que o Galo merecia ser campeão de 80? Mais zueira. E nem acho que merecia, até porque aquele time do Flamengo era sinistro e soube jogar.

    Só acho que não necessita dessa comoção toda cada vez que alguém discute algo.

    Responda a este comentário

    Bender

    Se tem uma torcida calejada com tais contestações, essa é a rubro-negra. A maioria da torcida do Flamengo anda solenemente para essas contestações. Não há nenhum “problema” quanto à isso. E estão certos. Como vc mesmo disse são “outras torcidas” que fazem tais contestações. Eu que sou meio louco mesmo e ainda tento argumentar que o Wright não expulsou 6 jogadores do Galo.

    Outra coisa que não existe é o merecimento. O Brasil merecia ser campeão em 1982. O Flamengo merecia ganhar a Libertadores de 82, 83 e 84. Não ganharam. Ponto.

    Não há nenhuma comoção. Há, pelo menos de minha parte, um “espantamento” com essa necessidade arco-irisense.

    Na insuportável época do chororô disse aqui que o Botafogo tinha ganho seu maior título no apito. Fui bombardeado mesmo não contestando o título brasileiro de 95. O arco-íris comete o mesmo erro que eu.

    E vai falar na Copa JH pra vc ver…

    Responda a este comentário

    Victor

    Para constar:
    a defesa do Fluminense tem Dalton como titular (nem vou considerar o Digão porque esse daí está meio baqueado), que a deixa mais rápida que a que jogou domingo, menos burra e com alguém na sobra.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Com certeza, o considero o melhor zagueiro carioca.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Peraí, Serginho, acho sim que o time do Fluminense tem grande potencial, mas é fato que ainda precisam de muita estrada antes de pleitearem qualquer título.

    Até mesmo o Vasco, por ter muito mais experiência, supera o Fluminense a meu ver.

    Agora, o Flamengo tem em seu elenco pelo menos cinco jogadores que, sem nenhuma aberração, podem participar da Copa. Possui ainda reservas de nível bem próximo dos titulares, à exceção do ataque, além de garotos com potencial para serem até melhores do que os titulares (Angelim/Fabrício, Bruno/Lomba, Toró/Lenon, etc).

    Quer dizer, é um ELENCO, montado ao longo de cinco temporadas e arrisco dizer um dos mais completos do país (ninguém me convence que Xandão, André Luis e Léo Lima são bons reservas).

    Sem brincadeira, sem diminuir o Fluminense ou qualquer outro time, são patamares diferentes. Só isso.

    Não estou dizendo que vamos ganhar todas, mas somos o time a ser batido. A aberração acontece quando perdemos, isto sim.

    Abs

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Beleza João, nossas opiniões são divergentes.

    Eu não considero o Fluminense um time de garotos. Mas mesmo assim, supondo que seja este time realmente inexperiente, pegue por exemplo, a campanha do sem dúvida experiente time tricolor da maioria do campeonato Brasileiro passado e compare com a do time que terminou a competição, bem menos experiente.

    Eu me baseio pelo futebol que vi em campo desde o ano passado, não pelos nomes apenas. E o futebol apresentado pelo Fluminense desde o final do ano passado, não deve nada ao apresentado pelo Flamengo. E realmente acho que o Fluminense ainda tem jogado melhor que o Flamengo até agora neste ano.

    Não me baseio apenas pelo jogo no domingo. O resultado dele pra mim só ocorreu por uma série de burrices antológicas do Cuca, que num jogo em que o empate seria um bom resultado, tirou um zagueiro e um lateral, colocando um meia e um atacante, deixando o time totalmente exposto, e desconsiderando o Adriano e o Love.

    E mais, prefiro ter jovens jogando muito do que veteranos em declínio. Por fim, Fabrício, Lomba, Toró e Lenon? Fala sério…Não vou nem falar o que eu penso do Léo Moura e do Juan…rs.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Sim, opiniões divergentes, respeito a sua também, embora discorde.

    E no que disse dos garotos, quis dizer que Fabrício tem potencial pra ser melhor que Angelim, Lomba melhor que Bruno e Lenon melhor que Toró (o que não é tão difícil, admito), fora o Mezenga, que tenho convicção de que ainda será um imperadorzinho…

    Abs

    Responda a este comentário

    Victor

    João, vai um conselho aqui, para não fazer confusão com duas coisas que podem ser verdadeiras, mas não podem ser misturadas. Dessa forma, divergem falando a mesma coisa.

    Se a gente está falando comparativamente entre um time e outro, pode esquecer essa história de potencial de jogadores. Ainda mais nos times brasileiros que ou precisam vender jogadores ou não podem arcar com os custos dos que ficam fodões.
    Se o time do Fluminense tem jogadores jovens, que arquem com as consequencias disso, isto é, o time do Fluminense é de 2010 e não do futuro. Ainda que todos os jogadores cheguem a algum dia a atingir o que sugerem, não serão mais do Fluminense.

    Lógico que isso não impede que a gente faça as ressalvas sobre o potencial desses jogadores, estamos aqui para isso. Mas com o intuito mais individual do sujeito, que prevendo como reforço futuro para nosso time.

    Então, com base nisso, deixo a pergunta: Lomba substitui Bruno em 2010? Lenon substitui Toró ou Willians em 2010? Bruno Mezenga substitui Vagner Love em 2010? Vinicius Pacheco substitui Petkovic em 2010? Fabricio substitui Angelim em 2010?
    Para o Flamengo, o importante é isso. Não 2011 em diante.

    Responda a este comentário

    Victor

    Complementando,
    faz mais sentido quando se está no topo da cadeia alimentar como os grandes europeus.
    Aí sim, nesse caso faz sentido pensar assim do Messi, por exemplo, porque se o Barça quiser, mantém ele por lá a carreira inteira.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Victor, minha opinião fica mais clara no contexto do comentário inicial:

    “Agora, o Flamengo tem em seu elenco pelo menos cinco jogadores que, sem nenhuma aberração, podem participar da Copa. Possui ainda reservas de nível bem próximo dos titulares, à exceção do ataque, além de garotos com potencial para serem até melhores do que os titulares (Angelim/Fabrício, Bruno/Lomba, Toró/Lenon, etc).”

    Estou falando da profundidade, da força do elenco do Flamengo. No Fluminense, sai Maicon e entra quem? Sai Julio Cesar e entra quem?

    Agora mesmo, com as contusões de Fred e Alan (jovem com potencial), deve entrar Dori ou Bruno Veiga, os famosos “quem”. Caramba, a diretoria está contratando o André Lima!!

    A diferença entre os dois elencos, a meu ver, é que, no Fluminense, os jovens com potencial são titulares, sendo eventualmente substituídos por outros jovens, supostamente com menos potencial (pq se tivessem mais, seriam titulares, não?). No Flamengo, não, são reservas de uma grande maioria de jogadores consolidados e consagrados (Nota importante: um jogador consagrado não é necessariamente bom, pode ser consagrado como uma merda, tal qual o Denis Marques, p.e.).

    Daí a profundidade, daí a superioridade, ao menos teórica…

    Responda a este comentário

    Bender

    João, entendi o que vc quis dizer. Mas acho que rolou um exagero mesmo analisando apenas o Flamengo.
    Bruno Mezenga é da mesma geração do Vinicius Pacheco. Promessas. Ainda não confirmaram se poderão ser, pelo menos, titulares absolutos do Flamengo.
    Lomba, Lenon, Erick Flores estão na mesma, mas agora, um pouco abaixo desses dois. Eles têm o tal potencial que falamos. Alguns participaram de seleções sub-17-20… mas até agora não são nada.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Mas esse é o ponto, Bender, eles são promessas sim e são tratados como promessas, entrando aos poucos e crescendo seu jogo. No Fluminense, os jovens estão sendo jogados aos leões de uma vez, são titulares e reservas, não há profundidade de elenco.

    Responda a este comentário

    Bender

    Nisso eu concordo. Acho o elenco do Flamengo mais forte.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Mas esse é meu ponto desde o início! O Flamengo possui um elenco no nível dos melhores do país, enquanto que os demais cariocas, quando muito, possuem um bom time titular, sem peças de reposição (só o Vasco vem progredindo nesse sentido).

    Assim, somos naturalmente favoritos em todas as disputas, não apenas contra eles, mas contra 15 dos outros 19 participantes da Série A.

    Temos time, temos esquema de jogo, temos elenco. Faltam ajustes? Sempre! Até no Barcelona faltam ajustes, mas ele não deixa de ser considerado superior por isso.

    Responda a este comentário

    saulo

    Sem comparações: o Barcelona é um dos clubes mais ricos do mundo, está na Espanha(a segunda liga mais rica do mundo), comprador e formador de atleta. Por estar no mercado europeu, tem vantagens infinitamente superiores nos valores de placas, tv’s…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    O que pressiona mais? Não poder perder um jogo sequer sob pena de cair de divisão, ou jogar um Estadual?

    Não tem jovem nenhum jogado aos leões no Fluminense. O que eu vejo são jovens jogando bola, e muito bem, não tem porque deixá-los na reserva.

    O elenco rubro-negro pode vir a ser o melhor, quando todos estiverem em forma, e entrosados, por enquanto ainda não é, mas isso deve até acontecer uma hora, quando o Flamengo estiver disputando a Libertadores.

    Por isso acho, hoje, o Fluminense e até o Vasco favoritos ao Estadual, como disse antes. São times mais arrumados que o Flamengo neste momento.

    Responda a este comentário

    Victor

    João, eu não sei a idade desses jogadores do Flamengo que você citou, mas o time do Fluminense, apesar de não ter jogador com mais de 30 anos, também não é feito de juvenis.

    Está entrando com alguma molecada, porque esses estão dando conta do recado.
    Para ter uma ideia, pega-se o time que jogou contra o Flamengo e a zaga não teve garoto (Rafael, Mariano, Gum, Cássio, Leandro Euzébio e Julio Cesar).
    O meio-campo igualmente (Diguinho, Ewerton e Conca)
    Garoto mesmo, só a dupla de ataque (Alan e Maicon).

    E podemos considerar que um deles (Alan) estava substituindo o Fred e o outro barrando Kieza ou Adeilson.

    Sendo assim, o Fluminense não é um time de garotos. Ele tem optado por entrar com os mesmos porque esses estão dando conta do recado e sobressaindo-se aos mais velhos.
    Só que como os mesmos estão muito bem nessa fase, fica a impressão que o Tricolor tem essa deficiência, quando não tem. Tem a deficiência de ter jogadores com limites, mas não de idade. Ficaram destacadas as atuações de Dalton, Digão, Maicon e Alan e isso estereotipiza. Mas se necessário, parece-me que ao menos três deles podem ir para o banco.

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Ah, e Victor, acho que Fabrício e Mezenga fecham o ano como titulares sim, já que o Angelim vem em franca decadência e pelo menos um dos integrantes do Império do Amor paulatinamente via nos deixar depois da Copa…

    Responda a este comentário

    João Deiró

    Ah, e quanto a Léo Moura e Juan, acho que apenas o primeiro ainda cabe jogar no Flamengo, pois baixou a bola e assumiu um estilo de jogo mais defensivo, além de ter excelente qualidade de passe, auxiliando na saída de jogo.

    O Juan, pra mim, acabou seu cliclo no Flamengo e deveria sair antes de se queimar ainda mais.

    Responda a este comentário

    Bender

    Cara, vc diz que temos medo de nos dizer favoritos. Aqui, somente nesses últimos comentários, 75% dos rubro-negros presentes (falta o Zarga) acha o Flamengo melhor e favorito. Ano passado, antes do campeonato carioca 2009 começar, já tinha dito que o Flamengo era favorito. Favoritismo que até se confirmou, mas esse é outro papo.

    No meu caso, para o carioca 2010 tinha colocado o Fluminense junto com o Flamengo como favoritos (não fiz post mas comentei por aí). Continuo com essa opinião. Apesar de achar o Flamengo com o melhor time (e elenco) o estadual tem play-offs. O último clássico mostrou bem como as coisas podem ser mudadas e decididas.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Acho isso ótimo. Fica muito melhor pra debater.

    Responda a este comentário

    Bender

    Não acho nem melhor, nem pior.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Sempre é melhor quando deixam suas opiniões claras, sem enrolações, tipo “é favorito, ou não”.

    Responda a este comentário

    Bender

    Cara, é até legal recordar coisas do tipo

    em 2007 – “O Vasco será campeão brasileiro”
    em 2009 – “É questão de tempo o Botafogo passar o Flamengo”
    em 2009 – “O Vasco foi o último carioca campeão brasileiro, veremos qual será o próximo”

    A gente ri, se diverte… e mais nada.

    Responda a este comentário

    Zarga

    Sem dúvida o Flamengo é favorito. Pelo time que montou e, claro, por ser um Campeonato que ganhamos várias vezes nos últimos anos.

    Responda a este comentário

    Bender

    Valeu Zarga.
    100%. Vamos ver se agora pára a besteira inháááá… vcs têm medo…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    É, se efetivamente pararem com a frescura de terem medo de assumir favoritismo, a besteira inhááá…vcs têm medo…pára também.

    Responda a este comentário

    Bender

    Vc clicou em “Yes, Weekend” ???

    Responda a este comentário

    saulo

    Diante do baixo nível técnico do campeonato, o Flamengo vai ter maiores dificuldades no segundo turno apenas nos clássicos. Provavelmente vai ser classificar as semifinais e jogar de igual para igual com o time titular. Não dá para priorizar estadual.

    Responda a este comentário

    Bender

    Pergunte ao Saulo:
    Saulo, vc acha o Flamengo favorito ao Carioca 2010 ou não?

    Responda a este comentário

    Victor

    Pergunte ao Bender:
    Quais as expectativas do Flamengo para a Libertadores 2010?

    Responda a este comentário

    saulo

    É o grande favorito. Se ganhar o primeiro turno, será um grande privilegiado e vai literalmente “treinar” no segundo turno.

    Responda a este comentário

  51. saulo
    3/02/10 - 17:35

    Desta vez o departamento jurídico foi fundamental para manter o Pet e evitar novas penhoras: http://www.lancenet.com.br/flamengo/noticias/10-02-03/694668.stm?aqui-so-adriano-e-love-tem-tratamento-especial-afirma-braz

    Responda a este comentário

    Victor

    Esse Marcos Braz é fodaço.
    Se não fosse sabotado pela mídia e pela torcida o Flamengo seria igualmente fodaço.

    Responda a este comentário

    Bender

    Marcos Braz tem R$100.000,00.
    Qualquer outro dirigente tem R$100.000,00.
    Marcos Braz tem mais dinheiro.

    Marcos Braz provocou a crise mundial dos estados unidos.

    Marcos Braz vende areia no deserto.

    Marco Braz vendeu Obina e não pagou nada por isso

    MB se tivesse no fla, o marcinho nao teria saido, ele teria convencido a prostituta q ela q esbarrou na mao dele

    Marcos Braz foi a CBF pedir o reconhecimento do campeonato de 87 e saiu de lá com os de 88, 89 e 90 também

    Flamengo nao foi campeao brasileiro, ele apenas convenceuu a todos disso

    Marcos Bráz trouxe o Love, vendeu o Obina e ainda saiu com 1mi no bolso.

    Marcos Braz pediu um Big Mac no Bobs

    Ele foi atendido

    MB trouxe o love de graça e ainda convenceu os russos que 51 é melhor que vodka

    patricia amorim qdo seelegeu ia substitui-lo, mas na reuniao ele a convenceu que quem tinha que ser demitido era o outro.

    Marcos Braz exigiu que a Hypermarcas estampasse a marca do sabão Omo na camisa do Flamengo. Foi atendido.

    Adam Smith dormia com Marcos Braz estampado no pijama.

    Marcos Braz queria levar a bola da final do Hexa, mas Adriano e Léo Moura pegaram primeiro. Isso explica porque os dois estavam chorando um minuto depois.

    John Maynard Keynes se inspirou em Marcos Braz quando desenvolveu sua teoria de intervenção estatal na economia.

    Os americanos tentaram endurecer uma negociação com Marcos Braz, os efeitos disso são sentidos no Mundo inteiro até hoje

    braz foi ao puteiro e no final quem recebeu dinheiro foi ele

    Marcos Bráz bane os moderadores da comunidade.

    Via twitter.

    Marcos Bráz vende convites pro Orkut.

    Marcos Braz não é dirigente do Flamengo no CM, pq o jogo não permite cheat.

    Marcos Braz ganha impar/par no espelho pedindo impar.

    Nas horas vagas, Marcos Braz não joga Colheita Feliz. Joga simuladores nos sites da Nasdaq e Dow Jones.

    Marcos Braz bateu o pé na negociação do Vagner Love, dias depois ocorreu o terremoto no Haiti

    http://colunas.globoesporte.com/arthurmuhlenberg/2010/01/25/marcos-braz-facts/

    HUAHUHAUhuHAUhUHAuhUAHUhAHU…

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Estamparam OMO na camisa do Flamengo? É bom demais pra ser verdade…

    Responda a este comentário

    Bender

    HUAHUHAUhHAUHUHAUhUHAUHUAHUHUAHUHauHAaHU… não acredito.

    Meu camarada, MB quando faz flexão, desloca a Terra.

    Tô indo, vou deixar até amanhã pra vc pensar. Se até lá, vc não tiver entendido, te explico. Mas faz uma forcinha, é fácil.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Ervilha, ervilha…

    Responda a este comentário

    Bender

    Átomo.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Eu sei que toma.

    Responda a este comentário

    Victor

    HAuhUAHEUaheau ehaueha uehau eah
    HAuheuahe uaehau ehaue hauea
    HAUEHAUhe aueha ueha euah

    Responda a este comentário

    Matheus

    HUASUHHUSHUAHUSAHUSAHAUSHH
    UHASHUSAUHSAUHSAUHUSAUHSAHUA

    DANDO PALA AQUI!

    AHUSUAHAHUSUHSAUHASUHSA

    Responda a este comentário

  52. Zarga
    4/02/10 - 10:37

    Só um último comentário sobre esse FlaxFlu que pouca gente comentou. Como a imprensa ENCHEU A PORRA DO SACO sobre o assunto Pet. Pouquíssima destacou o quinto gol do Adriano em dois clássicos ou a virada em si. Tá certo que não foi um 6×0, mas pelo clássico que é deveria ter mais repercussão. “Flapress” de férias…hauhauhauhauhuahuhaa

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    O pessoal gosta é de sangue…rs. E eu também, hahahaha.

    Ontem o Juanzinho saiu fazendo birra outra vez. Tô achando que este time do Flamengo não passa nem da primeira fase da Libertadores.

    O tal do Marco Braz, começou bem dizendo que Adriano e Love são os únicos com privilégios, é melhor deixar as coisas claras mesmo, mas tem que bancar isso agora, com o Juan, o Léo Moura, o Bruno e quem mais fizer merda.

    Ainda, acho que ele deveria ter dito a parada sem justificativa, é assim e pronto. Quando se justificou, fez merda. Dizer que o Império do Amor, abriu mão de muita coisa pra estar no Flamengo, não vai pegar muito bem pra um maluco que está por lá, ganhando um décimo deles, e tendo que treinar muito mais, se concentrar mais, correr mais, e etc.

    E outra, disse que o grupo adora o Adriano e por isso aceita o que ele faz, ou seja, ninguém gosta do Pet?

    Enfim, vai dar merda.

    Responda a este comentário

    Matheus

    Vira essa boca pra lá.

    Da última vez que você gorou o Flamengo, eles foram campeões brasileiros.

    Agora tem uma Libertadores.

    Responda a este comentário

    Serginho Valente

    Hehehehe…é verdade…Mengão Campeão da Libertadores, sem dúvida! Hahahaha….

    Responda a este comentário

    Zarga

    Isso aí, vamos manter a tradição do Serginho dar sorte ao Mengão…hehehe.

    Mas é complicado mesmo. A guerra de egos já começou e o que não falta é gente pra botar lenha. Como o Rock Bola fala: a “Criiiiiise no Mengão” volta e meia vai aparecer na mídia.

    Tomara que o Andrade saiba fazer um bom churrasco pra controlar essa galera…

    P.S. – Torço muito, mas muito mesmo pra esse Rodrigo Alvim ser bom lateral. Não aguento mais essas birrinhas do Juan. Mesmo com duas assistências ontem, o que aparece mais é a babaquice dele.

    P.S. 2 – O Mozer, zagueirão das antigas e morador de Lisboa, disse que o Juan perde a vaga fácil na lateral. Segundo ele, esse Alvim é bola. A conferir…

    Responda a este comentário

    Bender

    HUAHUAHuhUAHuHAUHuAHUA… adoro as “análises” apocalípticas sergilianas para o Flamengo.

    Responda a este comentário

  53. Até que… joguinho bom
    4/02/10 - 12:19

    […] Esse momento do sistema defensivo rubro-negro tem nomes: Airton e Maldonado. Dois “puta” desfalq… […]

Deixe seu comentário